Boletos do Garantia-Safra serão entregues na próxima terça-feira em Juazeiro 

(Foto: ASCOM)

Na próxima terça-feira (29), o prefeito de Juazeiro (BA) Paulo Bomfim irá realizar em seu gabinete, no Paço Municipal, a entrega dos boletos para o pagamento do Programa Garantia-Safra aos representantes e presidentes das associações das comunidades rurais do município. O encontro está marcado para às 8h.

Os boletos referentes à safra 2019-2020 devem ser recolhidos pelos agricultores beneficiados até o dia 31 deste mês (prazo final para o pagamento dos mesmos), nas associações de seus distritos e comunidades, bem como na sede da Agência de Desenvolvimento Econômico Agricultura e Pecuária.

“O município de Juazeiro tem dado toda atenção aos agricultores familiares que participam do programa, disponibilizando informações e facilitando o acesso aos boletos. Pedimos aos beneficiados para que façam o pagamento em prazo hábil, pois o mesmo será encerrado no dia 31/10”, ressaltou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Elayne Borges.

A secretária também alertou os agricultores que o não pagamento dos boletos resulta no prejuízo total, caso haja a perda da safra. “Consideramos a importância deste programa que atende aos nossos agricultores sujeitos a perdas de safra, o que é um risco grande nesta época de estiagem. Alertamos a todos que paguem seus boletos para que não haja nenhum prejuízo”, frisou a secretária.

Garantia-Safra

O Garantia Safra tem como objetivo garantir a segurança alimentar para agricultores familiares de municípios sistematicamente sujeitos à perda de safra, por razão de estiagem ou enchente. Têm direito a receber o benefício os agricultores com renda mensal de até um salário mínimo e meio, quando tiverem perdas de produção em seus municípios igual ou superior a 50%. O programa prevê o repasse de R$ 850,00 divididos em cinco parcelas de R$ 170,00 que são depositadas diretamente no cartão do Bolsa Família.

As condicionantes para os produtores participarem do programa são: renda bruta familiar mensal de até um salário mínimo e meio – excluindo a aposentadoria rural, plantio em áreas não irrigadas, plantio em áreas entre 0,6 e 10 hectares, plantação de algodão, arroz, feijão, mandioca e/ou milho, e adesão ao garantia safra antes do plantio.

Deixe uma resposta