Bolsonaro fará ‘pente-fino’ nos dois últimos meses do governo Temer

Acompanhado de agentes da PF e da mulher, Bolsonaro vota no Rio.

O presidente eleito Jair Bolsonaro vai promover uma revisão geral nos atos praticados pelo atual presidente, Michel Temer nos últimos dois meses do mandato. O objetivo é verificar se as medidas tomadas por Temer estão de acordo com compromissos do governo do novo chefe do país.

“Nos primeiros dez dias, cada ministério deverá elencar as políticas prioritárias dentro de sua área de atuação – incluindo a revisão de atos normativos legais ou infralegais publicados nos últimos 60 dias do mandato anterior, para avaliação de aderência aos compromissos da nova gestão”, diz trecho do plano intitulado “Agenda de Governo e Governança Pública”, distribuído aos futuros ministros de Bolsonaro.

A revisão deve ser feita nos 100 primeiros dias de novo governo. O documento também determina que os futuros ministros avaliem todos os contratos de manutenção das respectivas pastas, com vistas à melhoria dos serviços e economia, mas não ordena cortes imediatos.

O plano para os primeiros 100 dias de gestão inclui orientações sobre nepotismo, contratações e cerimonial aos futuros ministros. Outro ponto destacado é a redução da burocracia no processo administrativo.

Com informações do Diário de Pernambuco

Deixe uma resposta