Brasil atinge recorde nas Paralimpíadas Rio 2016; Meta não foi alcançada

(Foto: Internet)

O Brasil terminou a competição com a oitava posição geral. (Foto: Internet)

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) se mostra otimista para o novo ciclo até os Jogos de Tóquio, em 2020. Apesar de não ter cumprido a meta de ficar entre os cinco mais bem colocados pelo número de ouros no quadro de medalhas do Rio-2016, a entidade se diz satisfeita com o desempenho dos atletas.

“Podemos considerar a melhor participação nossa nos Jogos Paralímpicos, apesar de não termos conseguido a meta. Era uma meta, não promessa. O CPB está extremamente satisfeito com a campanha feita aqui. A gente tinha meta de ter mais medalhas no total, mais modalidades vencendo e mais atletas ganhando medalhas. E conseguimos”, afirmou Andrew Parsons, presidente do CPB.

O Brasil terminou a competição com a oitava posição geral, com 72 pódios, sendo 14 medalhas de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. Pela ordem, ficou atrás de China, Grã-Bretanha, Ucrânia, Estados Unidos, Austrália, Alemanha e Holanda. Como comparação, a Austrália, quinta colocada, obteve 22 ouros. “Houve uma concentração muito grande de medalhas entre os quatro mais bem colocados. A própria Austrália teve o mesmo quinto lugar de Londres, mas com 22 medalhas de ouro, contra 32 da edição anterior. Isso mostra uma flutuação”, explicou.

Fonte Estadão

Deixe uma resposta