Câmara de Vereadores de Juazeiro discute sobre transporte alternativo e Uber

(Foto: ASCOM)

A Câmara de Vereadores de Juazeiro realizou na manhã desta quinta-feira (28) uma Audiência Pública para discutir sobre o transporte alternativo, taxi, moto-taxistas, o aplicativo Uber e entrada deste sistema em Juazeiro. Presidida pelo vereador Alex Tanuri (PSL), a audiência foi requerida pelo vereador Charles Leal (PDT).

O evento contou com a participação de representantes das classes de taxistas e moto-taxistas e dos poderes executivos das duas cidades, além da Policia Militar e Civil da Bahia. O Representante do Sistema Uber não compareceu a Audiência Pública.

Durante a abertura, o Alex Tanuri, destacou o papel da Câmara em discutir com a sociedade temas e questões relevantes. “Esta audiência é para se discutir pontos importantes para a comunidade de Juazeiro. Eu como presidente desta casa, estou aberto democraticamente para as discussões. Este é o pensamento de todos os 21 vereadores. Vamos discutir questões que são importantes para a sociedade tanto de Juazeiro quanto de Petrolina. Entendo que as duas cidades em alguns pontos como, por exemplo, mobilidade urbana, segurança, saúde uma precisa estar alinhada com a outra”, disse Alex Tanuri.

O Proponente, Charles Leal, explicou porque solicitou a Audiência. “Nós, preocupados com a chegada da Uber, porque esse sistema é uma realidade que está sendo implantada no Brasil e no mundo, mas nós temos uma classe, os taxistas e temos também os moto-taxistas. Nós estamos aqui representando verdadeiramente o povo de Juazeiro, eu quero que no final das contas, o povo é quem ganhe. Que tenham um transporte com segurança, com qualidade, com confiança, com visibilidade, identificação e, sobretudo, honre seu compromisso com impostos no município. E assim, nós propomos essa discussão”, destacou o vereador.

Ausência da Uber

Os representantes dos taxistas e moto-taxistas, em suas falas, enfatizaram a ausência do representante do aplicativo para a discussão da entrada do serviço na cidade. Charles Leal também chamou a atenção em seu discurso. “Eu esperei muito que o representante da Uber estivesse aqui para explanar. Essa era uma das questões mais importantes. Para tirar esta dúvida de todos nós, qual será a segurança que a Uber tem? Quem é a Uber? Qual a identificação do Uber? Por isso nós propormos essa audiência pública”, lamentou o vereador.

CSTT e AMMPLA

O diretor-presidente da Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT), Damião Medrado, colocou a instituição à disposição para discutir a situação do transporte alternativo de Juazeiro. “A CSTT também está preocupada em relação aos taxistas e moto-taxistas. Agente tem dado abertura para receber e discutir todas as dificuldades e reivindicações. A CSTT dá prioridade aos que estão legalizados, mas não devemos esquecer que a Uber é uma realidade no Brasil, apesar de ser ilegal”, disse Medrado.

O diretor-presidente da Autarquia Municipal De Mobilidade (AMMPLA) de Petrolina, Geraldo Miranda, está disposto ao diálogo. “Em Petrolina eu tenho o diálogo franco, aberto e direto tanto com táxi e moto-táxi. Nós vamos propiciar os benefícios que forem possíveis para que a gente possa aprimorar, melhorar e botar o nosso sistema formal quer seja de táxi e moto-táxi em condições de competir, seja ele com Uber ou outro aplicativo”, disse.

 

Deixe uma resposta