Campanha do desarmamento começou nesta terça em Petrolina

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Os moradores de Petrolina, que possuem armas de fogo ilegais poderão participar da Campanha do Desarmamento, que acontece pela primeira vez no município, até o próximo sábado (12). A campanha conta com um posto de atendimento na praça Maria Auxiliadora, no centro.

Durante a manhã de hoje (1º), o diretor de articulação social, Coronel Jonas Barbosa, estive no programa da Rádio Jornal, Super Manhã, para contar detalhes sobre a iniciativa.  A campanha que foi criada em 2013, faz parte do programa Pacto Pela Vida, e já arrecadou 2.738 armas. Em 2016, foram entregues 346 e este ano 77.

“A importância deste trabalho é muito grande, neste sentido, para retirar das mãos de pessoas que não têm o preparo necessário, nem técnico e não tem porque utilizar (a arma) e acaba gerando risco para sua família. É uma arma escondida encima de um guarda-roupas, embaixo da cama, onde uma criança pode pegar. Ou ainda pode ser furtada por um bandido. Essa campanha visa tirar destas pessoas este tipo de arma”, informou o Cel. Jonas Barbosa.

A campanha tem o objetivo de retirar armas, de pessoas que estão irregulares ou que não desejam ter armas e que por alguma razão ganharam ou compraram em algum momento e não querem revender e nem repassar.

Para fazer a entrega é preciso acessar o site desarma.mj.gov.br onde deve realizar um cadastro, emitir uma guia onde consta as informações da arma e informar onde a arma está. Para entrega é preciso que a arma esteja separada da munição e embrulhada.

A entrega pode ser feita das 8h às 17h, no posto localizado na praça Maria Auxiliadora, no Centro de Petrolina. Há a garantia do anonimato de quem participa da campanha e uma indenização que pode ser de R$ 150 à R$ 450 reais.

Deixe uma resposta