Carroceiros atrapalham trânsito e trazem risco a condutores de Petrolina e Juazeiro; Maus tratos a animais é outro problema

Trânsito na saída da ponte em Juazeiro ficou lento por causa de carroça trafegando na via. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Petrolina e Juazeiro tem crescido muito ao longo dos anos. E o trânsito nos dois municípios tem ido um pouco além do crescimento das cidades.

Em 2010, de acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN), a frota de carros e motos em Petrolina somava 56.111 veículos. Apenas seis anos depois, em 2016, o mesmo estudo mostrou um aumento de aproximadamente 75% na frota, com 98.635 veículos contabilizados.

Em Juazeiro (BA), o estudo de 2010 apontava 41.903 veículos, somando motos e carros. Em 2016, o número subiu para 68.955, um aumento de cerca de 65%.

Não bastasse o crescimento significativo do número de veículos nas cidades, que não conseguiram se adaptar para receber o aumento maciço de carros e motos, muitos carroceiros têm dificultado o trânsito nos municípios.

Carroça fecha via em Petrolina. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Sem regularização alguma, as carroças andam pelas cidades de forma desordenada e perigosa. Os carroceiros param em locais indevidos, andam fora do acostamento, deixando o trânsito mais lento que o normal, e, em algumas situações, como quando andam a noite sem sinalização, colocam em risco a vida dos condutores nas cidades de Petrolina e Juazeiro.

Não é preciso circular muito para encontrar carroceiros andando pelas principais vias destas cidades. Nesse sábado (2), em Juazeiro, o blog Waldiney Passos registrou um desses momentos. Um homem circulava tranquilamente no contorno do supermercado Açaí. O trânsito praticamente parou até o carroceiro encontrar um espaço maior para transitar.

Em Petrolina, mais um flagra. Uma carroça transitando no meio da rua, obrigando um carro a desviar e entrar na contramão. O fato foi registrado em uma via da Cohab Massangano, menos mal, já que a rua não é movimentada.

Maus Tratos

Além de trazer riscos aos condutores, outro problema são os maus tratos aos animais que traçam as carroças. A grande maioria dos animais flagrados transportando pessoas e objetos são magros e com feridas espalhadas pelo corpo. Em outros casos, carregam grandes pesos.

Regularização

Antes que aconteça algo mais grave, com um acidente, é necessário que os poderes públicos busquem a regularização dessas carroças. Dessa forma, a população poderá identificar o transporte de tração animal, caso o seu condutor pratique alguma irregularidade.

Um Comentário

  • Antonio Carlos Moura

    20 de setembro de 2017 at 18:11

    Até que fim alguém resolveu falar sobre essa grave situação dos Carroceiros em nossa Região.

    Políticos só se interessam em período de eleição. Fazem desfiles em cima das carroças. Soltam fogos e prometem mundos e fundos. Passado a campanha eleitoral esquecem de tudo.

    Há muito tempo os carroceiros pedem atenção do poder público. Infelizmente nada acontece.

    Já cansei de mandar sugestão para a administração municipal. Nenhuma resposta sequer. Todos que passaram pela Prefeitura de Petrolina não deram a mínima atenção aos carroceiros. Talvez porque são profissionais carentes e, como se sabe, políticos só olham para vantagens pessoais.

    Algum dia, quem sabe, vamos contar com um Dirigente Público que olhe para o coletivo e atenda a vontade popular.

    Responder

Deixe uma resposta