Casas de barro são demolidas em bairros de Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Na manhã desta terça-feira (25), a Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano e a Guarda Civil Municipal acompanharam a diretoria de Habitação da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) na demolição de casas feitas de taipa nos bairros Argemiro, Nova Esperança e Piranga 1.

A ação de demolição das casas está sendo programada há um ano e as assistentes sociais da SEDES estão acompanhando as famílias que moravam nas casas, uma vez que estas já foram contempladas no Programa Habitacional da cidade. Hoje, foram demolidas cinco casas e outras 100 estão programadas para demolição.

(Foto: ASCOM)

Para a Diretora de Habitação da SEDES, Gilnágila Machado, a ação tem como objetivo resolver os problemas dos bairros e tirar o risco a que as pessoas estão expostas. “As casas em questão foram invadidas por terceiros, já que os antigos moradores já estão nas casas novas. Nossa equipe chega, conversa e informa a essas pessoas sobre o processo de demolição e elas assinam um termo de compromisso onde ficam cientes sobre os procedimentos”, explicou.

Moradores dos bairros acompanharam o trabalho realizado pela equipe e julgaram positiva a ação. Dona Maria de Lurdes é moradora antiga do bairro Nova Esperança e afirma que as casas apresentavam risco e servia de abrigo para insetos. “Vejo essa ação como positiva, nós sabemos que as pessoas que moravam aí ganharam uma casa boa e até já se mudaram. Essas casinhas além de deixar feio o nosso bairro juntava muitos ratos, baratas, cobras e barbeiros”, observou.

Jailson Silva, Diretor Operacional, o trabalho da SEDES está sendo acompanhado e, “com o mapeamento e junto da Guarda Municipal garantimos a segurança da equipe e também dos moradores. As casas não têm estrutura, não apresentam nenhuma condição de habitação, e ainda utilizam energia e água clandestinas com inúmeros riscos”, pontuou.

Deixe uma resposta