Caso Bernardo: pai da criança é indiciado por homicídio triplamente qualificado

Bernardo foi morto no DF, mas encontrado na Bahia (Foto: Arquivo Pessoal)

O pai do menino Bernardo, encontrado morto em uma cidade na região da Chapada Diamantina (BA) na semana passada foi indiciado pelo crime de homicídio triplamente qualificado (praticado contra uma criança, por motivo torpe e de meio insidioso). Paulo Roberto de Caldas Osório, de 45 anos confessou ter matado o filho dando suco de uva com remédio para dormir.

LEIA TAMBÉM:

Polícia Civil do DF confirma que corpo achado na Bahia é do menino Bernado

Corpo encontrado na Bahia pode ser de criança sequestrada em Brasília

Na denúncia apresentada pela Polícia Civil do Distrito Federal, onde o pai e a criança de apenas 1 ano e 11 meses moravam e aceita pelo Ministério Público, Paulo ainda deverá responder por ocultação de cadáver. Ele viajou da capital do país até a Bahia para abandonar o corpo do menino.

A juíza titular da Vara de Execuções Penais (VEP), Leila Cury, solicitou laudo psiquiátrico para determinar o local onde o metroviário aguardará o trâmite do processo. Inicialmente, a defesa pediu que Paulo fosse transferido para a Ala de Tratamento Psiquiátrico (ATP) do Complexo Penitenciário da Papuda, mas ainda não teve resposta.

Deixe uma resposta