Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Acompanhe a cotação dos produtos comercializados no Mercado do Produtor de Juazeiro

Depois do feriado do aniversário da cidade, o Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) volta a funcionar hoje (16) e tem o melão amarelo como destaque.

A fruta pode ser encontrada a R$1,20 o quilo, enquanto o melão orange sai a R$2,00. Quem prefere o tipo pele de sapo desembolsará R$1,45.

Confira a cotação completa de hoje.

Alta dos custos fixos afeta produção de acerola no Vale do São Francisco

(Foto: Divulgação)

O produtor de acerola do interior de Pernambuco gastou em média R$ 5 mil por hectare para implantar a fruta na última safra 2018/2019. O levantamento foi realizado pelo Sindicato dos Agricultores Familiares de Petrolina (Sintraf). Em termos mais usuais, o agricultor teve que produzir pelo menos 250 caixas por hectare em média, para cobrir os custos com o fruto.

Levando em consideração o preço médio de R$ 20 por caixa, a mão-de-obra de R$ 9 por cada colheita, o custo da irrigação e os tratos culturais (adubação, capinação e fertilização), a entidade calcula que o produtor tirou uma rentabilidade de 4,00 caixas, por hectare.

“Anos atrás, o cultivo de acerola em Petrolina trazia um retorno [comercial] mais satisfatório porque tinha um baixo custo de produção. Porém, de uns tempos para cá houve uma alta da mão-de-obra, uma baixa procura pela fruta, uma redução de preços e, consequentemente, a diminuição dos lucros para o agricultor”, avalia o levantamento.

Efeito dominó

Segundo a presidente do Sintraf, Isália Damacena, a entidade prevê uma melhora com relação aos preços das próximas safras, no entanto, pelo motivo errado: recentemente muitos produtores erradicaram suas áreas de acerola, o que também reduzirá em breve a disponibilidade da fruta.

LEIA MAIS

COOPERCUC conquista selo da agricultura familiar para novos produtos

(Foto: Ascom/Coopercuc)

A Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc) recebeu a certificação para o uso do Selo de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf) em novos produtos. A entrega do certificado aconteceu na última sexta-feira (12), durante o Encontro Territorial para Organização do Fornecimento de Gêneros Alimentícios, realizado no auditório Plural da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Juazeiro (BA).

Através da linha Gravetero, a Coopercuc possui diversos produtos que agora receberão a certificação. Além dos doces e geleias, também passam a ter o selo as polpas, os preparados líquidos para refresco, a famosa Cerveja de Umbu e o Chopp de Umbu.

LEIA MAIS

Toda Sexta tem Obra contempla agricultores do Salitre

(Foto: Ascom)

O Toda Sexta tem Obras da semana passada foi especial em Juazeiro (BA). Em comemoração aos 141 anos da cidade  a Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP) entregou três máquinas forrageiras no Salitre.

Os equipamentos foram adquiridos com apoio do Governo da Bahia e beneficiarão os agricultores da localidade. Também foram distribuídas mudas de palma a 18 famílias da comunidade.

“Estamos felizes em proporcionar às famílias da zona rural a aquisição da palma para alimentação dos animais, bem como das máquinas para a produção da forragem. É uma importante ação em comemoração ao aniversário de Juazeiro, pois quem ganha é a população. Mais uma vez o governo municipal e o estadual se unem em prol do desenvolvimento e melhoria do interior de Juazeiro”, declarou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária, Tiano Felix.​

A agenda em comemoração de Juazeiro seguirá por esse domingo e continua até a segunda-feira (15), data na qual a cidade celebra aniversário.

Acompanhe a cotação dos produtos comercializados no Mercado do Produtor de Juazeiro

(Foto: Ascom)

A sexta-feira (12) no Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) é marcada por preços em queda. A batatinha é vendida a R$ 3,00 o kg.

Quem optar pela batata doce desembolsará R$ 1,43 também o quilo. Já o inhame é vendido a R$ 6,00 o kg e o quiabo custo R$ 2,00.

Confira a cotação completa de hoje.

Acompanhe a cotação dos produtos comercializados no Mercado do Produtor de Juazeiro

O destaque nessa quinta-feira (11) no Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) é a tangerina. A fruta, rica em vitamina C, está sendo vendida a R$ 46,00 a caixa com 18 kg a do tipo Murcot.

Quem optar pela Ponkan desembolsará R$ 38,00, também a caixa com 18 kg. Outro item rico em vitamina C é a laranja, cujo cento é vendido a R$ 23,0.

Confira a cotação completa de hoje.

Produtores rurais de Juazeiro e Petrolina reclamam de alta no preço da outorga de água                                      

(Foto: Divulgação)

Representantes de 3.772 produtores rurais de sete perímetros públicos irrigados de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), no Vale do São Francisco, se reuniram na tarde da última terça-feira (9) para reclamar de um reajuste médio de 400% no valor da outorga d’água cobrada pela Agência Nacional de Águas (ANA). O aumento é referendado pelo Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco – CBHSF.

Durante o encontro, realizado na sede da 6ª Superintendência da Codevasf, em Juazeiro, os gerentes executivos e advogados dos perímetros Tourão, Maniçoba, Mandacaru, Curaçá I e II, no lado baiano, e Senador Nilo Coelho e Bebedouro, em Pernambuco, analisaram a nova metodologia de cobrança revelando que o aumento é abusivo e pode comprometer a produção agrícola da região.

“Somente para se ter uma ideia da gravidade deste reajuste, os 279 produtores do projeto Tourão pagaram no ano passado o valor de R$ 290.000,00. Com a mudança a ANA aumentou a outorga para R$ 2.200.000,00 com vencimento para o dia 31 deste mês”, reclamou o gerente executivo do perímetro, Walter Farias. Ele salientou ainda que se o impasse não for resolvido o aumento também terá que ser absorvido e pago por toda a população que vive e utiliza a água dos projetos agrícolas. O Tourão é considerado o maior projeto agrícola de Juazeiro ocupando uma área de 15.300 hectares.

LEIA MAIS

Acompanhe a cotação dos produtos comercializados no Mercado do Produtor de Juazeiro

(Foto: Reprodução/Internet)

O preço da abóbora comum vendida no Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) nessa quarta-feira (10) é de R$ 1,20 o quilo. A abobrinha custa R$ 1,81, também o kg.

O molho da alface sai a R$6,00, enquanto a caixa do morango pode ser encontrada custando entre R$23,00 e R$ 25,00.

Confira a cotação completa de hoje.

Prefeita de Dormentes cobra do Governo Federal o pagamento do Garantia Safra aos agricultores do município

(Foto: Divulgação)

Os agricultores dormentenses esperam ansiosos pelo pagamento do benefício Garantia-Safra 2017/2018. Mesmo a prefeitura de Dormentes estando em dia com todas as obrigações perante o programa, o benefício ainda não foi liberado pelo governo federal.

Segundo a prefeita Josimara Cavalcanti, o município tem buscado resolver a situação junto aos órgãos competentes para que o pagamento seja liberado em breve. “A gestão seguiu todas as orientações do programa, realizou todos os pagamentos, mas infelizmente a burocracia é grande. As análises iniciais do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) estavam equivocadas e lentas, mas já resolvemos isso. Os dados do IPA, IBGE e CEMADEN comprovam as perdas dos nossos agricultores e já estão sendo analisadas em Brasília. Esperamos que o pagamento seja liberado o mais rápido possível, porque o nosso trabalhador rural conta com esse dinheiro e também já pagou a taxa de contrapartida”,  explica Josimara.

De acordo com o relatório pluviométrico do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres (Cemaden), de janeiro a março de 2018, choveu em Dormentes o equivalente a 236 milímetros, índice que inviabiliza a safra do município. O levantamento do IPA mostrou que a perda da safra de milho foi de 75,77% e a do feijão de 66,76%.

Acompanhe a cotação dos produtos comercializados no Mercado do Produtor de Juazeiro

(Foto: ASCOM)

Hoje (9) o preço do coco verde comercializado no Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) é de R$ 0,30 o quilo. Já o feijão verde é vendido a R$ R$ 5,00.

Quem está a procura do inhame desembolsará R$6,00 o kg, enquanto o cento do abacaxi sai a R$215,00.

Acompanhe a cotação completa dessa terça-feira.

Acompanhe a cotação dos produtos comercializados no Mercado do Produtor de Juazeiro

A semana que se inicia no Mercado do Produtor de Juazeiro (BA) tem como destaque a manga. Hoje (8) a do tipo espada é vendida a R$ 45 a caixa com 26 kg.

Quem optar pela Tommy desembolsará R$ 70,00 pelo mesmo peso. Já a Palmer custa R$ 60. Durante a semana o Ceasa funciona de 2h às 22h.

Confira a seguir a cotação completa dessa segunda-feira.

Carregadores fazem manifestação em Juazeiro cobrando melhorias no Mercado do Produtor

Carrinheiros cobram melhorias (Foto: Reprodução/WhatsApp)

A segunda-feira (8) em Juazeiro (BA) começa com manifestação dos carrinheiros e carregadores no Mercado do Produtor. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Agricultura Familiar e Empreendedores Rurais da cidade (Sintraf), o poder público está sendo omisso com a categoria.

Os carrinheiros saíram do Ceasa no começo da manhã e seguiram pelas ruas de Juazeiro, rumo à Prefeitura. Agora pouco o Blog conseguiu contato com os manifestantes. O grupo já estava pelo Centro, nas proximidades do Paço Municipal.

Entre as demandas dos manifestantes estão a entrada dos carroceiros no Mercado, melhorias na infraestrutura como iluminação pública e sinalização no entreposto e proximidades. Nossa produção ainda não obteve informações se alguém da Prefeitura de Juazeiro se reunirá com os manifestantes.

Inscrições abertas para oficinas sobre cultivo de manga em Juazeiro

A agência do Sebrae em Juazeiro (BA), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), abriu inscrições para oficinas com um especialista em cultura da manga, que serão realizadas entre os meses de julho e dezembro, no Centro de Excelência em Fruticultura, localizado no Distrito Industrial de Juazeiro.

No total, serão seis encontros que irão abordar conteúdos de irrigação e fertirrigação, formação das brotações, maturação e indução floral, construção de plantas e frutos, manejo fitossanitário, nutricional e de serviços, além de operações e colheita.

LEIA MAIS

Feira de Orgânicos de Petrolina funcionará aos finais de semana

Feira de Orgânicos funciona no bairro Areia Branca (Foto: Alexandre Justino/PMP)

A aguardada Feira de Orgânicos de Petrolina já está funcionando. Depois da inauguração no último mês, a comercialização teve início na tarde de ontem (5), na Rua da Polônia, Areia Branca. Entre os itens comercializados estão cenouras, leguminosas e frutas.

LEIA TAMBÉM:

Primeiro mercado público de alimentos orgânicos do Nordeste é inaugurado em Petrolina

Produtores de orgânicos celebram conquistas recentes em Petrolina

“Antes a gente não tinha um lugar certo para fazer nossas vendas, agora a gente tem nosso espaço diferenciado das feiras convencionais, e a estrutura ficou muito bonita e organizada”, comemorou o produtor de orgânicos, Jucelino Gomes.

O espaço foi construído através de uma parceria da Prefeitura de Petrolina com a CODEVASF. A obra teve investimento de R$ 314 mil e funcioná às sextas-feiras, das 16h às 20h e aos domingos, das 6h ao meio dia.

123