Homem é preso em Lagoa Grande acusado de maus tratos a animais; punição pode chegar a cinco anos de prisão

(Foto: Polícia Militar/7ª CIPM)

A prisão ocorreu no início da noite do último sábado (10), no Distrito de Vermelhos, município de Lagoa Grande, Sertão de Pernambuco. Por volta das 18h20, policiais da 7ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), foram informados por populares que havia um homem na beira do Rio jogando cachorrinhos para o alto.

Ao chegar no local, os policiais abordaram a pessoa de iniciais L.M.S sentado em cima de uma lata de tinta. Dentro do recipiente, foram encontrados 3 filhotes de cachorros molhados e aparentemente debilitados.

Diante da situação, o homem foi conduzido juntamente com os cachorros até a Delegacia da Polícia Civil, onde o mesmo foi Autuado em Flagrante por Maus Tratos a Animais Domésticos.

Punição

De acordo com a Lei 1.095/2019 que pretende coibir esse tipo de castigo a animais, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro, em 29 de setembro de 2020, a prática de abuso e maus tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda.

Antes, o crime de maus-tratos a animais consta no artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais 9.605/98 e a pena previa de três meses a um ano de reclusão, além de multa.

ONGs e entidades de Petrolina celebram ampliação de penas por mautratos a animais

Pena foi ampliada (Foto: Ascom PMP)

A ampliação da punição para quem cometer abusos e maus-tratos contra animais foi celebrada pelas Organizações Não Governamentais (ONGs) e entidades protetoras de Petrolina. Para os amantes dos pets, a estipulação de prisão é justa.

“A partir de agora, quem cometer crime de maus-tratos e abandono de cães e gatos vai ter o que merece: prisão. Como define o novo texto de lei, a prática de abuso e maus-tratos a animais será punida com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda”, explica a advogada Pâmela Durando.

Cooperação de entidades e instituições

São exemplos de maus-tratos o abandono, mutilação, envenenamento, prisão, não alimentação entre outros. Para os protetores de animais, a sanção da Lei Federal é um importante passo no “combate à violência”. Muito além de apenas punir, as ONGs locais estão de olho na proteção aos cães e gatos.

“Houve uma reunião entre representantes de diversas instituições como Univasf, a ONG Proteger e a Prefeitura de Petrolina, para estudar uma parceria em favor da causa animal. Além disso, para melhorar e ampliar as redes de denúncia no nosso Munícipio, a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Graziella Vasconcelos, acionou o apoio do Ministério Público, que convocou entidades como AMMA, Polícia Militar, Polícia Civil, Guarda Civil Municipal e OAB, onde todos assinaram um Termo de Cooperação definindo as atribuições de cada um na combate a estes crimes“, salienta Pâmela.

Aves silvestres são vítimas do cerol e da linha chilena em Pernambuco

(Foto: Divulgação/CPRH)

A brincadeira de soltar pipa, comum em várias regiões do Brasil, é uma ameaça à vida, inclusive dos animais silvestres. O cerol (mistura de cola com vidro) e a linha chilena (mistura de óxido de alumínio e outros materiais abrasivos), que são usados na linha da pipa causam muitos acidentes e até mortes, não só de pessoas, mas também de aves silvestres.

O Centro de Animais Silvestres de Pernambuco (Cetas Tangara), unidade da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), recebe cerca de 40 aves vitimadas pela “linha da morte”, no período de agosto a outubro de cada ano, quando os ventos são mais intensos e pipas são vistas cortando os ares.

“Este carcará foi atingido por uma linha de pipa com cerol e foi levado ao Cetas, bastante machucado, com lesões em ambas as asas. Teve a sorte de ser socorrido e de o tratamento estar dando certo. Mas, nem todo episódio envolvendo as linhas cortantes terminam com um final feliz”, comentou a veterinária do Cetas Tangara, Luana Raposo.

Embora uma boa parte dos animais vitimados se recupere, muitos deles ficam mutilados e outros morrem.
Mesmo nos meses menos favoráveis à brincadeira, quando os ventos são menos intensos, o Cetas recebe animais atingidos pelas linhas cortantes: “A linha cai ou fica pendurada em algum lugar e não é recolhida, sendo as aves as principais vítimas, que quando sofrem lesões cortantes e não são resgatadas, acabam morrendo devido à gravidade dos ferimentos”.

O lado bom da história é saber que duas propostas de lei para eliminar a prática do uso de cerol e de outras linhas cortantes nas pipas estão em tramitação na Câmara dos Deputados: o Projeto de Lei 3228/20, que proíbe o uso de pipa com cerol e similares em todo território nacional, e o Projeto de Lei 3358/20, que tipifica o uso, a venda e o porte de cerol ou linha chilena como crime de perigo para a vida ou saúde de outros, com pena de três meses a um ano de detenção.

Leitora denuncia maus tratos a animais no Centro de Zoonoses de Petrolina; prefeitura responde

A leitora, que prefere ficar no anonimato, enviou mensagem ao Blog Waldiney Passos denunciando maus tratos a animais que são encaminhados ao Centro de Zoonoses de Petrolina (CCZ), no Sertão de Pernambuco. De acordo com a denúncia, a pessoa levou um gato doméstico, sem ferimentos, ao local e o mesmo saiu de lá com um ferimento no focinho depois de levar uma queda de uma parede com mais de 1 metro de altura. Segundo a leitora,o fato ocorreu por pura displicência do funcionário do Centro. A mesma ainda saiu com um formulário para autorização de eutanásia.

De acordo com a pessoa que entrou em contato com nossa redação, o gato foi capturado em um determinado local, que ela prefere não expor, com suspeita de sarna e levado para o Centro de Zoonoses para avaliação. Segundo ela, o animal foi dentro de uma gaiola, onde ficou se debatendo. Ainda de acordo com a denúncia, mesmo sendo informado que o animal era selvagem e não era acostumado com humanos, chegando ao CCZ, o funcionário abriu a porta da gaiola e soltou o gato em uma sala.

LEIA MAIS

Juazeiro: Bombeiros resgatam cobra que se instalou nas ferragens de veículo

 

Soldados do Corpo de Bombeiros de Juazeiro (BA), realizaram uma missão diferente na tarde deste domingo (6). Um Senhor de nome Edilson foi até o quartel do 9º Grupamento de Bombeiro Militar e pediu ajuda para resgatar uma cobra, tipo corredeira, que se alojou nas ferragens de seu carro.

Depois de cerca de 1 hora de trabalho, os bombeiros conseguiram retirar o animal e o devolveram ao seu habitat natural sem ferimentos e sem ninguém ficar ferido.

Homem é levado ao hospital com tubarão ‘cravado’ no braço após ataque no mar

(Foto: Reprodução/youtube)

O banho de mar de um homem em uma praia da Flórida, nos Estados Unidos, foi interrompido por um tubarão-lixa e acabou em um hospital. O animal mordeu o braço do homem, que saiu da água e o carregou como um bebê.

O tubarão ficou com os dentes cravados no homem, que teve que segurar o animal para evitar um ferimento maior. De acordo com reportagem do portal Extra, o banhista chegou a tentar se livrar do tubarão, mas a mordida só aumentava de intensidade, provocando mais dor.

Polícia resgata Tatu que era transportado ilegalmente pela BR 428, em Petrolina

(Foto: Polícia Rodoviária Federal)

Durante fiscalização neste domingo (30) em um trecho da BR 428, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou um Tatu que era transportado de forma ilegal em uma bolsa dentro de um veículo.

O animal, que apresentava ferimento em uma das patas, estava sob o poder de um homem de 43 anos que dirigia um carro com licenciamento vencido e sem carteira de habilitação (CNH).

O motorista informou que havia encontrado o tatu às margens da rodovia e havia capturado o animal para comer. Foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) para o homem, que deverá se apresentar posteriormente à Justiça.

O tatu foi encaminhado ao Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (CEMAFAUNA), da Universidade do Vale do São Francisco (UNIVASF), em Petrolina. O carro que transportava o animal foi apreendido e encaminhado ao pátio.

Polícia apreende carregamento de cães da raça shih-tzu que seriam vendidos em Petrolina

(Foto: Polícia Rodoviária Federal)

A carga foi interceptada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na última sexta-feira (28), na BR 242, na altura da cidade de Itaberaba, na Bahia. 63 filhotes de cães da raça shih-tzu estavam sendo transportados de forma irregular num carro de passeio.

O  motorista, de 56 anos de idade, que não teve o nome divulgado, foi  abordado após ser apontado como responsável por  abandonar três animais na estrada.

De acordo com a PRF, os cachorros estavam debilitados e amontoados dentro de  13 caixas plásticas e uma de papelão, colocadas entre os  bancos dianteiro e traseiro, e no porta-malas.

A Polícia informou ainda que o motorista apresentou uma cópia de Atestado Sanitário para o Trânsito de Cães e Gatos, mas não soube informar sobre o documento original.

Ele disse aos policiais que tinha cadernetas de vacinação dos  cães que transportava, que havia saído de Goiânia (GO) e venderia os animais  em Petshops de Petrolina  e Recife, em Pernambuco, e Salvador, na Bahia.

O homem vai responder processo em liberdade por maus tratos e os animais foram entregues ao órgão ambiental competente.

Sertão: criadores de caprinos e ovinos devem declarar vacinação contra a febre aftosa até 31 deste mês

(Foto: ASCOM)

Termina no dia 31 de agosto o prazo para que criadores de caprinos e ovinos de todo o Sertão pernambucano declarem a vacinação do rebanho contra a febre aftosa. A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) prorrogou o prazo devido à pandemia da Covid-19.

Em observância às orientações de distanciamento social, este ano a declaração pode ser feita pelo Siapec3 no site da Adagro. Ao acessar o sistema, é preciso fazer um pré-cadastro para ser liberado automaticamente. O criador receberá uma senha e poderá declarar a imunização.

LEIA MAIS

Família procura por cachorro desaparecido em Petrolina

 

Uma família do bairro São Gonçalo, em Petrolina, está desesperada. A mesma está a procura do cão de estimação que desapareceu.

O cachorro da raça Pitbull sumiu desde a última quinta-feira (13) e a família não tem nenhuma pista.

Quem encontrar ou souber onde ele está, favor entrar em contato com Wesley através do telefone (87) 9 8874-4487.

Denúncia: animais são envenenados no Parque Massangano, em Petrolina

Cachorro foi encontrado agonizando.

Moradores do Parque Massangano, em Petrolina (PE), denunciaram o envenenamento de vários animais no bairro. Segundo informações, algum indivíduo teria colocado veneno na rua 13. Dois gatos e um cachorro já haviam morrido após ingerir o veneno.

Em um vídeo que circula pelas redes sociais é possível ver um segundo cachorro agonizando e vomitando após ter contato com o veneno e sendo socorrido por uma pessoa. O animal, de acordo com informações, era querido pelos moradores da rua.

Crime

O envenenamento de animais está previsto na Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal 9.605, de 13/02/98). O artigo 32 da lei diz que é considerado crime ambiental “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. A pena prevista é detenção de três meses a um ano e multa.

Polícia investiga envenenamento de gatos no bairro Vila Mocó, em Petrolina

(Foto: Reprodução / TV Grande Rio)

A Polícia Civil está investigando o envenenamento de, ao menos, 58 gatos na rua Bicouto, no bairro Vila Mocó, em Petrolina (PE), após voluntários da ONG Proteger – que cuida de animais abandonados no Vale do São Francisco – denunciarem três moradores do local, que teriam feito ameaças de que matariam os animais.

Uma das voluntárias da ONG alimentava os animais e percebeu que o número de gatos que apareciam diminui drasticamente. De acordo com ela, até o mês passado 25 animais iam comer na porta de sua casa, número que caiu para menos de dez atualmente. Com medo, a protetora retirou da rua uma gatinha que está grávida, porque ela e os filhotes seriam as próximas vítimas.

LEIA MAIS

Depois de matéria do Blog Waldiney Passos Centro de Zoonoses de Petrolina alerta para acidentes com aranhas

(Foto: Jonas Santos/PMP)

Depois de reportagem do blog Waldiney Passos divulgada nessa quarta-feira (20), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Petrolina divulgou informações alertando a população para acidentes com aranhas.

Segundo o CCZ, acidentes com animais peçonhentos são comuns na cidade, principalmente em épocas com temperaturas mais elevadas. Em relação às aranhas, a maioria das ocorrências não apresenta repercussão clínica. Os gêneros de importância em saúde pública no Brasil são a aranha-marrom (Loxosceles), aranha-armadeira ou macaca (Phoneutria) e viúva-negra (Latrodectus).

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) destaca que as aranhas não são agressivas, picam apenas quando comprimidas contra o corpo, como forma de defesa. Os principais grupos pertencem, principalmente, às aranhas que vivem nas casas ou suas proximidades, como caranguejeiras e aranhas de grama ou jardim.

Para evitar o aparecimento de aranhas é fundamental manter jardins e quintais limpos, evitando acúmulo de entulhos, folhas secas, lixo doméstico, material de construção nas proximidades das casas. Acidentes com aranha causam sintomas que podem ser leves a severos. Em raros casos, pode levar à morte. Petrolina registrou 28 casos de picada de aranhas no ano passado e 12 este ano, sem nenhum óbito.

Atendimento

A orientação para quem for picado por aranha em Petrolina é ir ao Hospital Universitário (se for adulto) ou Hospital Dom Malan (se for criança). As pessoas expostas a picadas de aranhas e de outros animais peçonhentos devem tentar capturar o animal que causou o acidente e levá-lo ao CCZ, que fica na Avenida Jatobá, nº 01, bairro Pedra do Bode. O telefone para contato é 3867-4774. Isso permite a identificação do animal e ajuda a Secretaria de Saúde a fazer a notificação dos casos.

Prefeitura de Juazeiro apreende animais de grande porte soltos na rua

(Foto: Ascom)

Nesta terça-feira (28) a Prefeitura de Juazeiro através da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB) recolheu dois animais de grande porte nas vias públicas da cidade. A ação faz parte dos trabalhos de fiscalização do ordenamento urbano pelas ruas e bairros de Juazeiro, que tem como foco garantir a segurança nos espaços públicos da cidade.

De acordo com o setor de ordenamento urbano a criação de animais de médio e grande porte requer local e espaço adequados e é proibida a circulação dos mesmos nos espaços públicos. Caso a fiscalização encontre algum animal deste nas vias públicas, é recolhido e levado ao curral municipal onde permanece por até 72h. Passado esse período, se o responsável não aparecer, o animal é doado como previsto na Lei Complementar 018/2016 que rege sobre o código de polícia administrativa.

LEIA MAIS

Petrolina: Expo Rajada é cancelada devido a pandemia do novo Coronavírus

(Foto: Arquivo)

Uma das maiores e melhores exposições de animais de Petrolina não acontecerá na data prevista neste ano de 2020. IX Feira de Exposição de Caprinos e Ovinos de Rajada (ExpoRajada), aconteceria entre os dias 12 a 14 de maio. No evento também seria comemorado o aniversário de 89 anos do distrito que está localizado a 78 km de Petrolina.

No entanto, devido ao cenário atual de combate à pandemia do Coronavírus, a festa está suspensa, assim como demais festejos juninos e o ‘São João de Petrolina’.  Segundo organizadores, a mudança foi necessária para colaborar no combate à Covid-19, onde todo esforço é necessário para destinação de verbas para a saúde.

A comissão organizadora ressalta ainda que assim que for possível a realização da festa serão anunciadas a nova data e grade de programação da ExpoRajada que pretende atrair um público superior a 10 mil pessoas e movimentar bastante a economia local, principalmente, em virtude das rodadas de negócio que acontecem entre os criadores de caprinos e ovinos.

123