Caixa libera saque do Auxílio Emergencial a nascidos em fevereiro

A Caixa Econômica Federal libera hoje (7) o saque do terceiro lote da parcela do Auxílio Emergencial a um novo grupo de beneficiários. Poderão retirar o dinheiro os nascidos em fevereiro, que tiveram o benefício depositado em poupança digital no último dia 16 de junho.

Por conta da demanda do benefício a Caixa elaborou dois calendários para saque. O primeiro diz respeito apenas ao valor nas contas digitais. Para saque em dinheiro os prazos são outros. Nesta quarta-feira (8) poderão sacar os aniversariantes de março.

O auxílio foi criado para ajudar desempregados, autônomos e MEIs durante a pandemia do novo coronavírus. Inicialmente o pagamento será de três meses, porém, o Governo Federal prorrogou o pagamento. Confira o calendário para saque do Auxílio Emergencial:

Bolsonaro exalta prorrogação do auxílio emergencial: ‘Maior projeto social do mundo’

(Foto: Carolina Antunes/PR)

Em pronunciamento nesta tarde desta terça-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) festejou a decisão de prorrogar o  auxílio emergencial de R$600, criado para atender aos trabalhadores informais e pessoas de baixa renda durante a pandemia.

Na mesma fala, fez aceno de “paz” com a Câmara Federal, atribuindo também à Casa a “celeridade” e “compromisso” que garantiu a criação e manutenção da proposta.

“Confirmo a prorrogação do auxílio por mais dois meses e aguardo que ao final dos dois meses a economia esteja restabelecida”, disse. Afirmou ainda ser o auxílio o “maior projeto social do mundo”.

Auxílio emergencial terá novas parcelas de R$ 600, afirma Paulo Guedes

O auxílio emergencial será prorrogado por mais duas parcelas de R$ 600 cada. A informação foi confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao canal jornalista Igor Gadelha, da CNN Brasil nessa terça-feira (30). De acordo com Guedes, o anúncio oficial será feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro na tarde de hoje.

A cerimônia do anúncio está marcada para 16h, em Brasília. O auxílio emergencial – ou coronavoucher – é pago a brasileiros e brasileiras desempregados, autônomos e MEIs. Inicialmente eram previstas três parcelas durante a pandemia da covid-19.

A prorrogação do auxílio gerou uma nova rusga entre o Governo e a Câmara dos Deputados, que refutava a ideia de o valor ser reduzido. Estima-se que cada nova parcela terá impacto de R$ 50 bilhões nas contas públicas.

Saque do FGTS começa hoje a nascidos em janeiro

Veja o calendário de pagamento do FGTS

O saque emergencial do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) começa nessa segunda-feira (29). O valor de R$ 1.045 está liberado aos nascidos em janeiro, que já podem procurar uma agência da Caixa Econômica Federal.

O calendário do banco prevê pagamentos até setembro, de forma escalonada, levando em conta o mês de aniversário do trabalhador. Os nascidos em fevereiro terão o recurso liberado na próxima segunda-feira (6), informa a a Caixa. O depósito é feito de forma automática na contra especial aberta pelo próprio banco.

Quem não quiser sacar tem algumas opções: informar o banco 10 dias antes, pedir a devolução ou não mexer no valor depositado. Caso queiram usufruir do valor, o resgate aos nascidos em janeiro poderão retirar o recurso até 25 de julho.

O calendário de saque ficou da seguinte forma:

 

Caixa paga neste sábado (27) auxílio emergencial a 6,5 milhões de pessoas

Durante o dia de hoje (27) e ao longo da próxima semana, a Caixa Econômica Federal fará o crédito da terceira parcela para os beneficiários do lote 1, que receberam a primeira parcela até 30 de abril. Já os beneficiários do lote 2, que tiveram o crédito da primeira parcela entre 16 e 29 de maio, receberão a segunda parcela. E os novos beneficiários do lote 4 receberão a primeira parcela.

O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos e desempregados, como forma de fornecer proteção emergencial durante a crise causada pela pandemia de Covid-19. Esses lotes de pagamento são para os beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família, ou seja, para aqueles que fizeram o cadastro no site ou aplicativo da Caixa ou que já estavam inscrito no Cadastro Único do governo federal.

LEIA MAIS

SINDSEMP questiona não pagamento de 13º e Prefeitura justifica que pandemia impossibilitou quitação em junho

13º ainda não tem previsão de pagamento (Foto: ASCOM/PMP)

Os servidores municipais de Petrolina não receberão a primeira parcela do 13º salário no mês de junho como tradicionalmente acontece. De acordo com o Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP), a Prefeitura já comunicou oficialmente o Sindicato sobre a decisão.

“A Secretaria de Planejamento e Gestão, informou através do ofício 1.319/2020, que não será possível antecipar o pagamento da primeira parcela do 13º salário aos servidores e servidoras públicas municipais nesse mês de junho, como feito em anos anteriores. A justificativa foi a queda na arrecadação em virtude da crise econômica provocada pela pandemia do coronavírus“, afirmou o SINDSEMP em suas redes sociais.

Sem previsão

Procurada pelo Blog a Prefeitura confirmou a informação. Ainda não há previsão de quando o 13º salário será pago aos servidores. A gestão trabalha para quitar o compromisso entre julho e agosto, mas ainda não está garantido. Confira a seguir encaminhada ao SINDSEMP:

LEIA MAIS

Caixa libera 2ª parcela do Auxílio Emergencial a nascidos em novembro

Hoje recebem os nascidos em novembro (Foto: Ascom)

A Caixa Econômica Federal libera nessa sexta-feira (12) o saque e a transferência da segunda parcela do Auxílio Emergencial aos nascidos em novembro. O valor de R$ 600 já pode ser retirado nas agências, a quem assim optar. Neste sábado (13) receberão o benefício quem nasceu em dezembro.

O auxílio foi criado pelo Governo Federal durante a pandemia da covid-19, contemplando desempregados, autônomos e MEIs. Beneficiários do programa Bolsa Família também estão sendo contemplados. Mas é necessário ser maior de 18 anos e cumprir os requisitos impostos pelo governo.

A Caixa lembra que nascidos em janeiro, fevereiro, março, abril, maio, junho, julho, agosto, setembro e outubro já foram contemplados.

Além do novo nome, Bolsa Família terá novos critérios para recebimento do benefício

Renda Brasil será o novo nome (Foto: Ilustração)

Conforme o Blog mostrou mais cedo, o Bolsa Família deverá receber um nove nome. A ideia já vinha sendo discutida desde o ano passado e a proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes e renomeá-lo para Renda Brasil. Além da nova nomeação, o benefício passará a ser pago apenas a quem trabalha na informalidade e recebe menos de um salário mínimo.

Mudanças

Novo nome: Renda Brasil;
Quem receberá: famílias de baixa renda. Quase 40 milhões de pessoas, nas contas do governo;
Bolsa Família: continuará a ser pago, com novo nome;
Como receber o pagamento extra: por meio de “Imposto de Renda negativo”

Na prática

Quem for informal e possuir qualquer outro tipo de renda terá que declarar o valor no sistema criado para o Auxílio Emergencial. As informações serão checadas, para averiguar a veracidade dos fatos. A proposta de Guedes prevê a cada valor recebido do informal, o trabalhador terá 1 extra creditado em sua conta, como num Imposto de Renda Negativo.

Atingindo o salário mínimo, ele deixará de receber o Renda Brasil. Guedes ainda está apresentando as novas propostas a deputados da base governista. (Com informações do Poder 360).

Caixa Econômica Federal funciona neste sábado (6) para pagamento do Auxílio Emergencial

(Foto: Internet)

O funcionamento será das 08h às 12h exclusivamente para fazer pagamento e fornecer orientações sobre o Auxílio-Emergencial, criado pelo Governo Federal, destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados.

O auxílio tem o objetivo de fornecer proteção financeira no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus.

Em Petrolina funcionarão as agência do Centro da cidade, na praça Dom Malan e a da Avenida Sete de Setembro, localizada no KM 2. Em Juazeiro, apenas a agência do Centro da cidade, ao lado do Banco do Nordeste irá funcionar.

Clique aqui e saiba se a Caixa Econômica da sua cidade também irá funcionar nesta sábado (6).

Auxílio Emergencial: Caixa libera saque da 2ª parcela para nascidos em maio

Saque para nascidos em maio está liberado (Foto: Ascom)

A Caixa Econômica Federal libera nessa quinta-feira (4) o saque da segunda parcela do Auxílio Emergencial aos nascidos em maio. Mas atenção, só pode retirar o dinheiro ou transferir para uma conta quem recebeu a 1ª parcela dos R$ 600 até 30 de abril.

Segundo o banco, 2,7 milhões de beneficiários nascidos nesse mês estão sendo contemplados com o benefício criado especialmente para a pandemia do novo coronavírus. O dinheiro foi liberado no final de semana e cronograma dessa segunda parcela ficou da seguinte forma:

(Foto: Reprodução/G1)

Desempregados poderão receber Auxílio Emergencial, afirma presidente da Caixa

O trabalhador que ficar desempregado até o dia 3 de julho poderá solicitar o Auxílio Emergencial no valor de R$ 600. Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, a solicitação futura deverá ser feita no aplicativo do banco ou pelo site, até a data limite citada.

LEIA TAMBÉM

Câmara aprova prioridade no pagamento do Auxílio Emergencial a mulher chefe de família

Contudo, o desempregado deverá cumprir as regras do programa: ser maior de 18 anos, ter renda familiar de até três salários mínimos ou de meio salário mínimo por pessoa da família e não ter recebido, em 2018, rendimentos tributáveis de mais de R$ 28.559,70.

“Lembrando que, até o dia 3 de julho, a população pode realizar o cadastramento. Algumas pessoas estavam empregadas e não teriam o direito e podem, ao longo do tempo, passar a ter o direito“, disse o presidente da Caixa durante coletiva de imprensa. Mas atenção, para receber o auxílio o trabalhador não pode estar recebendo o seguro-desemprego.

Câmara aprova prioridade no pagamento do Auxílio Emergencial a mulher chefe de família

Os deputados federais se reuniram na tarde de terça-feira (2) para discutir a prioridade no recebimento do Auxílio Emergencial a mulher chefe da família. A matéria foi aprovada na Câmara Federal e segue para análise do Senado, o que deve acontecer nos próximos dias.

O Projeto de Lei 2508/20 é de autoria da deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS). O texto propõe que, em caso de conflito de informações fornecidas pelo pai e pela mãe (em família uniparental), a prioridade no pagamento vai a ela que chefia sozinha o lar.

Isso, no entanto, não proíbe o homem que tiver a guarda unilateral de contestar os dados fornecidos pela mãe. O projeto surgiu após relatos de mulheres que não tiveram acesso às cotas de pagamento no valor de R$ 600 porque os ex-cônjuges já haviam efetuado o cadastro, colocando os filhos como dependentes.

Para entrar em vigor é preciso aprovação também no Senado e depois a sessão do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). O Auxílio Emergencial prevê o pagamento de três parcelas no valor de R$ 600 e R$ 1.200 a mães líderes de família.

Pedidos de auxílio emergencial em análise somam 11 milhões

O número de pessoas com o pedido do auxílio emergencial em análise subiu de 10,9 milhões na última segunda-feira (1) para 11 milhões nesta terça-feira (2), segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Do total, 5,7 milhões de cadastros estão em primeira análise e outros 5,3 milhões em segunda ou terceira análise, quando o cadastro foi considerado inconsistente e a Caixa permitiu a contestação da resposta ou a correção de informações, de acordo com a Agência Brasil.

LEIA MAIS

Fernando Filho acredita na prorrogação do Auxílio Emergencial: “É quase uma unanimidade”

Junho será o mês decisivo sobre o futuro do Auxílio Emergencial e de acordo com o deputado federal Fernando Filho (DEM), já se debate nos bastidores da Câmara dos Deputados a prorrogação do benefício criado para ajudar os brasileiros durante a pandemia do novo coronavírus.

Contudo, o valor a ser pago ainda é incerto. “Já há discussões na Câmara sobre a prorrogação do auxílio emergencial, e a decisão deve ser tomada em junho. Ainda não se sabe o valor e o período, mas é quase uma unanimidade a decisão de se prorrogar por mais um tempo”, disse em uma live nas redes sociais na quarta-feira (27).

Ele lembrou que mais de 55 milhões de pessoas  receberam o auxílio federal. O deputado petrolinense também destacou o impacto do coronavírus na economia nacional. “Passado esse primeiro momento da crise da saúde, teremos o segundo momento tão crítico quanto, que é a crise econômica que vamos enfrentar. A nossa expectativa é que, no segundo semestre, o governo possa lançar um programa de habitação popular para reaquecer a economia”, explicou.

Petrolina: beneficiários do Bolsa Família e Auxilio Emergencial não precisam ter pressa para fazer ou atualizar o Cadastro Único

(Foto: Ascom/PMP)

As revisões cadastrais para o Programa Bolsa Família e o Cadastro Único (CAD Único) foram suspensas temporariamente pelo Governo Federal, para evitar aglomerações nas unidades cadastrais e evitar a exposição ao novo coronavírus. Por isso, a prefeitura de Petrolina orienta aos beneficiários que não há urgência em procurar a Casa Bolsa ou CRAS para esses tipos de demanda  enquanto auxílio emergencial for pago.

A prefeitura explica que os beneficiários não precisam se preocupar, pois o Ministério da Cidadania também suspendeu as medidas de bloqueio, suspensão e cancelamento das famílias por falta de atualização cadastral ou por falta das informação de acompanhamento das condicionalidades do Bolsa Família. Esclarece também que as atualizações ou novos cadastros PBF por enquanto não serão considerados pelo Governo Federal e que população será informada quando houver necessidade de fazer a atualização.

Ainda estão sendo feitos agendamentos para novos cadastros e atualizações para: tarifa social de energia/água; requerimento BPC LOAS; informação de óbito; isenção de tarifas de concursos/ processos seletivos/ Enem; TFD e demandas de saúde; habitação; benefícios eventuais; e serviços e programas que solicitarem o NIS atualizado.

Os agendamentos na Casa Bolsa estão sendo feitos apenas pelo telefone  3863-6871. Em caso se dúvidas, a população pode entrar em contato com WhatsApp do Informa Petrolina (87) 98100-1883.

123