Homem que invadiu Globo e fez jornalista refém tem pedido de liberdade negado

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o pedido de liberdade solicitada pela defesa de Thomas Rainer Francisco Rosa. O homem foi preso no dia 10 de junho após invadir a sede da Globo, no Rio de Janeiro e manter a repórter Marina Araújo como refém.

De acordo com o UOL, a ministra concluiu que a prisão cautelar do réu deverá ser mantida. A magistrada baseou-se nos autos do processo que apresenta elementos com indicativo de que Thomas possui alto grau de periculosidade. Sendo assim, o prolongamento da detenção do homem será uma forma garantir a ordem pública.

O processo também detalha que ao invadir a sede da Globo, o réu apontou uma faca na repórter Marina Araújo, enquanto imobilizava a profissional com um “mata-leão”. Além disso, Thomas chegou a cheirar o pescoço da vítima, fazer elogios ao físico da repórter e encostar suas partes íntimas na jornalista.

Ao pedirem liberdade de Rosa, a defesa do réu argumentou que ele não seria ameaça à ordem pública. Para embasar a questão, foi destacado que ao ver a jornalista Renata Vasconcelos, o homem imediatamente soltou a refém.

Thomas alegava que a ida até o local era justamente para conhecer a apresentadora do “Jornal Nacional”, no dia em que ela comemorava aniversário.

Bolsonaro assina MP e libera quase R$ 2 bi para vacina contra coronavírus

Vacina deve ficar disponível ainda neste ano.

O presidente Jair Bolsonaro assinou nessa quinta-feira (6), no Palácio do Planalto, uma medida provisória destinando crédito extraordinário de R$ 1,99 bilhão para viabilizar a fabricação de vacina contra o novo coronavírus (covid-19) no país.

A vacina contra a covid-19 foi desenvolvida pela Universidade de Oxford (Inglaterra) e está sendo testada no Brasil por meio de uma parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

LEIA MAIS

Caixa faz hoje pagamentos diferentes da ajuda de R$ 600; veja quem recebe.

A Caixa realiza nesta sexta-feira (7) o depósito de uma nova parcela do auxílio emergencial de R$ 600. Aniversariantes de junho recebem via poupança digital a 4ª, a 3ª, a 2ª ou a 1ª parcela, conforme a data em que tiveram o cadastro aprovado.

O pagamento de hoje também é valido para os nascidos em junho que entraram no novo calendário em razão de uma das seguintes situações:

Quem contestou a negativa do auxílio entre 24 de abril e 19 de junho e teve o cadastro aprovado recentemente

Quem já tinha recebido parcelas do auxílio, mas teve o pagamento bloqueado em julho após reanálise cadastral

Os beneficiários que recebem o depósito de uma nova parcela hoje só podem movimentar a poupança pelo aplicativo Caixa Tem (disponível para Android e iOS), que permite pagamento de contas e boletos e compras por meio de cartão virtual. Saques e transferências serão liberados a partir de 22 de agosto para nascidos em junho.

Veja a seguir os diferentes cronogramas de pagamento e detalhes de como acessar o auxílio emergencial.

LEIA MAIS

STF permite que servidor acumule pensão e aposentadoria se não ultrapassar teto

Por 7 a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira, 6, que os servidores públicos podem acumular pensão com aposentadoria, desde que a soma dos valores não ultrapasse o teto constitucional. Atualmente, o teto do funcionalismo público é de R$ 39,2 mil, valor correspondente ao salário de ministro do STF.

O caso girou em torno de um recurso da União, que contestou decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJ-DF). O TJ do DF entendeu que não deveria ser aplicado o teto sobre o montante total recebido por uma servidora aposentada do tribunal, que também ganha pensão pela morte do marido, que faleceu em 1999.

Como o processo tem repercussão geral, o entendimento firmado pelo Supremo deverá ser aplicado em casos similares que tramitam em todas as instâncias judiciais. Ao menos 368 processos discutem matéria semelhante em todo o País.

“Não pode haver nenhuma dúvida. E aqui temos um verdadeiro paradoxo. Em um país em que tantos necessitam de teto, alguns querem fugir ao teto, ao teto constitucional, em relação ao que percebido”, afirmou o relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, ao defender a aplicação do teto.

LEIA MAIS

Sem cargo e sem palco, Regina Duarte assume desejo de voltar a atuar na Globo

(Foto: Montagem / Reprodução / TV Globo)

Ex-Secretária de Cultura do governo Bolsonaro, a atriz Regina Duarte não quer deixar os trabalhos na Globo apenas no passado. De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, a artista tem dialogado com amigos atores e autores sobre seu desejo de voltar às novelas da platinada.

Para correr atrás do prejuízo por ter trocado o bom salário da emissora por um cargo político em que foi “fritada”, Duarte já chegou a conversar com pelo menos uma autora. Para a amiga, ela garantiu que, se for convidada em algum projeto futuro, aceitará de imediato o papel.

Aos 73 anos e com 50 anos de carreira artística, Regina ficou sem cargo político e sem trabalhos na televisão depois que deixou a Secretaria Especial de Cultura em maio. Na época, o presidente Bolsonaro chegou a prometer para ela um cargo de comando, que não existe, na Cinemateca, em São Paulo.

Vinte dias depois de anunciar sua saída da pasta, Duarte foi oficialmente exonerada do cargo. Na ocasião, a artista celebrou a definição de sua situação com o governo. “Deu-se! #ufa!”, escreveu a ex-secretária, em uma postagem no Instagram, junto com a foto do decreto do presidente.

Senado aprova auxílio financeiro para agricultores familiares

Podem se beneficiar das medidas agricultores com renda familiar mensal de até três salários mínimos.

O Senado aprovou nessa quarta-feira (5) o Projeto de Lei 735/2020, que estabelece medidas de socorro financeiro aos agricultores familiares. O projeto passou primeiro pela Câmara e foi aprovado pelo Senado sem alterações. Ele segue para sanção do presidente da República, que pode sancionar o projeto ou vetá-lo, todo ou em parte.

O projeto traz, entre seus principais dispositivos, a previsão do pagamento de cinco parcelas de R$ 600 a título de auxílio aos agricultores familiares. Além disso, o projeto também prevê um fomento emergencial de inclusão produtiva rural, um pagamento de R$ 2,5 mil, em parcela única, por unidade familiar. Para a mulher agricultora familiar, a transferência será de R$ 3 mil.

LEIA MAIS

Aprovação de Bolsonaro aumenta e presidente ganha força

Bolsonaro em visita ao Piauí. (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Uma pesquisa realizada pelo PoderData, do jornal digital Poder360, nesta semana mostrou que Bolsonaro tem ganhado mais aprovação no país. Antes com 41%, agora o presidente da República aparece com 45% da população aprova o atual governo.

Ainda de acordo com o levantamento, a tendência é crescimento da avaliação positiva do trabalho do presidente. A desaprovação que antes era de 50%, agora caiu para 45%.

LEIA MAIS

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 6,5 milhões

Premiação acumulou novamente.

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do Concurso 2.286 da Mega-Sena, sorteados nesta quarta-feira (5) no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. Os números sorteados foram 09 – 21 – 30 – 414243.

A quina teve 28 acertadores e cada um vai receber R$  56.321,66. As 1.649 apostas ganhadoras da quadra terão o prêmio individual de R$ 1.366,20.

LEIA MAIS

Bolsonaro assina nesta quinta MP que libera quase R$ 2 bilhões para vacina

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) assinará nesta quinta-feira (06) uma MP (medida provisória) que prevê a liberação de quase R$ 2 bilhões para investimento na produção da vacina contra o novo coronavírus. Marcado para as 18h, o evento para a assinatura da medida já consta na agenda presidencial. Esse valor será destinado à (Fiocruz) Fundação Oswaldo Cruz, que fechou acordo com a farmacêutica AstraZeneca para compra de lotes e transferência de tecnologia da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Mais cedo, o Secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, já havia adiantado que a estimativa de entrega da vacina de Oxford seria em dezembro deste ano. Ele citou um contrato para que o Brasil adquirisse parte da tecnologia e pudesse produzir a imunização em solo nacional, criando independência em relação a outros países. Medeiros também não descartou o interesse do ministério em adquirir outras vacinas que estão sendo testadas no combate à covid-19. “O Ministério da Saúde terá interesse em adquirir a primeira vacina que ficar disponível para a população, desde que essa vacina tenha a eficácia comprovada”, disse ele durante coletiva.

Eduardo Macário, Diretor do Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis, pontuou que a distribuição seria similar à que ocorre no caso da campanha de vacinação para a gripe. “Estamos nos preparando da melhor forma possível”, afirmou, acrescentando ser necessário entender o público-alvo mais adequado e se a imunidade é permanente.

Carro roubado com 400 maços de cigarro é apreendido em São Caetano

(Foto: Polícia Rodoviária Federal)

Um carro roubado que era utilizado para transportar 400 maços de cigarro de origem paraguaia e brasileira foi apreendido na noite de terça-feira (04), na BR 232, em São Caetano, no Agreste de Pernambuco. O flagrante foi realizado durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Policiais deram ordem de parada ao motorista de um carro no quilômetro 145 da rodovia, que desobedeceu e fugiu em alta velocidade. Após seis quilômetros de acompanhamento, o veículo parou no acostamento e dois homens correram para um matagal. Foram realizadas buscas na região, mas eles não foram localizados.

No banco de trás do carro foram encontrados 40 pacotes de cigarro, com dez maços cada, e no banco do passageiro havia R$500,00. Após uma verificação, foi constatado que o veículo havia sido roubado no dia 27 de julho deste ano em Caruaru, também no Agreste.

O carro, o cigarro e o dinheiro foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Caruaru, que irá investigar o caso.

Mais cinco centros no Brasil iniciam testes com vacina chinesa

(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Mais cinco centros de pesquisa do país vão dar início ainda esta semana a testes com a vacina chinesa CoronaVac, da farmacêutica Sinovac, desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan.

Hoje (5), as vacinas começaram a ser aplicadas em profissionais da saúde na Universidade de Brasília (UnB) e, amanhã (6), no Hospital das Clínicas na Unicamp, em Campinas (SP). Na sexta-feira (7), os testes serão no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba; e na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP). No sábado (8), será vez do Hospital São Lucas, da PUC do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre.

Até o momento, já há cinco centros de pesquisa em operação para os testes. O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) foi o primeiro a aplicar a CoronaVac, no dia 21 de julho.

Na quinta-feira (30) e na sexta-feira (31), os testes começaram no Instituto de Infectologia Emílio Ribas; na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP); na Universidade Municipal de São Caetano do Sul; e no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

LEIA MAIS

Gonzaga Patriota defende meia-entrada para estudantes

Deputado Gonzaga Patriota.

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) saiu em defesa da permanência do direito da meia-entrada em cinema para os estudantes do país. Para o parlamentar, esse é um dos poucos benefícios que os estudantes possuem para ter acesso à cultura.

“Não podemos dificultar ainda mais o acesso à cultura para os estudantes brasileiros. A meia-entrada é uma lei, sancionada em dezembro de 2013 e regulamentada em 2015. Extinguir essa conquista será um retrocesso”, avalia Gonzaga.

A Lei prevê a reserva para idosos, estudantes, jovens de baixa renda e deficientes de pelo menos 40% dos ingressos de meia-entrada em espetáculos artísticos, culturais e esportivos. Estados e municípios também possuem legislações em vigor sobre o assunto.

LEIA MAIS

Para Rodrigo Maia, Bolsonaro não cometeu crime que justifique impeachment

Declaração de Rodrigo Maia aconteceu durante entrevista ao “Roda Viva”

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, nessa segunda-feira (03), que não há motivos para levar adiante os pedidos de impeachment contra o presidente da República Jair Bolsonaro. A declaração foi dada durante o programa “Roda Viva”, da TV Cultura.

O parlamentar disse ainda que Bolsonaro “cometeu erros” no combate à pandemia do novo coronavírus, minimizando a perda das quase cem mil vidas perdidas. No entanto, ainda assim, nenhuma das ações do presidente justifica um impeachment.

LEIA MAIS

Banco Central escolhe cinza como a cor da nota de R$ 200

Segundo a assessoria de comunicação da Casa da Moeda -responsável pela emissão do Real- as opções da moeda apresentadas pelo BC estão em fase final de testes.

Nessa primeira etapa, a Casa da Moeda confecciona o fundo das cédula, sem textura. Na segunda e terceira etapas, ocorre a calcografia -que é a gravação de imagens em alto relevo- em cada uma das faces da nota, passando-se para a impressão de itens de segurança para impedir a falsificação do dinheiro.

Escolhido para estampar a nota, o lobo-guará foi eleito em uma consulta realizada pelo Banco Central em 2001.

Antes da emissão do dinheiro, o modelo terá de ser aprovado pelo BC. O governo tem pressa para colocar Real em circulação, já que boa parte dos beneficiários do auxílio-emergencial concedido durante a pandemia preferem receber o dinheiro em espécie.

Presidente do Sindicato Nacional dos Moedeiros, Roni Oliveira lembra que 40% dos brasileiros são “desbancarizados”, não têm acesso a nenhum instituição financeira.

Segundo a assessoria de comunicação da Casa da Moeda, dois fatores levaram ao lançamento da nota R$ 200 e aumento da produção de cédulas. “Muitas pessoas por medo e principalmente aquelas debancarizadas começaram a guardar dinheiro e diminuiu a circulação. Por outro lado, o auxílio emergencial injetou muitos recursos para esse mesmo público que guarda o dinheiro e faz seus pagamentos em dinheiro”, diz a assessoria da Casa da Moeda.

Em maio, o sindicato e a diretoria da Casa da Moeda selaram um acordo de hora extra para que os funcionários trabalhassem de domingo a domingo, o que elevou em 40% a produção de cédulas.

Originalmente, a previsão era de emissão de 1,8 bilhão de cédulas. O Banco Central encomendou a emissão de mais 400 milhões de cédulas, optando para uma nota de maior valor.

“Hoje, estamos trabalhando com as áreas de produção e suporte em trabalho remoto, teletrabalho e presencial. Com todos os protocolos de saúde e segurança. Cerca de 30% a 45% [dos funcionários] da Casa estão trabalhando presencialmente e o pessoal da produção está fazendo hora extra nos finais de semana. Todos motivados em cumprir um papel importante para o país”, informa a assessoria da Casa da Moeda.

A produção de nova remessa de cédulas não é suficiente para sanear as contas da empresa, já que a maior fonte de receita -que é a emissão de passaporte- foi reduzida durante a pandemia.

Embora amargue prejuízo há três anos, a Casa da Moeda foi excluída do projeto de privatização do governo.

Segundo a assessoria da Casa da Moeda, “a área comercial está buscando novos negócios e a diretoria está incentivando iniciativas de inovação e gestão ágil para que a Casa da Moeda do Brasil possa se tornar mais forte nos próximos anos”.

Roni Oliveira lembra, porém, que o decreto que determina a privatização da Casa da Moeda ainda não foi revogado.

 

Juazeirense Álamo Pimentel faz pré-lançamento de livro em atividade da UNEB, em Juazeiro

Álamo Pimentel

Na próxima sexta-feira (07), a comunidade acadêmica e o público em geral poderão conferir, por mediação tecnológica, o pré-lançamento do livro Atravessando o Inferno: Aprendizagem e Alteridade na Extensão Universitária, de autoria do professor Álamo Pimentel.

Natural de Juazeiro (BA), Prof. Álamo Pimentel tem formação em Pedagogia e é doutor em Educação (UFRGS), atualmente ele é docente na Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), onde também lidera o grupo de pesquisa Sociedade Educação e Universidade (SEU). Autor de obras acadêmicas, Prof. Álamo também inclui em seu repertório títulos literários e poesias.

O pré-lançamento do livro é uma atividade do projeto de extensão Literatura e Vida, coordenado pela professora do Departamento de Ciências Humanas, campus III da Universidade do Estado da Bahia, Maísa Antunes.

Toda atividade, agendada das 15h às 18h, será por meio do aplicativo Microsoft Teams e os (as) interessados (as) em participar devem fazer a inscrição prévia no e-mail [email protected] .

123