Morador registra alagamento no Dom Avelar; Seinfra emite nota sobre situação

A chuva de quinta-feira (21) trouxe um alento para os petrolinenses, mas também provocou transtornos em alguns bairros da cidade. No Dom Avelar, as ruas das Sensações, da Prudência e da Crença ficaram alagadas, por conta da água que não conseguiu escoar.

LEIA TAMBÉM

Lagoa Grande registra maior índice de chuva na região durante a quinta-feira

Chuva forte alaga diversos pontos de Petrolina

Um leitor nos enviou o vídeo acima, mostrando a quadra da comunidade totalmente submersa. Diante das imagens, a Prefeitura de Petrolina informou que está com equipes da Defesa Civil e da secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra), visitando as comunidades mais afetadas.

LEIA MAIS

“Isso me revolta”, desabafa morador do Henrique Leite sobre falta d’água no bairro

Água virou artigo de luxo para os moradores do Henrique Leite, em Petrolina. Um leitor procurou nossa equipe e relatou que, desde a semana passada, as residências da parte alta do bairro não estão sendo abastecidas pela Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa).

“A Compesa anunciou que ia faltar água nessa terça-feira. Porém os moradores do Henrique Leite estão sem agua desde sexta. E essa situação se mantém desde setembro, com falta constante e diária de agua, chegando a passar 10 dias sem água”, relata o leitor.

LEIA MAIS

Contra impunidade, família de homem que foi atingido por veículo na contramão pede ajuda para localizar motorista

Câmeras de segurança flagram carro na contramão

16 de outubro de 2021. 20h30. Nesse dia e nessa hora a vida de José Adolfo, morador do bairro Maria Auxiliadora, em Petrolina, mudou. Ele pilotava uma motocicleta pelo bairro Areia Branca, quando foi atingido por um carro que vinha na contramão. Três dias após a colisão, Adolfo segue internado em estado grave.

Segundo a família de Adolfo, ele sofreu várias fraturas, inclusive nas pernas. A moto que ele pilotava teve perda total. Agora o motociclista aguarda para realizar um novo procedimento cirúrgico. Enquanto Adolfo está internado, a pessoa que provocou o acidente está foragida e fugiu do local da colisão sem prestar socorro.

O acidente

Conforme relatado pela família da vítima e conta no Boletim de Ocorrência (BO) registrado na Polícia Civil de Pernambuco, o acidente aconteceu na Avenida dos Estados Unidos, próximo ao Frango Assado do Chiquinho.

Ele vinha subindo a mão da feira, passando pelo início da Areia Branca onde tem a Escola Otacílio Nunes, ali é uma via única, você só sobe. E essa pessoa, que segundo populares é uma mulher, veio pela lateral da horta do Otacílio e entrou na contramão na frente do Otacílio. No caso, ele poderia entrar ali, mas ela não. Ela entrou nos fundos do Mercadinho Econômico. Quando ele ia na mão certa, na esquina da Rua Tchecoslováquia, ela bateu nele porque estava na contramão. Ele voou para um lado e a moto para outro. É o crime da omissão do socorro porque ela não parou para prestar socorro“, conta a esposa de Adolfo.

LEIA MAIS

Utilidade pública: leitora pede ajuda para encontrar veículo furtado no Centro de Petrolina

Foto: Ilustração

Uma leitora do Blog teve o veículo roubado em Petrolina, na tarde de segunda-feira (18). Ela havia estacionado o Fiat Uno prata, modelo 1999, placa KLV-7637 às 15h30 na Rua Pacífico da Luz, próximo ao Hemope, no Centro da cidade. E quando retornou ao local às 17h o automóvel não estava mais lá.

Ela acionou a Polícia Militar de Pernambuco pelo 190 para reportar o furto de veículo e depois compareceu à Delegacia de Polícia Civil, para registrar um Boletim de Ocorrências. Contudo, até o momento o carro não foi localizado.

Quem tiver informações sobre a localização do Uno prata pode entrar em contato através do número: (87) 98841-3820.

Moradora chama atenção para serviço inacabada no saneamento do São Jorge, em Petrolina

Esgoto tem gerado dor de cabeça para moradores

Uma moradora do bairro São Jorge, em Petrolina, relatou ao Blog que há dois anos os moradores da Rua 10 são obrigados a conviver com o esgoto escorrendo em plena via pública. E para completar a situação, um novo estouramento surgiu na rua.

Segundo a leitora, a obra do saneamento foi iniciada e até hoje, não foi concluída. “Olha a situação da rua . Na casa do lado não entra carro porque tem um buraco que eles deixam enfrente a garagem”, afirma. O Blog procurou a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que informou não ser a responsável pela obra.

Em reposta ao nosso questionamento, a Prefeitura de Petrolina informou que uma equipe da Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) será enviada ao local para averiguar a situação.

“É urgentíssimo  mais valorização para o setor cultural gonzagueano”, afirma jornalista

O jornalista Ney Vital escreveu um artigo no qual fala sobre a necessidade de os governos de Federal e Pernambuco, além de políticos defenderem a cultura de Exu, terra de Luiz Gonzaga.

Segundo Ney, que é um dos principais nomes quando o assunto é o Rei do Baião, o Estado precisa criar uma homenagem digna da grandeza de Gonzagão, para manter vivo seu legado.

“Nos últimos dois anos, literalmente,  devido a pandemia e as regras de isolamento social Covid-19, a sanfona silenciou. Mas a pergunta é: e o futuro da cultura gonzagueana? E o Festival Viva Dominguinhos que era realizado em Garanhuns? E os Festivais de Violeiros? e a Missa do Poeta Zé Marcolino, e a Missa do Vaqueiro Serrita?”, questiona o comunicador.

Confira o artigo a seguir:

LEIA MAIS

Leitora relata fechamento de turmas do EJA no Projeto Bebedouro, em Petrolina

(Foto: Camila Souza/GOVBA)

Professores e alunos da Escola Estadual Antônio Nunes dos Santos, localizada no Projeto Bebedouro, Vila NS-1, na zona rural de Petrolina estão preocupados com a educação de jovens e adultos inscritos na modalidade EJA. Segundo uma leitora, estudantes matriculados no período noturno estão prejudicados porque as turmas foram suspensas.

A ideia de implementar as turmas de EJA teria partido da diretora, que observou a necessidade de oportunizar o estudo aos mais velhos. “A primeira unidade foi dada, fizeram as avaliações todas e depois, por conta da quantidade de aluno a GRE simplesmente não aceitou a turma com oito alunos”, relata a leitora.

LEIA MAIS

Moradores da Vila Eduardo ficam na bronca com a Compesa

(Foto: Ilustração)

Moradores do bairro Vila Eduardo, em Petrolina, reclamaram da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). O motivo é que, no domingo (3), faltou água na comunidade e a Compesa não fez um comunicado prévio à população.

“Desde manhã cedo [de domingo] todo mundo sem água, ninguém avisou nada. Está a população precisando de água e não tem“, contou uma leitora. O “perrengue” seguiu até de noite e de acordo com a Compesa, será resolvido em breve.

Problema será solucionado, afirma Compesa

“A Compesa esclarece que a suspensão do fornecimento de água ontem (3), foi uma situação pontual, de forma emergencial, para conserto de um vazamento. Os serviços foram iniciados e finalizados ontem mesmo. Após os reparos, em trecho de uma tubulação localizada na Avenida Monsenhor Ângelo Sampaio, foi retomado o abastecimento, de forma gradual, devendo a pressão da água ser normalizada ao longo do dia de hoje (4)”, diz a nota da Companhia.

Leitor reclama de buraco aberto pela Compesa no bairro Areia Branca

Um buraco, entulho jogado e muito transtorno provocado. Esse cenário pode ser observado na Avenida Sete de Setembro, na esquina com a Avenida Inácio Bonfim, no bairro Areia Branca. A situação foi flagrada ao lado da Academia i9 e vem dificultando a circulação de veículos.

O buraco foi aberto bem na via pública, bem na esquina e o asfalto ainda não foi recuperado:

Apesar da reclamação do leitor, que já formalizou a cobrança na Ouvidoria da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), até o momento nenhuma equipe apareceu no bairro. O Blog também procurou a Compesa e aguarda um posicionamento.

Juazeiro: tutora pede ajuda para encontrar cachorro desaparecido

Boby está desaparecido desde terça-feira (21/09)

A tutora de Boby, esse cachorro da raça poodle que aparece na foto acima, está desesperada a procura de informações sobre o animal. Ele desapareceu na terça-feira (21), no bairro Argemiro, em Juazeiro (BA) e até o momento não foi encontrado.

De acordo com Patrícia, Boby toma remédio controlado e tem cinco anos. Quando desapareceu, ele estava usando uma fita vermelha no pescoço. A pelagem do cãozinho é meio amarelada.

Patrícia e o esposo já procuraram por Boby no bairro e comunidades vizinhas. Mas até o momento, ninguém teria avistado o cachorro. Quem tiver informações sobre a localização de Boby pode entrar em contato pelo número (74) 99113-3630, que também é WhatsApp.

“Ninguém aguenta mais”, afirma moradora do Mandacaru II sobre despejo de entulhos na via pública

Pessoas vão até a rua para depositar lixo, segundo moradora

A foto acima foi tirada por uma moradora da Rua 7 do Bairro Mandacaru II, em Petrolina. Ela está indignada com a falta de educação de algumas pessoas, já que há alguns dias ela flagrou um carroceiro indo depositar entulho na rua.

Para completar, um cachorro morto foi jogado no lugar e vários urubus começaram a rondar a via. “Aqui ninguém aguenta mais, é gato morto, é cachorro morto. O povo joga [lixo], a gente não aguenta mais não“, disse à nossa Produção.

Além do problema com o lixo, um vazamento de água limpa deixou a rua intransitável. “Ninguém mais aguenta, o vazamento tá ali, é água limpa”, afirmou. Procurada pelo Blog, a Prefeitura informou que irá até o bairro para realizar a limpeza da comunidade.

LEIA MAIS

Leitora questiona obra na Vila Eduardo; Prefeitura afirma que serviço não foi concluído

Leitora afirma que serviço está finalizado e com problemas; Prefeitura nega

Uma leitora do Blog, que reside na Rua José Lins do Rego, no bairro Vila Eduardo, em Petrolina reclama de uma obra realizada pela Prefeitura de Petrolina. Ela afirma que o serviço foi concluído. Contudo, restos de materiais seguem abandonados nas calçadas.

“Gostaria de um posicionamento da secretaria de Infraestrutura com relação ao acabamento dos serviços, pois as calçadas está toda cheia de areia. Quando se termina uma obra tem que deixar tudo limpo“, disse ao Blog.

Serviço ainda segue, afirma gestão municipal

Entretanto, a Prefeitura alega que a obra não está acabada. De acordo com a nota, a via está em “etapa de cura da pavimentação recém-implantada” e que o serviço somente será concluído em até 20 dias.

Veja a seguir a resposta da secretaria:

LEIA MAIS

Usuários brigam diariamente por conta de drogas; insegurança assusta população do Centro de Petrolina

Insegurança preocupa moradores e pessoas que trabalham no Centro (Foto: Google Street)

Insegurança. Esse é o sentimento de um leitor do Blog. Ele relatou à nossa equipe que, diariamente observa usuários de drogas brigando no Centro de Petrolina. E a situação assusta quem reside e trabalha nas ruas da região central.

Na sexta-feira (3), ele flagrou três pessoas discutindo – usuários e um traficante – por conta de uma dívida de drogas. Tudo isso em plena luz do dia, com as câmeras de monitoramento dos prédios registrando o fato. “Vivemos diariamente esse inferno em nosso ambiente de trabalho. A insegurança assola nas ruas do centro de Petrolina“, contou.

LEIA MAIS

Moradora do Jardim Petrópolis está passando por dificuldades e precisa de ajuda para alimentar família

A vida de dona Pedrina Delmondes Santana se transformou desde o último dia 24 de agosto, quando sua filha mais velha foi morta em Juazeiro (BA). Agora ela precisa cuidar do neto de apenas 1 ano e 6 meses e das duas outras filhas que têm, uma de 10 e outra de 16 anos.

LEIA MAIS

Leitora relata vandalismo em cemitério de Petrolina

Pessoas estão danificando túmulos, segundo leitora (Foto: Reprodução)

Os atos de vandalismos registrados na parte interna do Cemitério Campo da Paz, em Petrolina, revoltam os parentes de pessoas sepultadas no local. Segundo uma leitora do Blog, há até mesmo pessoas arrancando plantas deixadas no local.

“Tenho um irmão que está sepultado há um ano e três meses, a gente não abandonou o túmulo. Estamos ajeitando, colocamos o vidro e quando chegamos para visitar, estava com a peça quebrada. A santa, pegaram aí tivemos que tirar o vidro. Depois fomos plantar unas plantas e quando chegamos ontem, as plantas arrancadas“, relatou à nossa equipe.

Insegurança

Ela ainda afirmou que não há presença de seguranças no local. Procurada pelo Blog, a Prefeitura disse que segue fazendo as ações de rotina. “A Prefeitura de Petrolina ressalta que continua fazendo os serviços de rotina nos cemitérios, com zeladoria e manutenção, deixando os locais preparados para visitação e novos sepultamentos. Sobre as ações de vandalismo registradas pela leitora no cemitério Campo da Paz, a Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade comunicará o ato criminoso ao comando da Guarda Municipal”, diz a nota.

123