Amigo secreto deve movimentar R$ 7,5 bilhões na economia, aponta pesquisa

(Foto: Ilustração)

Para comemorar as festividades de fim de ano, cada vez mais, os brasileiros têm se rendido ao famoso ‘Amigo Secreto’, também conhecido como ‘Amigo Oculto’. Um levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que, este ano, 42% dos consumidores que vão presentar no Natal devem aderir à brincadeira — um aumento de 9 pontos percentuais em relação a 2018. Com isso, a previsão é de que cerca de R$ 7,5 bilhões sejam injetados na economia.

A estimativa é de que 66,3 milhões de pessoas participem de pelo menos algum `Amigo Secreto´ no trabalho ou na família. As principais motivações apontadas pelos entrevistados foram o fato de gostar desse tipo de celebração (59%) e considerar a brincadeira uma boa maneira de se economizar com presentes (36%). Há ainda aqueles que, apesar de entrar na brincadeira, sinalizaram não gostar desse tipo de comemoração: 12% disseram que participam para não serem vistos como antissociais.

LEIA MAIS

Seis em cada dez industriais consideram governo Bolsonaro ótimo ou bom

O presidente Jair Bolsonaro recebeu o Grande Colar da Ordem do Mérito Industrial da CNI (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

Os industriais brasileiros têm uma avaliação positiva do governo Jair Bolsonaro. De acordo com pesquisa divulgada hoje (11) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), 60% deles consideram o governo ótimo ou bom, e apenas 7% avaliam como ruim ou péssimo; 26% acham que o governo é regular.

Os dados da Sondagem Especial: Avaliação do Governo pelo Empresário Industrial foram apresentados durante cerimônia na sede da CNI, em Brasília, ocasião em que o presidente Bolsonaro recebeu o Grande Colar da Ordem do Mérito Industrial.

Para a CNI, entre as medidas importantes tomadas pelo governo este ano estão a reforma da Previdência, a assinatura do acordo de livro comércio entre o Mercosul e a União Europeia, o avanço na agenda de concessões na área de infraestrutura e de modernização das relações de trabalho e a contribuição com medidas que promovem o aumento da segurança jurídica e reduzem a intervenção do Estado.

LEIA MAIS

Preço da carne provoca aumento no custo da cesta básica em Juazeiro e Petrolina

(Foto: Internet)

A pesquisa realizada pelo Colegiado do curso de Economia da FACAPE, referente ao mês de novembro de 2019 aponta uma inflação de 5,21% no preço da cesta básica em Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Assim, um trabalhador do Vale do São Francisco que recebeu um salário mínimo de R$ 998,00, gastou 32,1% da renda com a compra de produtos da cesta básica.

No mês de novembro, o preço da cesta básica saiu por R$ 319,74 para os consumidores de Juazeiro, e R$ 321,21 em Petrolina. O item que mais contribuiu para o resultado mensal do custo da cesta básica foi a carne bovina, com aumento de 14,95% no mês.

LEIA MAIS

Pesquisa aponta WhatsApp como principal fonte de informação dos brasileiros

(Foto: Internet)

Uma pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado mostrou o WhatsApp como principal fonte de informação dos brasileiros. 79% dos entrevistados disseram receber notícias sempre pela rede social.

O aplicativo de troca de mensagens possui mais de 136 milhões de usuários no Brasil, sendo a plataforma mais popular juntamente com o Facebook.

Depois do WhatsApp, outras fontes foram citadas, misturando redes sociais e veículos tradicionais na lista dos locais onde os brasileiros buscam se atualizar. Apareceram canais de televisão (50%), a plataforma de vídeos Youtube (49%), o Facebook (44%), sites de notícias (38%), a rede social Instagram (30%) e emissoras de rádio (22%). O jornal impresso também foi citado por 8% dos participantes da sondagem e o Twitter, por 7%.

LEIA MAIS

Crise: 160 mil pessoas já abriram mão do plano de saúde em Pernambuco

(Foto: Internet)

A queda no número de empregos formais tem atingido diretamente as operadoras de planos de saúde. De acordod com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), nos últimos cinco anos, só em Pernambuco, 160 mil pessoas deixaram de ter a cobertura dos planos de saúde.

No Brasil, o número de pessoas que abriram mão do plano de saúde já chega a 3 milhões. Cerca de 60% dos contratos de planos de saúde hoje são empresariais, um tipo de benefício oferecido pela empresa ao seu empregado. O dado é da Fenasaúde, entidade que reúne 15 operadoras de planos privados. Juntas, atendem 26 milhões de pessoas.

LEIA MAIS

CDL Petrolina estima aumento de 7% no faturamento do comércio local com festividades de fim de ano

Comércio na Rua Dom Vital. (Foto: ASCOM/ prefeitura de Petrolina)

Em pleno mês de dezembro, o comércio de Petrolina já sente o aquecimento das vendas. Nas semanas que antecedem o Natal, os comerciantes já se preparam para o melhor período lucrativo do ano. Segundo levantamento realizado pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), estima-se que a data aumente em média 7% o faturamento do comércio local.

Na lista dos produtos mais procurados pelos consumidores,  estão os artigos de roupas, calçados, acessórios, brinquedos, perfumes e cosméticos, além dos produtos eletroeletrônicos.

De acordo com Guilherme Ribeiro, gerente de uma loja de calçados e acessórios, a expectativa de vendas é bastante positiva para o período natalino. “Nos próximos dias, a nossa expectativa é dobrar o número de vendas, tendo em vista o pagamento do décimo terceiro e as promoções que realizamos com a Campanha Natal da Cidade, onde as pessoas concorrem a prêmios. Estamos otimistas e esperamos ter um aumento médio nas vendas de 20%”, disse Guilherme.

LEIA MAIS

Consumo de cigarros ilegais cai no Brasil pelo segundo ano consecutivo

(Foto: Ilustração)

O consumo de cigarros ilegais caiu no país pelo segundo ano consecutivo, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca). Em 2018, pouco menos de um terço dos cigarros no mercado brasileiro – 31,4% – eram ilegais. Esse percentual caiu em relação a 2017, quando era 38,5%.

Os números fazem parte do estudo Redução do Consumo de Cigarros Ilegais no Brasil: o que realmente significa?, publicado na revista científica Tobacco Control.

O levantamento mostra que o consumo de cigarros ilegais chegou a 39,7 bilhões de unidades em 2016, representando 42,8% do mercado total. Em 2017, houve uma queda e oe consumo chegou a 34,9 bilhões de unidades. No ano passado, continuou caindo, chegando a 26,2 bilhões de unidades.

LEIA MAIS

11% dos brasileiros já perderam dinheiro em esquemas de investimentos fraudulentos, aponta pesquisa

(Foto: Internet)

A promessa de investimentos com retorno financeiro muito acima da média pode levar investidores menos cuidadosos a optar por modalidades que, na prática, acabam se revelando fraudulentas. É o que revela a pesquisa “Fraudes em Investimentos no Brasil”, conduzida pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Os dados mostram que 11% dos internautas brasileiros afirmam já terem perdido dinheiro em esquemas fraudulentos.

As principais ocorrências se deram em esquemas de pirâmide (55%), golpe de seguradora, onde supostamente o investidor receberia uma determinada quantia mediante pagamento de taxas e/ou despesas (19%) e golpe das ações ou fundos antigos de aposentadoria esquecidos, com exigência de pagamento antecipado de supostas taxas e/ou despesas (16%).

LEIA MAIS

Casamento entre pessoas do mesmo sexo aumenta mais de 60% em 2018, diz IBGE

As uniões entre mulheres cresceram 64,2% (Foto: Reuters/Fabian Bimmer/Direitos Reservados)

A pesquisa Estatísticas do Registro Civil 2018 mostra que o casamento entre pessoas do mesmo sexo teve aumento de 61,7 % no ano passado em relação a 2017. Em 2018, foram registrados 9.520 casamentos civis entre cônjuges do mesmo sexo, ante 5.887 em 2017. Os dados foram divulgados hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o estudo, as uniões entre mulheres cresceram 64,2%, passando de 3.387 em 2017 para 5.562 em 2018. Os casamentos entre homens subiram de 2,5 mil para 3.958, o que representa um aumento de 58,3%.

O levantamento mostra ainda que a alta foi puxada principalmente pelo mês de dezembro: as uniões homoafetivas entre homens e mulheres somaram 3.098. Em dezembro de 2017, foram registrados 614 casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

LEIA MAIS

Setor agropecuário prevê faturamento de aproximadamente R$ 670 bilhões em 2020

(Foto: Internet)

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) prevê uma alta de 9,8% na receita do setor em 2020, na comparação com 2019. A expectativa é que o Valor Bruto de Produção (VBP), índice que mede a receita “dentro da porteira”, totalize cerca de R$669,7 bilhões no próximo ano. Para o Produto Interno Bruto (PIB) do setor a previsão é de um crescimento de 3% em 2020.

Segundo a CNA, o carro-chefe do faturamento será a agropecuária, com previsão de crescimento de 14,1%, equivalente a R$ 265,8 bilhões. Na avaliação da CNA, a perspectiva de aumento da produção fará com que 2020 seja considerado “o ano do setor”.

Para a produção de carne bovina, a expectativa é de expansão de 22,2% no VBP, atingindo receita de R$129,1 bilhões. Já para os suínos, espera-se aumento de 9,8% do VPB. A pecuária de leite deverá crescer 7,5% o VPB; e o frango, 7,1%.

LEIA MAIS

Balanço do feriadão: três pessoas morreram em acidentes nas rodovias federais de Pernambuco

(Foto: Ilustração)

A Polícia Rodoviária Federal divulgou, nesta segunda-feira (18), o balanço da operação realizada durante o feriadão de Proclamação da República. Ao todo, foram 45 acidentes, que deixaram 31 pessoas feridas e três mortas, entre a quinta-feira (14) e o domingo (17). Em comparação com o ano passado, o número de acidentes e mortes reduziu. Em 2018, a operação teve um dia a mais. Foram registrados 61 acidentes, com 59 feridos e cinco mortes.

O acidente mais grave aconteceu na BR-232, em Sairé, no Agreste de Pernambuco. Uma tentativa de assalto resultou em colisão e morte no quilômetro 94 da rodovia federal. Cinco homens que estavam em uma caminhonete tentaram assaltar uma kombi com oito passageiros, que seguia de Moreno, no Grande Recife, para Santa Cruz do Capibaribe, também no Agreste.

Na investida, houve tiros e batida entre os veículos. O motorista da kombi e um dos suspeitos morreram no local. Outro suspeito faleceu a caminho do hospital, enquanto outro ficou ferido e foi socorrido para o Hospital de Bezerros. Os dois homens que estavam na cabine da caminhonete fugiram. Duas passageiras da kombi ficaram feridas.

Fiscalização

Durante os quatro dias de operação, foram abordados 3.205 veículos e 3.600 pessoas. Mais de 2.500 condutores foram multados. Entre as principais infrações cometidas estão o não uso do cinto de segurança (143), ultrapassagens indevidas (132), falta de capacete (90) e ausência da cadeirinha para crianças (25). Quanto ao teste do bafômetro, que na operação deste ano contou com o etilômetro passivo, que detecta a presença de álcool pela fala do motorista, foram 2.076 testes realizados. A PRF emitiu 56 autuações e prendeu dois motoristas que estavam sob o efeito de álcool.

Na operação também foram presas 17 pessoas por crimes como roubo, receptação de veículo roubado, porte ilegal de arma, uso de documento falso e por mandado de prisão em aberto. 243 veículos irregulares foram recolhidos.

Com informações do Jornal do Commercio

Dívidas com bancos representam mais da metade das pendências de negativados, aponta indicador CNDL/SPC Brasil

(Foto: Internet)

Dados apurados pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostram que o volume de consumidores com contas em atraso cresceu 1,58% em outubro na comparação com igual período do ano passado. A maior parte das dívidas (53%) em aberto no país está ligada a instituições financeiras — um avanço de 6,0 pontos percentuais em relação a 2016. Já o comércio responde por uma fatia de 17% do total de dívidas – em 2016, a participação desse setor era de 20%. Enquanto o setor de comunicação foi responsável por 12% das pendências e as contas de água e luz por 10%.

Na contramão do crescimento das contas em atraso, o número de dívidas apresentou queda de 2,34% no mesmo horizonte de comparação.

LEIA MAIS

Secretaria Estadual de saúde confirma 90 casos de sarampo em Pernambuco

(Foto: Ilustração)

O número de casos de sarampo confirmados em Pernambuco subiu para 90. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), que divulgou um boletim nesta quinta-feira (14), até o dia 2 de novembro foram notificados 1.020 casos suspeitos da doença. Destes, 429 foram descartados e 501 ainda estão em investigação.

LEIA MAIS

Pela primeira vez, negros são maioria no ensino superior público do Brasil

(Foto: Internet)

A proporção de pessoas pretas ou pardas (que compõem a população negra) cursando o ensino superior em instituições públicas brasileiras chegou a 50,3% em 2018. Apesar desta parcela da população representar 55,8% dos brasileiros, é a primeira vez que os pretos e pardos ultrapassam a metade das matrículas em universidades e faculdades públicas.

Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e estão no informativo Desigualdades Sociais por Cor ou Raça no Brasil, divulgado hoje (13), no Rio de Janeiro. A comparação foi feita com as informações do suplemento de educação da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – Contínua (Pnad Contínua), que começou a ser aplicado em 2016.

Segundo a pesquisa, a população negra está melhorando seus índices educacionais, tanto de acesso como de permanência. No entanto, apesar desse resultado, pretos e pardos ainda se mantém bem atrás dos índices medidos entre as pessoas brancas.

LEIA MAIS

Redução nos roubos amplia sequência de queda na série estatística em Pernambuco

(Foto: Djair Pedro)

Pernambuco ampliou, em outubro de 2019, o recorde de redução mensal na série histórica de contagem dos roubos no Estado, iniciada em 2011 na atual metodologia. Com uma queda de 20,17% nos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), comparado com outubro de 2018, o Estado completou o 26º mês seguido de diminuição mensal nesse indicador quando se confronta com seu equivalente do ano anterior. É a maior sequência de recuos sucessivos de toda a série, tendo sido evitadas, nesses dois anos e dois meses, 44.054 ocorrências. Somente no mês passado, a diferença foi de 1.546 casos, tendo caído de 7.261 para 5.715 queixas.

Bons resultados também apareceram no Recife. Especificamente em outubro, o maior percentual de redução entre as regiões pernambucanas se deu na capital, com -25,17% (caiu de 2.650 em 2018 para 1.983 agora). Depois, aparecem os demais municípios da RMR, com -23,67% (de 2.226 para 1.699). Somando o Recife com as demais 14 cidades que compõem o Grande Recife, as 3.682 ocorrências de outubro representam o melhor resultado em 4 anos e 10 meses, desde dezembro de 2014. O secretário de Defesa Social do Estado, Antonio de Pádua, salienta que as ações integradas e os investimentos nessa área têm contribuído para combater a criminalidade.

LEIA MAIS
123