Falta de habitação popular exige paciência dos moradores de Lagoa Grande

(Foto: Divulgação/Ascom)

Nesta terça-feira (10) o prefeito de Lagoa Grande, Vilmar Vilmar Cappellaro, o vice-prefeito, o secretário de infraestrutura, a secretária de Assistência e a chefe de gabinete estiveram reunidos com 18 moradores do município em busca se uma solução para falta de habitação popular, em Lagoa Grande

Os moradores que estiveram na reunião estão sem moradia e durante o encontro conversaram com o prefeito sobre a possibilidade de que o programa habitacional contemple o município o mais breve possível.

“Estamos iniciando a gestão. Precisamos agir com coerência, responsabilidade e responsabilizar quem deve ser responsabilizado. Já estivemos discutindo o assunto da falta de habitação no ministério das Cidades, na Caixa Econômica Federal e com o governo do Estado. A situação que vocês vivem hoje não foi criada por nós, mas estamos aqui para encontrarmos juntos, as formas de resolver”, afirmou o prefeito.

Ainda sobre o projeto de habitação, o prefeito reforçou que levantamentos estão sento feitos para que o projeto seja implantado o mais breve possível. “O secretário de Infraestrutura, já está fazendo um levantamento das áreas para novas moradias. Não podemos dizer, não construam, porque isso não tem nenhuma legalidade. Hoje, vocês gastam o pouco que tem, construindo irregularmente e depois vem a justiça e manda demolir. Falo com tristeza porque sinto a dor de cada um. O caminho da lei é o mais demorado, porém, o mais garantido” aconselhou Capellaro que conta com a paciência dos moradores para que o projeto seja executado conforme a lei.

Entre os moradores que estavam na reunião Washington Alves Cardoso Oliveira, reconheceu a boa vontade da nova gestão em atender as reivindicações.

“Sabemos que vocês estão entrando agora. O que fez agente entrar num terreno é a necessidade e não a nossa irresponsabilidade. Na gestão passada, ficamos a madrugada na calçada, na porta da Assistência Social, fizemos o cadastro, e eles deram casas para apadrinhados, a quem não precisa” declarou.

Reunião entre Codevasf e MST discute sobre a ocupação nas áreas do Projeto Pontal

(Foto: Ascom/Codevasf)

Nesta terça-feira (10) representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e o superintendente regional da Codevasf em Pernambuco, Aurivalter Cordeiro, estiveram reunidos pela manhã, para discutir pontos relativos a ocupação.

Os representantes do MST que estiveram na reunião, fazem parte do grupo que ocupa áreas do Projeto Pontal desde 2014, com a alegação de não estarem de acordo com Modelo de Parceria Público-Privada (PPP), que era aplicado e que foi revogado recentemente.

A reunião aconteceu com o intuito de promover esclarecimentos a respeito dos próximos passos no Projeto Pontal, tendo em vista que a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino esteve em Petrolina na última semana e informou que em breve serão retomados os serviços no Pontal e, ainda no primeiro semestre, deve haver a promoção da licitação dos lotes. Kênia, inclusive, já marcou reunião em Brasília com o presidente do INCRA para tratar do assunto.

Servidores de Bodocó são convocados pela prefeitura para devolução de salários

(Foto: Divulgação)

O novo prefeito de Bodocó, Tulio Alves (DEM) contatou no início de sua gestão que pagamentos foram realizados duas vezes, deixando déficit no caixa municipal. Em virtude desta constatação, funcionários públicos da cidade foram convocados, na última segunda-feira (9), a devolverem os valores.

Segundo a prefeitura, no dia 29 de dezembro do ano passado, a gestão do ex-prefeito Danilo Delmondes (PSB) efetuou “indevidamente pagamentos em duplicidade à servidores municipais”. Os recursos são oriundos dos 60% do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

“Após reunião entre o governo municipal atual, sindicato dos trabalhadores de Educação de Bodocó e gerência do Banco Bradesco foi definida a devolução dos valores recebidos indevidamente”, avisou a gestão, em nota. Ainda no comunicado, a Prefeitura afirma que “a gestão anterior deixou de efetuar o pagamento aos servidores efetivos da Educação (que recebem com os 40% do Fundeb) e demais secretarias, para realizar pagamento aos fornecedores”.

Entre os beneficiados estão assessores administrativos, assessores especiais, coordenadores de contratos e convênios, fisioterapeutas e motoristas.

Com informações do FolhaPE

Estudante faz desabafo em rede social sobre a falta de segurança na Orla de Petrolina

A Orla de Petrolina é frequentada diariamente por diversas pessoas que apreciam atividades ao ar livre, mas infelizmente o clima de insegurança do local tem assustado a população da cidade.

Nesta segunda-feira (09), o estudante João Luiz de Oliveira passou por um verdadeiro sufoco quando foi ameaçado por um homem armado com uma faca. Segundo o relato do estudante, por volta das 18h um rapaz, que aparentava estar embriagado, se aproximou e começou a puxar assunto falando de maneira desconexa. João Luiz que estava acompanhado de um amigo, evitou a conversa com o estranho, foi quando ele mostrou uma faca.

“Ele tirou a camisa enquanto contava uma história, dizia ter acabado de salvar 3 mulheres no meio do rio, foi aí que vi o cabo da faca. Pouco tempo depois ele tirou a faca, que tinha uma lâmina de aproximadamente 20 cm”

O homem, segundo a descrição da vítima, era moreno, magro e tinha aproximadamente 1,77m de altura e estava visivelmente alcoolizado, além de estar com uma latinha de bebida alcoólica (destilada).

Veja o depoimento na íntegra:

(Foto: Facebook/João Luiz)

Sistema prisional de Pernambuco recebe um repasse no valor de R$ 44,7 milhões

(Foto: Ilustrativa)

O sistema prisional voltou a ter  destaque negativo recentemente, com o massacre de 60 detentos em unidades prisionais do Amazonas. Para amenizar as carências do setor o Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) liberou R$ 1,2 bilhão para o sistema prisional, deste valor R$ 44,7 milhões foi destinado para o estado de Pernambuco.

Em Pernambuco, R$ 31,9 milhões serão destinados à abertura de novas vagas e outros R$ 12,8 milhões, à compra de equipamentos que reforcem a segurança nos presídios.

Conforme a assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, na próxima semana, o secretário Pedro Eurico deve participar de um encontro com secretários de outros estados para discutir o tema e a aplicação dos recursos. Não foi informado ainda se o montante para a abertura de novas vagas será utilizado em alguma unidade prisional ainda não anunciada pelo Governo ou na conclusão de complexos prisionais que já tiveram obras iniciadas, como os de Araçoiaba e de Itaquitinga. Atualmente, Pernambuco tem um déficit de cerca de 20 mil vagas. De 2015 para cá, duas novas unidades foram abertas – Santa Cruz do Capibaribe, com 176 vagas, e Tacaimbó, com 676.

Conforme o Governo Federal, o repasse é o “maior investimento jamais realizado no sistema penitenciário do Brasil”. Do total de R$ 1,2 bilhão, R$ 799 milhões serão destinados à construção de penitenciárias nos estados, e R$ 321 milhões, à promoção da cidadania.

Com informações do FolhaPE

Deterioração do prédio da Prefeitura de Petrolina impressiona; Veja fotos

Cadeiras rasgadas na prefeitura. (Foto: Blog Waldiney Passos)

O prefeito Miguel Coelho (PSB) convocou a imprensa de Petrolina (PE) para visitar e visualizar, na tarde desta quinta-feira (5), o estado no qual foi entregue o prédio da Prefeitura Municipal pela gestão de Júlio Lossio. A precariedade da estrutura do local impressiona. Buracos em tetos, cadeiras em péssimos estado de conservação, infiltrações, pintura desgastada, enfim, um verdadeiro caos.

Miguel afirmou que é necessário mostrar para a população as condições nas quais foram entregues o prédio. “Eu disse durante a transição [de governo] e repito: a nossa responsabilidade é do dia 1º para frente. Agora a gente precisa deixar claro para a população as condições que nos foi entregue”.

Em breve mais informações sobre a visita.

Veja mais fotos

 

Miguel Coelho assina acordo com a presidente da Codevasf e garante R$ 4,5 milhões para distribuição de água na Zona Rural de Petrolina

Miguel e a presidente da Codevasf assinam acordo que prevê investimento na Zona Rural do município. (Foto: Blog Waldiney Passos/Alieny)

Em seu primeiro dia como prefeito de Petrolina (PE), Miguel Coelho (PSB), assinou um acordo, juntamente com a presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Kênia Marcelino, que garante R$ 4,5 milhões que serão usados na perfuração de 50 poços e instalação de 159 equipamentos hídricos em diversas comunidades do interior da capital do São Francisco.

Após a assinatura do acordo, Miguel falou sobre a alegria de poder, no primeiro dia de trabalho, receber recursos para trazer investimentos para a Zona Rural. “Isso para quem não é do campo pode parecer pouco, mas para quem vive, e estamos entrando agora no sexto ano de seca, na nossa região de sequeiro, a gente sabe a importância do acesso a água para essa parcela da população. Esse ato aqui hoje comprova o novo tempo que a gente tanto falou”.

(Foto: Blog Waldiney Passos/Alieny)

Vários políticos estiveram presentes no evento, como o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), o deputado  federal Gonzaga Patriota (PSB), o ministro de minas e energias, Fernando Filho (PSB), o deputado Guilherme Coelho (PSDB) e o presidente da Câmara Municipal, Osório Siqueira (PSB)

Administração da UPE em Petrolina divulga relatório de gestão dos últimos quatro anos

A Equipe de Gestão, liderada pelo professor Moisés Almeida, que administrou a Universidade de Pernambuco Campus Petrolina no período de 17 de dezembro de 2012 a 17 de dezembro de 2016, divulgou o seu relatório de gestão.

Segundo Moisés, o relatório “é uma prestação de contas sobre o trabalho desenvolvido ao longo desses anos”. Em nome da equipe, o professor agradeceu ao espaço concedido na mídia para divulgação de suas atividades. O arquivo tem 167 páginas e detalha todo o trabalho desenvolvido pelo grupo na universidade.

Prefeito Isaac inaugura requalificação Urbana no Distrito de Mandacaru

(Foto: ASCOM)

O prefeito Isaac Carvalho, na noite de quinta-feira (29) levou ações de pavimentação, urbanização e paisagismo ao Distrito de Mandacaru. em Juazeiro (BA). O ato contou com a presença dos deputados estaduais Roberto Carlos e Zó, além de secretários, militância, vereadores e grande participação da comunidade local.

Representando os moradores do mais recente distrito de Juazeiro, o comerciante e agricultor José Acácio relembrou a chegada dos seus pais e cerca de 30 famílias, há mais de 40 anos, para ocupar uma área do primeiro perímetro irrigado de Juazeiro, coordenado pela Comissão do Vale, atual Codevasf.

“Só temos a agradecer a Isaac. Temos Posto de Saúde, escola com ar-condicionado, creche, e tem também obra em toda Juazeiro – tudo realizado por uma pessoa que cresci junto, que é daqui. Confesso que jamais imaginaria isso. Diz um ditado: quer conhecer um homem dê-lhe dinheiro, poder e caneta. Isaac teve isso tudo e nunca mudou, sempre na humildade. Isso nos orgulha. É o melhor prefeito da história de Juazeiro”, declarou o morador local.

LEIA MAIS

Bueiro estourado incomoda moradores do bairro Nossa Senhora da Penha, em Juazeiro

(Foto: WhatsApp)

Um bueiro estourado na Av. Maria da Glória tem incomodado os moradores do bairro Nossa Senhora da Penha, em Juazeiro (BA). De acordo com informações, o motivo principal das reclamações é o perigo de transmissão de doenças, já que no local tem vários insetos e várias crianças e idosos moram ali próximo.

Outro ponto levantado pela comunidade é o mau cheiro do local, que tem, inclusive, animais mortos e que acaba afastando os consumidores dos comércios da localidade.

Falta de água, regularização do matadouro e mais incentivos para os produtores rurais foram pautas de Vilmar e Ítalo com secretário estadual da Agricultura

Mesmo sabedores de que as questões hídricas são de responsabilidade direta do governo federal via ministério da Integração Nacional que tem como gerenciadora, a Agência Nacional de Águas (ANA), sendo o governo estadual co-responsável, Vilmar Cappellaro e Ítalo de Vilma, prefeito e vice eleitos, da cidade de Lagoa Grande (PE), no Vale do São Francisco, estiveram reunidos esta semana com o secretário estadual da Agricultura, Nilton Mota, onde alertaram sobre o grave problema da seca na região e a falta do matadouro público na cidade.

“Alertamos mais uma vez ao governo de que sem o bem mais precioso, á água, nada se faz. Precisamos juntos, encontrar caminhos para levar água até as famílias e aos produtores. Principalmente das regiões sequeiras. Precisamos também resolver urgentemente sobre a regularização e operação do matadouro municipal. Este serviço é fundamental para a geração de renda dos marchantes além de ser um instrumento de saúde pública. Conversamos também com Nilton Mota, sobre o fortalecimento de ações para os pequenos produtores rurais e o secretário se mostrou bastante disposto a nos ajudar nestas ações que são emergenciais para a cidade”, declarou o novo Prefeito Cappellaro.

LEIA MAIS

Prefeitura de Juazeiro inaugura nova sede da Casa do Bolsa Família

Em parceria com o governo federal, o município também adquiriu um novo veículo que irá auxiliar nas atividades do programa. (Foto: ASCOM)

Dentro da agenda do ‘Toda Sexta tem Obra’ o Prefeito de Juazeiro (BA), Isaac Carvalho, inaugurou, na manhã desta sexta-feira (9), na Praça da Misericórdia, a nova sede do Centro Integrado de Desenvolvimento Social, mais conhecido como Casa do Bolsa Família, e contou com a presença do vice-prefeito, Francisco Oliveira, secretários municipais, vereadores, assessores, membros da sociedade civil e da vice-prefeita eleita, Dulce Ribeiro. O equipamento é de responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento e Igualdade Social.

Jussara Rego é a Gestora do programa em Juazeiro e relatou sobre a necessidade da nova sede. “O espaço onde antes funcionava a Casa não oferecia conforto algum aos funcionários e nem aos beneficiários. Agora não, agora as pessoas terão melhores condições de trabalho e a produção será maior. Estamos aqui para contribuir e foi o prefeito Isaac quem nos ensinou que temos que dar uma condição melhor aos nossos trabalhadores e atender melhor a população de Juazeiro”, disse Jussara.

O Presidente da Confederação das Associações de Moradores, Chico Bito, também estava presente na inauguração. “Agradecemos pela inauguração de mais um local que vai ajudar as pessoas que mais precisam. Presencio essa inauguração como um grande passo em benefício dos que mais precisam, parabenizo o prefeito por isso”, reconheceu.

LEIA MAIS

Vereadora Maria Elena critica o prefeito Júlio Lossio por dificultar transição de governo com omissão de informações

whatsapp-image-2016-12-08-at-12-11-06 Maria Helena

A vereadora afirmou que Júlio deveria aceitar a derrota e pensar mais na cidade. (Foto: blog Waldiney Passos)

A vereadora Maria Elena comentou, nesta quinta-feira (8), durante a sessão ordinária na Câmara de Vereadores de Petrolina, a situação e as dificuldades impostas pelo prefeito Júlio Lossio e sua equipe no processo de transição de governo. A prefeitura havia emitido uma nota contestando as alegações do grupo de Miguel que criticava alguns pontos no processo como desrespeito ao prazo de entrega de documentos e informações sobre o programa “Nova Semente”.

Em sua fala, Maria Helena disse estar desapontada com o comportamento de Júlio e do seu grupo, pois, segundo a vereadora, há dificuldade até na obtenção das informações mais básicas do governo. Além disso, a vereadora questionou o fato da prefeitura afirmar que não existe demanda reprimida na saúde.

“Há oito dias eu estive com Geraldo Júlio e ele me falava justamente sobre a nota emitida por Júlio Lossio. Eu tentei acreditar, porque num primeiro momento houve aquela civilidade toda do recebimento e acolhimento de Júlio com Miguel. Mas depois eu procurei a equipe de Miguel e eles, independente dessa nota, começaram a me passar as dificuldades. Por exemplo, caso qualquer pessoa da população procure a relação dos 13 mil contratos que estão a serem concluídos, a equipe de Miguel ainda não recebeu. Se vocês procurarem qual é a demanda reprimida da Secretaria da Saúde, vocês vão obter a resposta de que não há essa demanda. E aqui eu deixo uma pergunta no ar: será que é verdade ou será que só eu sou procurada por dezenas de pessoas, assim com os outros vereadores, que dependem de um exame de alta e média complexidade? Isso é a maior mentira, afirmar que não existe demanda reprimida”, afirmou.

A parlamentar relembrou os depoimentos do prefeito de Petrolina, nos quais ele afirmava que o processo de transição seria pacífico e bem conduzido, e criticou a forma com que Júlio vem conduzindo o processo. Ela afirmou que a população deve ficar a par desses fatos e entender que Miguel pode passar por sérias dificuldades devido à falta de clareza da equipe de Lossio.

whatsapp-image-2016-12-08-at-12-11-06-1 Maria Helena“Como é que um prefeito vai trabalhar sem essas informações? Tem requerimentos a partir do dia 13 de outubro que ainda não foram respondidos. Essa parte dos contratos é sério. Como a prefeitura vai se programar com relação ao que falta a pagar? Como ele vai se planejar se não sabe nem quanto a prefeitura deve? As informações têm que ser claras. Houve o compromisso de Júlio Lossio de facilitar de fazer uma transição pacífica, pautada no sentimento coletivo, republicano, para criar condição para o próximo prefeito trabalhar, mas, lamentavelmente, isso não está acontecendo. O prefeito fica brincando, quando ele não quer admitir alguma coisa, ele cria aquelas brincadeiras para ficar o grito parado no ar. Eu procurei a equipe de Miguel e eles me passaram todas as dificuldades que estão sendo enfrentadas nessa transição. É necessário que a população fique sabendo a dificuldade que Miguel vai enfrentar pela falta de clareza nas informações da equipe de Júlio”, alertou.

Questionada sobre as promessas de Miguel na campanha e a possível dificuldade que ele pode enfrentar diante desses obstáculos em obter informações claras da equipe de transição de Lossio, a vereadora foi enfática e afirmou que Júlio deveria aceitar a derrota e pensar mais na cidade.

“Não está nada claro! Quem são os prestadores de serviço para continuar o serviço? Não sabe! Por exemplo, as contas a pagar, ninguém sabe de nada. As informações vieram num patamar de 5 a 10%. Ora, se você quer sair com dignidade da prefeitura, tem que aceitar a derrota na eleição, mas não pode querer ser um empecilho para engessar a prefeitura. Eu imaginei que Júlio Lossio fosse mais do que tudo isso. Em Petrolina não cabe mais esse tipo de comportamento. Meu palanque é desmontado no momento que acaba a eleição e eu penso em Petrolina”.

Maria ElenaNo final da sua fala, Maria Elena fez um apelo ao prefeito para que ele converse com sua equipe e melhore o trabalho realizado para a transição de governo. A vereadora afirmou ainda que por trás dessas dificuldades há a intenção de prejudicar o governo de Miguel.

“Quero fazer um apelo ao prefeito. Civilizadamente, ainda estamos no dia 8 de dezembro, pelo povo que elegeu ele, por Petrolina, que ele converse com a equipe. O que ele e a equipe dele deve saber é que ninguém vai mudar a realidade ou enfeitar só para agradar a ele. A verdade nua e crua é que as informações não estão chegando e a prefeitura está em maus lençóis. O que existe por baixo de tudo isso é uma intenção muito clara de criar dificuldades seríssimas para os primeiros anos de governo de Miguel, omitindo as principais informações da realidade da prefeitura de Petrolina com relação a saúde, educação”.

Maria Elena falou ainda sobre a polêmica votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), que foi aprovada por unanimidade e com o percentual de remanejamento no valor 40% para Miguel.

“Ele pode muito bem se perguntar porque não recebeu 40%, só 20%. E eu quero responder a ele que a equipe dele não foi eficiente, porque eu, por exemplo, não teria nenhuma dificuldade em ter votado. Agora a equipe dele esqueceu de estudar que isso podia, que outros prefeitos já conseguiram exercer o mandato com 40%”.

Prefeito de Juazeiro participa de audiência pública do Senado Federal sobre Seguro Rural

(Foto: ASCOM)

(Foto: ASCOM)

O prefeito Isaac Carvalho participou, na tarde desta sexta-feira (18), no Grande Hotel de Juazeiro, de uma audiência pública promovida pelo Senado federal, em Juazeiro (BA), para tratar de temas como Seguro Rural e a Lei que aplica a renegociação de dívidas de produtores. O evento reuniu produtores, instituições financeiras e teve os trabalhos conduzidos pelo senador pela Bahia, Roberto Muniz.

A reunião faz parte do ciclo de debates e palestras da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA)  referente ao processo de avaliação da Política Pública de Seguro Rural.  Foram dirimidas dúvidas sobre as possibilidades para melhor utilização de seguros como Garantia Safra e que outras modalidades possam contemplar produtores da área irrigada e da agricultura Familiar. “Agradeço ao prefeito Isaac  e a toda sua equipe pelo apoio na realização do evento, com mobilização e estrutura. Aqui, pudemos discutir a política de seguro rural e também sobre a lei de renegociação com o ‘Brasil real’. E Juazeiro é o melhor lugar para iniciarmos esta discussão”, declarou o senador Roberto Muniz.

LEIA MAIS

Segundo equipe de Julio Lossio, documentação do VLT será entregue a Miguel com mais de R$ 100 milhões para obra

04A gestão do prefeito de Petrolina, Julio Lossio, por meio da comissão de transição, entregou para membros da equipe de transição do prefeito eleito, Miguel Coelho, nesta sexta-feira (18), dados e documentos referentes as obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos).

De acordo com Rogério Valença, gestor de projetos especiais da prefeitura e responsável pelo VLT, foram transmitidas todas as informações necessárias para a conclusão de processos que envolvem  a licitação para contratação da empresa que executará a obra e finalização de trâmites que foram iniciados pela atual gestão.

LEIA MAIS