Julianeli e Telio encabeçam listas tríplices para reitor e vice-reitor da Univasf

????????????????????????????????????

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Conuni-Univasf), órgão máximo da instituição, referendou na tarde da sexta-feira

(4), em sessão extraordinária, o resultado da Pesquisa Eleitoral Informal 2015, na qual foram eleitos os atuais dirigentes Julianeli Tolentino de Lima e Telio Nobre Leite, respectivamente, para os cargos de reitor e vice-reitor. Os conselheiros definiram em voto uninominal e aberto os nomes dos indicados ao próximo Reitorado.

O ato conclui, no âmbito da instituição, o processo eleitoral para o mandato 2016-2020. Na lista tríplice homologada pelo Conuni que será encaminhada ao Ministério da Educação (MEC), Julianeli Tolentino é o primeiro indicado para o cargo de reitor, e na segunda e terceira posições, os professores Mário de Miranda e Lucia Marisy, escolhidos pelo Conselho. O documento será submetido à Presidência da Republica, a quem compete à nomeação. O atual mandato encerra no dia 9 de fevereiro de 2016.

Na Univasf, a Decisão Conuni 99/2015, viabilizou a realização de consulta prévia à comunidade interna. A decisão também delegou à chapa vencedora, a indicação dos nomes para composição das listas tríplices. Para a Vice-reitoria, além de Telio Leite que aparece em primeira posição, também foram indicados os professores Leonardo Cavalcanti e Marcelo Ribeiro.

Na pesquisa junto à comunidade acadêmica, no último dia 23 de novembro, Julianeli Tolentino e Telio Leite obtiveram mais de 53% dos votos. Foram consultados quase quatro mil estudantes, professores e técnicos-administrativos dos seis campi, localizados nas cidades de Petrolina (PE), Juazeiro, Senhor do Bonfim e Paulo Afonso, na Bahia, e São Raimundo Nonato (PI). (Asscom)

Médicos das Unidades Básicas de Saúde participam de especialização na Univasf

Médicos das UBS reunidos na Univasf

                                                           Médicos das UBS reunidos na Univasf

Os profissionais de medicina da rede de Atenção Básica de Petrolina, Juazeiro e Paulo Afonso, participaram na quarta-feira, (02), na Univasf campus Petrolina, de mais uma etapa do Curso de Especialização em Preceptoria de Residências Médicas. O curso é uma parceria entre o Ministério da Saúde e o Hospital Sírio-Libanês.

De acordo com os organizadores, a ação objetiva qualificar preceptores para melhor formação dos profissionais de medicina que já atuam, ou passarão a atuar na rede de saúde daqueles municípios referidos.

Petrolina conta hoje com um dos maiores programas de Residência em Medicina de Família e a perspectiva é de ampliação, nos próximos anos, para as cidades de Juazeiro e Paulo Afonso, ambas na Bahia.

Para o Coordenador da Residência em Medicina de Família e Comunidade (MFC) da Univasf, o Professor Aristóteles Cardona Júnior, o curso é de fundamental importância. “Este curso, que é fruto da parceria entre o Ministério da Saúde e o Hospital Sírio-Libanês, conta com forte apoio da Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina e da Univasf. A tendência é que os resultados comecem a aparecer em pouco tempo, com a qualificação cada vez maior da formação dos futuros profissionais que atuam na Atenção Básica destes municípios”, disse ele.

Para o Residente em MFC da Univasf, Flávio Arcângelis, “esta é uma oportunidade única de aprofundar os nossos conhecimentos em preceptoria, pois além de atender bem a população do município, temos compromisso com a formação dos futuros profissionais de medicina que irão trabalhar na região”.

O Curso acontece com etapas mensais e deverá ter continuidade em 2016.

Residência de Medicina de Família e Comunidade

Hoje o Programa de Residência Médica em MFC da Univasf acontece a partir de uma importante parceira com o município de Petrolina e está entre os principais programas de Residência do país. Espera-se para o mês de dezembro o lançamento do edital para os profissionais que desejam ingressar no Programa no ano de 2016.

A novidade deste ano pode ser o lançamento de vagas também para o município de Paulo Afonso, na Bahia.

Outras informações no site da Univasf (www.univasf.edu.br), ou pelo email: [email protected]

 

Senador Otto Alencar vem a Juazeiro falar sobre as condições do velho Chico

Preservação do Velho Chico em pauta

Senador Otto Alencar

Está marcado para sexta-feira (04), a partir das 9h da manhã na Câmara de Vereadores de Juazeiro o debate conversando com o Senador Otto Alencar. A pauta versará temas como: realidade do Rio São Francisco e Crise Hídrica.

De acordo com a organização do encontro, estão confirmadas as presenças de deputados federais e estaduais como também de prefeitos das cidades ribeirinhas.

Juazeiro prepara 1ª Cantata Natalina ‘Meu Presente de Natal’

Natal 2015

Nos dias 10, 17 e 22 de dezembro, a terra da bolsa nova, Juazeiro (BA), realizará a 1ª Cantata Natalina, ‘Meu Presente de Natal’. Segundo a prefeitura  o objetivo é resgatar as tradições natalinas. Música, teatro e dança integram a programação do evento gratuito.

A primeira apresentação do evento vai acontecer no dia 10 de dezembro, às 19h, no Centro de Cultura João Gilberto, bairro atrás da banca. No dia 17 será a vez do Coral das Crianças das Escolas da Rede Municipal, que terá como cenário as janelas do Paço Municipal, e o repertório de músicas natalinas, a partir das 17h30.

Segundo a Superintendência de Gestão da Secretaria de Educação (SEDUC), o coral é composto por 400 crianças de 14 Escolas da Rede Municipal, que participam das oficinas de Canto Coral, Teatro e Dança do Programa Mais Educação.

A 1º Cantata finalizará a programação artística e cultural na Barca Nina, no ponto das barquinhas, Orla Fluvial, com a apresentação do Coral, a partir das 17h30.

 

Acusados de arrombar fórum de Remanso são presos pela PM da Bahia

Acusados de crimes no N10

Dois homens foram presos na noite desta segunda-feira (1º), acusados de arrombar o fórum de justiça da cidade de Remanso (BA), a Polícia Militar informou que os meliantes (foto) são moradores do projeto de irrigação Senador Nilo Coelho o (N10). Eles não tiveram os nomes revelados.

Ainda de acordo com a PM armas e drogas foram encontradas com os suspeitos que após serem ouvidos pelo delegado de polícia foram conduzidos para o presidio municipal de Juazeiro, onde estão a disposição da justiça.

Armas e drogas dos meninos do n10

Grandes nomes da música instrumental regional se apresentam em festival em Juazeiro

fexstinstruSerá realizado, no dia 12 de dezembro, o I Festival de Música Instrumental do Vale do São Francisco. O evento, que conta com o apoio da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) e da Prefeitura Municipal de Juazeiro, às 19h, na Orla de Juazeiro, Bahia, no antigo espaço do Vaporzinho.

A programação do festival traz o guitarrista e produtor musical Luciano Magno como a principal atração. O músico, radicado em Recife, capita pernambucana, é conhecido no cenário brasileiro com um dos principais nomes da guitarra com ênfase no frevo, no samba, na bossa, no choro e no baião, apresentando-se em países como Portugal, Espanha, França, Alemanha e Estados Unidos. Requisitado em estúdios, gravou com Dominguinhos, Sivuca, Naná Vasconcelos, Heraldo do Monte, Alcimar Monteiro e Geraldo Azevedo.

Haverá, ainda, apresentações de Soneca Martins, músico juazeirense que atuou com Ivete Sangalo, Sarajane, Banda Mel e artistas no Japão; da Juazzera4, quarteto de jazz e música brasileira que conta com o baixista Marcos Brasil, o tecladista Jhon Oliveira Teclas e o baterista Fernando Nunes; e do cantor, compositor e instrumentista Tico Seixas, cujo show terá a participação do guitarrista Wilker Alves.

O guitarrista e violonista Edésio César, que ficou em 2º lugar num concurso nacional de guitarra, além de ser mais uma das atrações, é o idealizador do festival. Segundo ele, a região do Vale do São Francisco é um celeiro de artistas consagrados da música popular brasileira e de novos talentos da música instrumental. “Juazeiro e Petrolina abarcam admiráveis produções musicais vindas de novas fontes da cultura ribeirinha. E isso contribui para a relevância desta iniciativa, que levará arte instrumental ao povo sãofranciscano”, explica. (Ascom)

Coletivo Abordagem Teatral realiza workshop gratuito em Juazeiro

12246866_1631140117145893_3265319197636112078_n (1)

O workshop de férias será realizado gratuitamente no Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro, Bahia, entre os dias 02 e 07 de dezembro. O projeto é uma realização do Coletivo Abordagem Teatral.

As inscrições já estão sendo realizadas através de um processo simples. Os interessados devem acessar a página do Coletivo no Facebook   e deixar no bate-papo as seguintes informações: 1- Nome completo, 2-Data de nascimento, 3-Telefone, 4-E-mail.

O grupo realiza há quase dez anos  um trabalho na área da pesquisa,  englobando exercícios do teatro orgânico, da linguagem regional, da música e muito mais. O Coletivo Abordagem Teatral, agora passa esse conhecimentos para jovens e adultos da região gratuitamente.

Durante 16 horas/aula, os participantes vão ter a oportunidade participar de exercícios e estudos sobre a INTERPRETAÇÃO ORGÂNICA, A AÇÃO COMO ESTÍMULO CRIATIVO”. As oficinas serão ministradas pelo ator e diretor Elder Ferrari (DRT: 3032/BA.).

Ao fim do Workshop, todos os participantes vão receber certificados de participação com a carga de 16 horas/aula. O primeiro encontro será na próxima quarta-feira (02/12), as 19h, no Centro de Cultura João Gilberto.

 

“Tem vereador que não considera importante água para o interior”, afirma Agnaldo Meira

Agnaldo Meira (PC do B) Juazeiro

O vereador Agnaldo Meira (PC do B) de Juazeiro(BA), não se conteve com a insensibilidade e o pouco conhecimento de colegas da oposição que na última semana tem voltado suas críticas à perfuração de poços artesianos no interior e climatização de escolas nos distritos.

 

“Por incrível que pareça, tem gente que chegou a dizer que não precisa de poço artesiano! Mas, quem sabe a situação é quem está indo na cacimba, procurar uma água e não tem água e tem de entrar numa fila” – referindo-se à velha política do carro pipa.

 

Curso gratuito do Sebrae orienta empreendedores a vender para órgãos públicos

Os empreendedores que querem expandir os negócios e vender seus produtos ou serviços para a união, estados ou municípios podem buscar orientações no curso Compras Governamentais PAA/PNAE, que será realizado gratuitamente no Sebrae, em Paulo Afonso, nos dias 1º e 2 de dezembro, das 8h às 17h.

O curso é direcionando para microempreendedores individuais (MEI), além de proprietários de micro e pequenas empresas que já participam de licitações do governo e aqueles com potencial de venda. As vagas são limitadas e os interessados podem se inscrever na sede do Sebrae Paulo Afonso, na Rua São Francisco, nº 233, Centro, ou pelo telefone (75) 3281 4333.

 

PAA/PNAE

A aprovação da Lei n.º 10.696/03 criou o Programa de Aquisição de Alimentação (PAA), cujo objetivo é promover o acesso de alimentos às populações em situação de insegurança alimentar, além da inclusão social e econômica no campo, por meio do fortalecimento da agricultura familiar. Já o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), criado pela Lei 11.947/09, tem o objetivo oferecer alimentação saudável aos estudantes das escolas públicas de todo Brasil.

 

 

Em pronunciamento, Tenente-Coronel Neves afirma que o caso de agressão ao professor da Univasf está sob investigação

TEN CEL Neves

O Subcomandante do Policiamento do Comando Policial da Região Norte, em Juazeiro, Bahia, Tenente-coronel Carlos Alberto Neves, se pronunciou nesta segunda-feira (30) sobre o caso de agressão ao professor da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf).

Segundo ele, o caso está sob investigação. “O caso está em apuração a partir do momento que tomamos conhecimento. Se realmente aconteceu como está sendo divulgado, a gente lamenta o caso. Designamos a Corregedoria do Comando Regional para apurar. Nossos policiais não são treinados para ter esse tipo de comportamento. Pelo contrário, o cidadão tem que ser tratado com todo o respeito. A princípio, a nossa atitude é de mandar apurar o que aconteceu e depois da apuração, aqueles que forem os responsáveis, pagarão no limite de sua participação. ” Disse.

O professor doutor da Univasf, Nilton de Almeida, teria sido agredido no último sábado (28) por policiais militares no bairro Alto do Cruzeiro, próximo onde reside. Segundo relato ao Blog, os policiais teriam o agredido físico e verbalmente, não dando a ele, oportunidade de se identificar, mesmo sem ter resistido a abordagem.

Confira a matéria completa sobre o caso no link.

Workshop sobre educação contextualizada no semiárido está com inscrições abertas

O 5º Workshop Nacional de Educação Contextualizada e a 3ª Sessão Especial do Núcleo de Estudos e Pesquisa em Educação Contextualizada (NEPECSAB), que nesta edição traz o tema Decolonialidade e Territórios de Autonomia, acontece entre os dias 9 e 11 de dezembro no Departamento de Ciências Humanas (DCH) da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), em Juazeiro, região Norte do Estado. As inscrições continuam abertas para ouvintes até o dia 09 de dezembro, condicionadas a disponibilidade de vagas. O valor da taxa varia entre R$40 e R$60.
O evento é promovido em parceria com o Programa de Pós-graduação Mestrado em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos (PPGESA) do DCH, NEPEC-SAB e o Projeto Reflexão dos Referenciais da Educação Contextualizada. De acordo com a comissão organizadora, a iniciativa faz parte da trajetória de estudos e pesquisas destas instâncias que buscam afirmar a necessidade de uma educação contextualizada e de colonial como estratégia de fortalecimento dos territórios de autonomia e de resistência.
A programação conta com mesas redondas, sessões coordenadas, sessões especiais e grupos de trabalhos envolvendo teóricos, pesquisadores, estudantes de graduação, de pós-graduação, dos centros e núcleos escolares e não escolares que estão atuando com pesquisas e metodologias fundamentadas nas categorias Contextualidade, Territorialidades, Interculturalidades e Educomunicação.
A proposta do evento é problematizar questões emergentes voltadas a Educação Contextualizada para a Convivência com o Semiárido Brasileiro. Mais informações disponíveis no site.

“Levei tapa, fui algemado, posto no camburão e levado para a delegacia”, afirma professor da Univasf agredido por PM

Professor Nilton Univasf 2

O Professor e doutor em história pela (UEFS) Nilton de Almeida, que integra o quadro de educadores da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) afirma ter sido abordado de forma violenta por policias militares. O caso aconteceu no final de semana em Juazeiro (BA). Abalado e se recompondo do trauma moral ele concedeu entrevista ao nosso blog sobre o ocorrido.

Segundo Almeida, às 10h da manhã do sábado (28), quando saía de casa,  e se deslocando ao dentista, marcado para 10h15, no caminho próximo a sua residência, virando a Rua 2 que dar acesso a rua 1 do bairro alto do Cruzeiro em Juazeiro, uma viatura da PM-BA, havia dado ordem para que o Professor parasse sua moto. Os militares estavam em uma calçada próximo da escola Municipal José Padilha de Souza. “Parei! Antes de tirar o capacete para que eles vissem meu rosto, ouvir outra ordem. Ponha suas mãos na cabeça! [disse o PM], pus. Começaram a me revistar. Completamente. Meus pertences foram jogados no chão. Chave, carteira, mp4, documentos da moto. Não resisti! Então, no processo de revista, um dos policiais militares segurava com uma das mãos, firmemente, minhas mãos. Primeiro junto à cabeça, depois fora da cabeça, do lado esquerdo. Segurando firme”, disse o professor Nilton de Almeida.

De acordo com o educador em meios aos argumentos da PM baiana em plena manhã de um sol escaldante o pior estava por vim: “Terminada a revista, comecei a recolher meus pertences no chão. – Cadê o documento da moto?, pergunta o policial. Respondi, estão aqui. E entrego. “Epa, sua licença aqui é de 2013!”, expliquei que estava pago, e disse que o recibo de 2015 estava na bolsa”. Ouvir então ele dizer que a moto estava apreendida. Tentei argumentar: Minha casa é logo ali, aquela amarela de andar, apontei para a minha residência”.

Nilton completou ainda que, tentou recomeçar um argumento com a PM, mas ao dizer bom dia, “levei um tapa no rosto tão rápido que meus óculos ficaram fora de lugar. Mantive a cabeça erguida. Muito erguida. Voz de prisão. Cabeça erguida. Algema. Cabeça erguida. Antes de o camburão chegar, com as mãos algemadas, pedi para um dos policiais, que pegasse na minha carteira um documento branco. Era minha identificação profissional da Universidade Federal do Vale do São Francisco. Fui posto no camburão”. Explicou o professor Universitário.

No domingo Nilton de Almeida foi convidado pelo Comando da CPRN para ir à corregedoria da corporação na segunda-feira (30), mas já pensava em dar início a um processo administrativo, e contribuir para que na polícia apenas a conduta legal prevaleça. O doutor em história revelou que também pretende buscar o Ministério Público. Pois, “Eu, como servidor público, civil, agredido por outro servidor público, militar, não posso ser conivente com tal tipo de procedimento”, pontuou.

Em solidariedade, alunos, amigos e colegas de trabalho postaram dezenas de mensagens de apoio ao Professor Nilton, entre elas destaque para a nota postada na pagina pessoal do reitor da Univasf Julianeli Tolentino que se segue nas próximas linhas abaixo.

“Infelizmente, uma triste ironia que, mais uma vez, nos deixa decepcionados com a sociedade em que vivemos! com a falta de amor, tolerância, respeito ao próximo! O nosso REPÚDIO a mais esse fato estarrecedor e que atinge frontalmente a Univasf através desse ato covarde, de puro racismo, ao nosso grande e respeitado Professor Nilton de Almeida Araújo e o pior, vindo de quem deveria nos dar proteção, segurança!

A comunidade acadêmica da Univasf não se omitirá diante de tão absurdo e abominável fato que, infelizmente, atinge, diariamente, milhares de “Niltons” em Juazeiro, Petrolina, em toda a nossa região e no Brasil!

O racismo pode não passar! Nem os racistas passarão! Mas nós continuaremos atentos e diligentes na luta para que tais atitudes sejam repreendidas com vigor, combatendo o racismo e a desigualdade no nosso país!”[email protected] estamos contigo Nilton De Almeida Araújo!, Escreveu o reitor da Univasf, Julianeli Tolentino.

Até o fim dessa reportagem não conseguimos ouvir o comando da PM em Juazeiro, no decorrer do dia continuaremos tentando a resposta da versão militar, sobre o caso.

“A oposição Joga para platéia”, afirma vereador Juazeirense

Ver.-Anderson.-Juá

As últimas declarações  dos vereadores que integram o bloco de oposição em Juazeiro(BA), sobre a ausência de obras em distritos de Juazeiro e as deficiências na saúde, não foram bem digeridas pelo vereador Anderson da Iluminação, PP,  em seu discurso durante sessão itinerante da Câmara realizada na noite da quinta-feira (26), no Parque Lagoa de Calú, o vereador taxou de equivocadas tais declarações dos colegas de parlamento.

“Tem vereador que vai à imprensa, porque sente pouca atenção nas suas bases políticas, para falar de problemas nas suas comunidades. Jogam para a platéia, tentando chamar atenção e acabam falando sobre o que nem conhecem. Vou dar um exemplo: Em Juremal há vários beneficiados com o Garantia Safra. Lá foi realizada pela primeira vez, uma Feira de Caprinos e Ovinos, e agora em dezembro será realizado o 1º Festival do Doce de Leite. É pouco? – indagou e responde – “Pode ser pouco, mas é importante porque mostra o interesse do Prefeito na valorização das pessoas da comunidade e no respeito ao que produzem e criam”.

“A Vereadora [Neguinha da Santa Casa]  não sabia que o SAAE neste ano colocou hidrômetros em todas as casas da sede do Distrito e, a partir de então, não falta água para a população de Juremal. A escola está climatizada e a estrada de Juremal a Poções foi patrolada. A vereadora não sabe, mas desde 2014 tem uma antena telefônica que possibilita comunicação de Juremal com o mundo. E dois Sistemas de Abastecimento de Água foram inaugurados. Jogar para a platéia sem conhecer não dá”.

Por fim, o vereador do partido progressista ressaltou que “Compromisso se faz é com trabalho!”  , e acrescentou: “há carências, mas muitos avanços. O que não pode é criticar por criticar, jogar para a platéia e não mover um dedo para melhorar a vida das pessoas que representam”. Desabafou o vereador Anderson da Iluminação.

Mudanças climáticas é tema de palestra na Univasf nesta sexta

mudança climática

Será realizado nesta sexta-feira (27), na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), colóquio sobre “Mudanças Climáticas: Mitos e Verdades”, a ser ministrado pelo professor do Colegiado de Engenharia Agrícola Mário de Miranda. O colóquio acontece a partir das 16h, na Sala do Núcleo Temático (sala 28), no Campus Juazeiro (BA). O evento é aberto ao público.

No colóquio, o palestrante irá mostrar que as variações climáticas ocorreram em diferentes períodos da humanidade. Também discutirá os problemas do Semiárido em relação à seca. “Fala-se muito em mudanças climáticas de forma sempre negativa. Isso não é sempre verdade. Vamos tratar desse assunto e discutir o que é verdade e o que é mito nesta área”, diz o professor Mário de Miranda sobre o tema da palestra.

O evento integra o projeto de extensão “Colóquios na Univasf”, coordenado pelo professor do Colegiado de Engenharia Elétrica e pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Helinando de Oliveira. A iniciativa tem como objetivo trazer profissionais e docentes de diversas instituições para falar sobre avanços em ciência e tecnologia. (Ascom Univasf)

Justiça ver legalidade na atuação de empresa licitada para o concurso da prefeitura de Juazeiro

Justiça libera concurso publico em Juazeiro.BA

A 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Juazeiro revogou a liminar concedida à empresa Instituto Cidades – Centro Integrado de Desenvolvimento Administrativo, Estatístico e Social negando a segurança pleiteada contra a AOCP que venceu a licitação para realização de concurso público da Prefeitura de Juazeiro.

A decisão é do Juiz José Goes Silva Filho e aconteceu no dia 27 de outubro de 2015, porém só agora encaminhada às partes interessadas, prefeitura e o Instituto Cidades.

Para o magistrado “o impetrante [Instituto Cidades] equivoca-se ao afirmar que a empresa AOCP não procedeu com o registro de seu balanço financeiro perante a Junta Comercial, pois os documentos de folhas 91 à 100, juntos pelo impetrado, atestam que a empresa está regularmente inscrita e a documentação devidamente autenticada na Junta Comercial do Paraná.

Sem maiores delongas, não há ilegalidade apontada pelo impetrante, portanto, não há segurança a ser mantida/concedida por este juízo.

Ante o exposto, REVOGO a liminar concedida e DENEGO a segurança pleiteada, devendo o processo licitatório prosseguir normalmente, dentro dos trâmites e extingo o processo nos termos do artigo 269, I do CPC” conclui Dr. José Goes Silva Filho.

Até agora a Prefeitura de Juazeiro, não se manifestou sobre a decisão e nem sobre quando retomará o processo licitatório.