Após colega ser esfaqueado, motoristas de aplicativo fazem manifestação em Petrolina

Grupo se reuniu na frente da Uber, em Petrolina (Foto: Wanderley Alves/Petrolina em Destaque)

Um grupo formado por dezenas de motoristas de aplicativo se reuniu na sede da Uber em Petrolina na manhã dessa quinta-feira (16), para cobrar mais segurança aos profissionais. A manifestação acontece um dia depois de um profissional da empresa sofrer uma tentativa de latrocínio, na noite de ontem (15), na cidade de Juazeiro (BA).

LEIA TAMBÉM

Uber é esfaqueado e tem carro roubado em Juazeiro

O condutor foi esfaqueado e ainda teve seu carro incendiado. De Petrolina o grupo seguiu pela Ponte Presidente Dutra, sentido a Juazeiro onde está nesse momento em frente à Delegacia da Polícia Civil baiana. Eles querem agilidade na investigação do caso.

Na próxima quarta-feira (22), o grupo promoverá outra manifestação, dessa vez no Parque Municipal Josepha Coelho, em Petrolina, a partir das 7h.

Polícia Militar de Pernambuco confirma prisões realizadas durante protesto de familiares de jovens desaparecidos

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Após a divulgação da notícia sobre a prisão do irmão de um dos jovens desaparecidos em Petrolina (PE), durante protesto no bairro José e Maria, o Blog Waldiney Passos entrou em contato com a Polícia Militar de Pernambuco para confirmar a veracidade da informação, bem como saber mais detalhes da ocorrência.

LEIA TAMBÉM

Protesto de familiares de jovens desparecidos termina em tumulto no José e Maria

Em nota enviada há pouco, a PM-PE confirmou duas prisões e a apreensão de um menor, realizadas durante o protesto de familiares de Matheus dos Santos e Lucas Levi, desaparecidos desde o último sábado (11). Contudo, a Polícia não revelou a identidade dos detidos, nem confirmou se algum deles é irmão de um dos jovens.

“A Polícia Militar informa que policiais militares do 5º BPM prederam, por volta das 14h, dois homens e apreenderam um menor, por provocar tumulto durante um protesto na avenida Francisco Coelho de Amorim, no bairro José Maria. Eles foram conduzidos para DP para serem adotadas as medidas cabíveis”, diz a  nota.

Protesto de familiares de jovens desparecidos termina em tumulto no José e Maria

(Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Um protesto feito pelas famílias e amigos de Matheus dos Santos, de 17 anos, e Lucas Levi, de 20 anos, desaparecidos desde o último sábado (11), no bairro Mandacaru 2, em Petrolina (PE), terminou em tumulto, no fina da manhã desta quarta-feira (15).

LEIA TAMBÉM

Familiares fazem ato cobrando informações sobre jovens desaparecidos no Mandacaru 2

Em resposta a mãe de jovem desaparecido, 2º BIEsp afirma ter aberto procedimento interno para averiguar abordagem policial no Mandacaru 2

Os manifestantes que pedem justiça pelo desaparecimento dos dois jovens, saíram em caminhada da Câmara de Vereadores de Petrolina em direção ao bairro José e Maria, onde mora a família de um dos desaparecidos. No referido bairro, houve tumulto entre os manifestantes e a Polícia, como contam testemunhas que estiveram no local.

LEIA MAIS

Familiares fazem ato cobrando informações sobre jovens desaparecidos no Mandacaru 2

Jovens estão desaparecidos desde o dia 11 de janeiro (Foto: Wanderley Alves/Cortesia)

Os amigos Matheus dos Santos, de 17 anos, e Lucas Levi, de 20, desapareceram no sábado (11), no bairro Mandacaru 2, em Petrolina. Segundo Elizete dos Santos, mãe de Matheus, moradores relataram que os jovens foram vistos pela última vez entrando em uma viatura do 2º Batalhão Integrado Especializado (BIEsp), desde então as famílias buscam por informações sobre os dois.

Eles foram vistos pela última vez no dia 11 de janeiro

As famílias se reuniram nessa quarta-feira (15) em frente à Câmara de Vereadores de Petrolina para cobrar Justiça pelos jovens. “As últimas informações que tenho deles é quando a BIEsp enquadrou os dois e desapareceu com os dois. Abordaram, botaram no carro e até hoje não apareceu em delegacia, IML e em lugar nenhum”, relatou Elizete.

Segundo Elizete, ela já ouvi ameaças de que quando o filho completasse 18 anos seria “colocado na prisão perpétua”. Apesar da angústia, ela acredita que Matheus será encontrado bem. “Como mãe meu coração diz que ele tá vivo, mas eu quero uma resposta de vivo ou de morto“, afirmou.

LEIA MAIS

Grupo faz manifestação em frente a Prefeitura de Juazeiro contra fechamento de unidade escolar em Itamotinga

Alunos, pais dos estudantes e professores fizeram, na sexta-feira (10), uma manifestação em frente ao Paço Municipal, em Juazeiro (BA) para cobrar um posicionamento sobre o fechamento da Escola Coração de Jesus, localizada no Distrito de Itamotinga.

O grupo foi recebido pelo prefeito Paulo Bomfim (PCdoB) e uma nova reunião na comunidade deve definir as mudanças, já que a unidade foi fechada por problemas na sua estrutura. “O prefeito recebeu eles e ficou marcado uma reunião na segunda-feira para ver o que pode ser feito. Depois foi recebido de outra escola estadual onde foi discutido o que iria fazer e uma nova reunião”, relatou o leitor Felipe Juliano que acompanhou a mobilização.

Veja a seguir um vídeo da manifestação pacífica:

Nosso foco foi e sempre será a educação, mas precisamos ter uma estrutura de qualidade e sem risco para as crianças e profissionais. Estou à disposição para ir até a comunidade conversar com todos e resolvermos da melhor maneira possível”, disse o prefeito após o encontro.

Além dos estudantes municipais, Bomfim também se sentou com um grupo da Escola Estadual Dom Avelar Brandão Vilela, pois agora as unidades do Governo do Estado serão municipalizadas. A secretaria de Educação (SEDUC) já está promovendo debates com os professores sobre as mudanças.

Caso Beatriz: há quatro anos sem solução, grupo realiza manifestação em busca de justiça

O caso completa quatro anos nesta terça-feira (10). (Foto: Blog Waldiney Passos)

Nesta terça-feira (10) faz quatro anos que a garota Beatriz Mota foi brutalmente assassinada dentro do Colégio Maria Auxiliadora. Ainda sem resposta, o caso é coberto por fatos intrigantes, que dificultam o desfecho do crime que chocou todo o país.

Em busca de justiça, o grupo Somos Todos Beatriz, juntamente com a família da garota, realiza, nesta terça, uma nova manifestação, a partir das 17h, na Praça Dom Malan, em frente ao Colégio Maria Auxiliadora. Os protestos acontecem com uma mostra de fotos pessoais de Beatriz e da trajetória de luta do grupo que clama por justiça.

“A família da Beatriz Angélica Mota e o grupo Somos Todos Beatriz convidam toda população do Vale do São Francisco para participar de mais um manifesto por justiça. 4 anos sem Beatriz. Venha fazer parte dessa luta por justiça’, diz o convite para a manifestação.

Relembre o caso

Beatriz Mota tinha 7 anos quando foi brutalmente assassinada. Seu corpo foi encontrado em 10 de dezembro de 2015, com marcas de mais de quarenta facadas.

A garota sumiu durante festa na instituição de ensino em que estudava, o Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora, em Petrolina.

Auxiliares de serviços gerais das escolas estaduais de Pernambuco cobram pagamento de salário e iniciam paralisação no Sertão

Grupo iniciou paralisação nessa quinta-feira, 21, em Petrolina (Foto: Blog Waldiney Passos)

2019 vai chegando ao fim, mas os trabalhadores e trabalhadoras terceirizados do Sertão continuam na luta para receber seus salários em dia. Nessa quinta-feira (21), as auxiliares de serviços gerais contratadas pela empresa Soluções para atuar nas escolas estaduais de Pernambuco iniciaram uma paralisação.

O grupo cobra o pagamento do salário de outubro, que está há mais de 15 dias em atraso. O 13º segue sem previsão de ser pago e as funcionárias então resolveram cruzar os braços. “Estamos falando com a secretaria de Educação e com a empresa Soluções, mas não deram nenhuma solução ainda. Fizemos uma assembleia há três dias, passamos o prazo até ontem para pagar e se não houvesse o pagamento, seria feita a paralisação. Ninguém resolveu e fizemos a paralisação”, explicou o presidente do Sindicato Intermunicipal dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Urbana e Condomínios do Sertão Pernambucano (Siemaco), João Soares.

LEIA MAIS

Após morte de colega, entregadores de delivery fazem manifestação na Câmara de Petrolina

Grupo lembrou morte de entregador de pizza (Foto: Blog Waldiney Passos)

Um grupo de motoboys e entregadores está na Câmara de Vereadores de Petrolina nesse momento, para chamar atenção dos edis. Os profissionais querem a regularização da categoria e também lembra a morte de um colega, ocorrência que ganhou repercussão na cidade nos últimos dias.

LEIA TAMBÉM:

Plantão policial: motorista que colidiu veículo com entregador de pizza está sob custódia

Entregador de pizza é assaltado durante o trabalho em Juazeiro

Os manifestantes levaram cartazes, reivindicando a criação de um Sindicato e o reconhecimento da profissão. O grupo é predominantemente formado por jovens, que encontram nas entregas de moto uma maneira de ganhar a vida.

Eles aguardam um espaço na Tribuna Livre, para apresentar suas demandas. Hoje (19) o vereador Paulo Valgueiro (MDB) apresentou um Requerimento justamente cobrando a regularização da categoria.

Para cobrar reforma definitiva, artistas devem ocupar Centro de Cultura João Gilberto neste domingo

(Foto: Michele Luz / Divulgação)

Em protesto contra o sucateamento que assola o Centro de Cultura João Gilberto, em Juazeiro (BA), artistas devem ocupar as dependências do prédio, neste domingo (27). A ocupação foi deliberada em reunião da classe artística, realizada na última segunda-feira (21).

O movimento chamado de “Virada Cultural”, não tem dia nem hora para acabar. A ação do grupo tem como objetivo chamar a atenção do Governo do Estado da Bahia para que seja feita a tão sonhada reforma do histórico Centro cultural da cidade baiana.

“A virada Cultural não tem data para terminar até que o Governo dos Estado tome as providências e encaminhe a empresa para fazer a reforma definitiva do Centro de Cultura João Gilberto”, afirma Edvaldo Franciolli, artista e membro do grupo responsável pelo manifesto.

Familiares de vítima de feminicídio na Areia Branca protestam em frente ao Fórum

Na manhã desta sexta-feira (04), familiares e amigos de Patrícia Maria de Souza, de 31 anos, morta a facadas em maio deste ano, na Areia Branca, em Petrolina (PE), estiveram no Fórum da cidade, onde está acontecendo Júri Popular, para protestar em busca de justiça.

O autor do feminicídio, Vanduir Ferreira, de 52 anos, que está sendo submetido a julgamento era companheiro da vítima. Após o crime, o acusado fugiu para São José do Jacuípe, na região de Capim Grosso (BA).

Na época do crime havia uma medida protetiva a favor de Patrícia. No entanto, o criminoso desrespeitou a medida, entrou na casa da vítima e a assassinou.

Com direito a bolo e “Parabéns”, moradores da Zona Norte de Petrolina cobram saneamento

Moradores de três bairros se reuniram em protesto (Foto: Reprodução/WhatsApp)

17 anos. Por pouco os moradores dos bairro São Jorge, São Joaquim e Terras do Sul não comemoravam a maioridade do saneamento básico que deveria contemplar as comunidades, através da Bacia do Dom Avelar. Nessa segunda-feira (16) eles se organizaram para protestar de forma irônica contra as autoridades.

Festa teve direito a bolo

A ideia? Fazer uma “festa” na Avenida do Petróleo com cartazes, teve direito a bolo, “Parabéns” e “Com Quem Será?”, chamando atenção da Prefeitura de Petrolina e da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) sobre a situação.

“Fizemos essa manifestação reivindicando melhorias nos bairros. A gente vê obras em outros locais como Orla e Bodódromo e aqui com essa lagoa de esgoto não tem nada. A gente pede para olhar para a Zona Norte que é esquecida“, contou Pedro Elias, morador e liderança comunitária do Terras do Sul.

LEIA MAIS

Na tentativa de estabelecer diálogo com o governo de Pernambuco, Policiais Civis realizam passeata nesta terça-feira 

(Foto: Divulgação)

O Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco realiza, nesta terça-feira (10), uma passeata que contará com a participação de inúmeras comitivas de Policiais oriundas de todas as regiões do estado.

O ato, que faz parte da estratégia dos sindicalistas para forçar o governo estadual a cumprir sua promessa e dialogar com a categoria, está marcado para começar às 16h30, na sede do Sinpol. Em seguida, os Policiais vão até o Palácio do Governo, onde  entregarão uma lista de reivindicações e depois farão uma assembleia geral para deliberar em cima da postura adotada pelo governo.

LEIA MAIS

Monumento da Muriçoca deve desfilar no dia 7 de setembro em Juazeiro

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Após a “Carreata da Muriçoca”, realizada na última quinta-feira (5), percorrendo vários bairros de Juazeiro (BA), o autor do monumento e demais simpatizantes convocam a população juazeirense para desfilar com a “muriçoca gigante” durante a programação do 7 de setembro neste sábado (7).

LEIA TAMBÉM:

“Carreata da Muriçoca” reúne dezenas de juazeirenses

“Convidamos a todos os juazeirense para ir às ruas neste 7 de Setembro, no desfile cívico da cidade de Juazeiro, para o Manifesto da Muriçoca. Traga sua raquete, seu mosquiteiro, seu Baygon, mas não deixe de participar”, diz o convite que circula nas redes sociais, e grupos de WhatsApp.

O monumento da muriçoca, de autoria do mototaxista Rafael Pereira, é o centro de uma polêmica que envolve a prefeitura municipal de Juazeiro, desde que a obra foi retirada das proximidades da Rodoviária da cidade, e posteriormente incinerada pela prefeitura. A “muriçoca gigante” é a mais nova obra do mototáxi, inconformado com a destruição de sua primeira criação.

“Carreata da Muriçoca” reúne dezenas de juazeirenses

(Foto: Reprodução/WhatsApp)

Dezenas de pessoas participaram da “Carreata da Muriçoca”, realizada na noite da última quinta-feira (5), em Juazeiro (BA). A manifestação organizada pelas redes sociais tinha reuniu juazeirenses descontentes com a retirada do monumento da muriçoca da Rodoviária.

LEIA TAMBÉM:

Em protesto contra ação da prefeitura, ‘carreata da muriçoca’ acontece nesta quinta-feira em Juazeiro

A obra do artista plástico Rafael Pereira foi recolhido ao depósito municipal e posteriormente destruída. O juazeirense queria fazer uma crítica à gestão municipal, já que os turistas que chegam de ônibus são recepcionados pelo inseto no terminal rodoviário.

Os manifestantes seguiram a muriçoca gigante – novamente construída por Rafael – pelas principais ruas e avenidas de Juazeiro, chamando atenção do Poder Executivo.

Moradores do N1 e N3 fazem manifestação após morte de motociclista

Veículos estão parados devido a manifestação de moradores (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Um dia após o acidente que vitimou Geovânia Pereira dos Santos Silva, de 44 anos, os moradores dos Projeto Senador Nilo Coelho – Núcleo 01 e Núcleo 03 fazem nesse momento uma manifestação interditando a via na qual a morte aconteceu. Os moradores reivindicam melhorias na estrada que liga o N1 ao N3.

LEIA TAMBÉM:

Mulher morre em grave acidente de trânsito no interior de Petrolina

Os buracos na pista dificultam o trânsito de veículos e colocam em risco os motoristas e motociclistas. O grupo interditou a estrada com pedaços de galhos e cobram do Poder Público providências para melhorar a qualidade da via. Os manifestantes ainda estão no local e o trânsito está parado.

123