Sou Católico Apostólico Romano

Catholic Church Vatican

Venho de uma família ‘católica não praticante’, se dizem Católicos, porém nunca vão a Missa, nem participam das atividades da Igreja Católica Apostólica Romana, o que em minha opinião não existe tal termo, pois ou se é ou não se é Católico. Informo isso para esclarecer que não vim de uma criação com ‘base católica’, vim por ‘conversão’, onde até os 21 (vinte e um) anos de idade, não sabia nem que era Jesus Cristo, nem que tinha referência com o Natal, nem que era Filho de Deus, absolutamente nada, aos 21 anos comecei a ter contato com o Cristianismo por uma Igreja Protestante, participava dos cultos, fazia os estudos bíblicos, etc.

Aos 24 (vinte e quatro) anos de idade, eu participei de um “Acampamento NO LIMITE com Cristo” da Igreja Católica Apostólica Romana, onde me converti de coração ao Cristianismo, busquei fazer os passos da iniciação Cristã Católica, para aprender mais sobre o Catolicismo, fiz a Primeira Eucaristia, a Crisma, e me converti ao Catolicismo.

LEIA MAIS

Sou filha da rainha dos raios, muito prazer

iansã orixá

Sim! Hoje é dia da liberdade de culto religioso, mas o que se quer deixar marcado nesse dia? De que posição se fala quando há uma propensão ao respeito à liberdade de culto? E por que falar sobre liberdade de culto? Visto que, constitucionalmente falando, essa liberdade apresenta-se como um direito adquirido e, por conseguinte, não violável.

O que se pretende marcar, neste dia, vem sendo ferrado – como se ferra um bicho, ou como se ferrava, já que essa prática desumana, agride os direitos dos animais – no corpo de cidadãos brasileiros que distam da norma judaico-cristã, e além, que, ainda que acorbertados pelo seu direito de crença são apedrejados, espancados, invadidios, violados em suas crenças e em sua fé.

LEIA MAIS

Liberdade de culto

liberdade

O ser humano sempre buscou  ser livre. Para estabelecimento dessa liberdade de fato e de direito travou  lutas significativas. Inúmeras são as conquistas. E uma delas está diretamente ao de se ter  liberdade para expandir a sua natureza espiritual e consequentemente sua relação com o sagrado e divino.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos adotada pelos 58 estados membros conjunto das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948, no Palais de Chaillot em Paris, (França), definia a liberdade de religião e de opinião no seu artigo 18, citando que “Todo o homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião”.

LEIA MAIS

25 de Maio – Dia Estadual da Liberdade Religiosa em Pernambuco

biblia-sagrada-evangelica

Em nosso país, a atual Constituição Federal, Carta Mágna de 1988, não elege nenhuma religião como sendo a oficial do Estado.O Artigo 5º, VI, CF/88 estabelece: “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

O dia destinado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco – Alepe, como o Dia Estadual da Liberdade Religiosa, é uma forma de expressar o valor das religiões e deixar de forma equânime a possibilidade da manifestação das diversas tendências espirituais da liberdade religiosa.

LEIA MAIS

“Consideramos justa toda forma de amor”

liberdade religião a

Parafraseando a música de Lulu Santos, considero justa toda forma de crença. Seja você budista, candomblecista, católico, hindú, evangélico, espírita ou porque não, apenas não crer. Somos únicos, somos um povo de muitas origens étnicas e com elas, nossos antepassados trouxeram a maneira de crer em entidades que os faziam ter uma ligação com alguém/algo/divindade superior.

Religioso, crente, praticante, simpatizante… Seja qual for sua ideologia religiosa, devemos lembrar que nenhuma religião é superior, é a mais certa ou a mais perfeita. Todas são praticadas e conduzidas por homens, por pessoas que erram e são falhas. Antes de apontar a religião do outro, olhe para sua e perceba: nenhuma é isenta de erros. Procure entender e estudar a do outro, o que cada um de nós busca, é um conforto e explicação. O que cada uma delas realmente quer é sejamos pessoas melhores para os “nossos irmãos” e nossa sociedade.

Esse é um tema que bastante me toca. Ao entrar em contato com diversas pessoas para que pudéssemos realizar essa “série” hoje, fui indagada, “E o seu, não vai escrever?”. Parei e pensei… “Por que não?”. Ainda estou no caminho do meu encontro pessoal com Deus. Ainda tenho muito a trilhar, mas tenho a certeza que dos mistérios dele, eu pouco sei.

LEIA MAIS

Artigo do leitor – RECUPERAR A CONFIANÇA DA POPULAÇÃO – EIS O DESAFIO

No artigo abaixo, o advogado Márcio Jandir faz uma reflexão do momento sócio-político o qual vivencia o país. Confira na íntegra:

Márcio jandir

Os dias de turbulência política, vividos nos últimos tempos, como já constatado em diversos países que primam pela democracia, revelam o quanto o êxito econômico é capaz de manter ou fazer ruir governos. No Brasil, ‘Mensalão’ e ‘Petrolão’ são como duas faces da mesma moeda, são o resultado de uma insana prática reiterada de corrupção, como forma de manter o poder no Estado Democrático de Direito.

Se por um lado a democracia se mostra em pleno funcionamento, com a obediência das regras estabelecidas no jogo democrático, por outro lado é pesaroso constatar que sofre crise de funcionamento por produzir governos sem capacidade.

As pessoas mudam, mas as práticas políticas não têm acompanhado essas mudanças. O pluripartidarismo, que se opõe ao duopartidarismo tão criticado pelos americanos no Norte, sofre no nosso país um esquartejamento moral, com grave crise de representatividade e consequente desvio da finalidade buscada na lei.

LEIA MAIS