Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco realizará Oficina de Sustentabilidade Hídrica do Semiárido em Petrolina

Nos dias 07 e 08 de novembro, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF) vai realizar em Petrolina (PE), a Oficina de Sustentabilidade Hídrica do Semiárido. O evento vai acontecer na Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape).

A oficina terá início no dia 7, a partir das 8h30, e vai abordar temáticas voltadas para a utilização da água, energia solar para agricultura familiar, agricultura sustentável, além de dar espaço para a apresentação de experiências exitosas de convivência com o seminário. No dia 8, o evento será encerrado às 17h com uma visita às dependências do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA), em Juazeiro (BA).

LEIA MAIS

Baronesas são removidas do Rio São Francisco e mutirão intensifica limpeza na Orla de Petrolina

(Foto: Ascom/PMP)

A Prefeitura de Petrolina realiza mutirão de limpeza na Orla da cidade, durante esta semana. Cerca de 1 quilômetro de faixa do rio receberá o programa ‘Cidade Mais Limpa’. Estão sendo realizados os serviços de capina, retirada de ervas daninhas e remoção das baronesas na extensão das orlas I e II.

O trabalho está sendo executado por uma equipe composta por sete pessoas que, manualmente, irão retirar as baronesas de dentro do rio, e também com uma máquina motoniveladora.

“Estamos trabalhando intensamente para retirar as baronesas do local e possibilitar uma área de banho mais agradável e com menos plantas aquáticas. A vazão do rio tinha aumentado na última semana e com a defluência, mais plantas ficaram alojadas no local, estamos acelerando os trabalhos para que, o quanto antes, possamos concluir o trabalho”, afirma o secretário executivo de Serviços Públicos, Alisson Oliveira.

Vazão de hidrelétrica de Xingó pode evitar contaminação de óleo no São Francisco

(Foto: Internet)

Nesta semana, foram encontradas manchas de petróleo na foz do Rio São Francisco em Alagoas. Para evitar a contaminação do rio pela mancha de óleo avistada em diversas localidades do litoral da Região Nordeste, a Agência Nacional de Água (ANA) disse, nesta sexta-feira (11), que existe a possibilidade de se usar as águas do Velho Chico para evitar a contaminação do próprio rio.

De acordo com a ANA, existe a possibilidade de aumentar a vazão da usina hidrelétrica de Xingó no Rio São Francisco, na divisa entre Alagoas e Sergipe, de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s), para 1.300 m³/s, caso seja identificado risco de contaminação da água do rio na região próxima à foz pelo óleo disperso no litoral nordestino.

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) é o órgão responsável por identificar a possibilidade de contaminação da água do São Francisco.

LEIA MAIS

Petrolina: carro com motorista e passageiros cai no rio são francisco e ninguém fica ferido

Um carro caiu no Rio São Francisco, na tarde de ontem (5), num ponto de travessia de Petrolina (PE) para a Ilha do Rodeadouro. Motorista e passageiros estavam dentro do veículo, mas não ficaram feridos. O veículo transportava um jet ski acoplado na traseira.

As imagens que circulam nas redes sociais, mostram o momento em que os passageiros são resgatados, e o veículo é “engolido” pelas águas do Velho Chico. Pelo vídeo percebe-se que o trecho é profundo.

Informações preliminares dão conta que o motorista iria desengatar a moto aquática, quando  o carro invadiu as águas do rio. Ainda não há informações oficiais sobre o que provocou o acidente. Outro vídeo divulgado por populares, mostra homens tentando tirar o veículo do rio. Até o momento o Blog Waldiney Passos não conseguiu confirmar se a tentativa obteve êxito.

Baixa temperatura do Rio São Francisco afeta pesca em Juazeiro e Sobradinho

(Foto: Reprodução/TV São Francisco)

A temperatura do Rio São Francisco está diminuindo a produção de peixes nos municípios baianos de Juazeiro e Sobradinho. Cerca de 1.200 pescadores cadastrados na terra da barragem estão sentindo a queda nas pescas e isso afeta a economia da comunidade.

Segundo Adolfo Pinheiro, vice-presidente da Colônia de Pescadores de Sobradinho, em épocas normais cada pescador pesca em média de 10 a 15 kg. Atualmente eles conseguem apenas a produção para consumo deles mesmos do dia. “Agora já vem correndo e tem dia mesmo que não pega, só pega pra comer“, disse.

Questões ambientais e climáticas são os motivos para a baixa temperatura do rio, como explica a ambientalista Mary Ann Saraiva. “Como a água está fria a fisiologia do peixe fica reduzida, eles ficam em águas mais aquecidas e deixam de vir à superfície”, comentou. Em Juazeiro a produção caiu cerca de 60%. (Com informações do Bahia Rural).

Homem desaparece ao tentar buscar canoa no Rio São Francisco

(Foto: Reprodução/TV Grande Rio)

Um homem desapareceu na noite do último domingo (15) em Belém do São Francisco (PE). Segundo a Polícia Civil, Cícero Pedro Ferreira dos Santos, de 35 anos, estava na orla da cidade, quando uma canoa se soltou da margem do Rio São Francisco.

LEIA MAIS

“Nosso Rio”: Petrolina ganha programa de proteção ao Velho Chico

Município deve promover ações de proteção ao Velho Chico (Foto: Ascom/PMP)

Desde o rompimento da barragem do Córrego Mina do Feijão, em Brumadinho (MG) no começo do ano, a preocupação com o rio São Francisco é constante. No primeiro semestre desse ano a Câmara de Vereadores de Petrolina montou uma comissão especial, viajou ao local e elaborou um relatório que ajuda pesquisadores a entender melhor a situação.

Também de autoria da Câmara surgiu um projeto que trata da proteção do Velho Chico. A lei n° 3.213/2019 institui o Program Nosso Rio e foi sancionada no dia 15 de julho pelo presidente da Casa Plínio Amorim, Osório Siqueira (PSB), cumprindo a Lei Orgânica Municipal – caso o prefeito não sancione, seu silêncio representará sanção da matéria.

Proposta pelo vereador Ronaldo Cancão (PTB), a lei quer ações concretas de preservação do rio. “Esse projeto coloca uma série de restrições e dá a AMMA o poder de fiscalização mais contundente. Trata de esgoto sanitário, reposição da mata ciliar, construções que vão de encontro ao projeto que trata da proteção das margens e além disso, traz sugestões que tratam da proteção”, disse ao Blog Waldiney Passos.

LEIA MAIS

ANA emite nota e esclarece valores para uso de água na Bacia do São Francisco

A Agência Nacional de Águas (ANA) emitiu uma nota sobre a atualização dos valores da cobrança pelo uso dos recursos hídricos na Bacia do São Francisco. De acordo com a ANA, as novas taxas foram definidas em uma reunião do Comitê da Bacia Hidrográfica (CBHSF) com o Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH).

“A justificativa para o reajuste foi a necessidade de atualização dos valores, que foram definidos em 2008 e vigoraram até 2018 sem nenhuma atualização. Outra motivação para o reajuste, foi a necessidade de atendimento às metas de investimentos na bacia definidas no Plano de Recursos Hídricos da Bacia”, informou a ANA.

De acordo com a Agência, produtores podem solicitar desconto e rever alguns pontos determinados pelo Governo Federal, a fim de não serem prejudicados. Até 2018 a taxa cobrada na irrigação era de de R$ 0,00065 por metro cúbico e passou a ser de R$ 0,00188/m³ nesse ano.

Confira a nota da ANA:

LEIA MAIS

Pernambuco lança edital para implantação de sistemas de abastecimento de água ao longo dos ramais da transposição

Canal da Transposição do Rio São Francisco, no município de Floresta (Foto: Divulgação/MDR)

O Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), lançou, nesta quinta-feira (17), o edital de licitação para construção dos sistemas de abastecimento de água do Programa de Integração do São Francisco (Pisf). O programa contempla obras complementares à transposição do Rio São Francisco, que vão beneficiar 12 mil pessoas residentes às margens dos canais Norte e Leste da transposição. A previsão para a conclusão das obras é de até 24 meses, após assinatura da ordem de serviço.

Com um investimento total de R$ 93 milhões, o programa prevê a implantação de 42 sistemas de abastecimento, beneficiando 108 localidades, entre assentamentos, comunidades rurais e quilombolas localizadas a até cinco quilômetros das margens dos canais Norte e Leste da transposição. “Essas comunidades vivem hoje numa situação extremamente precária do ponto de vista hídrico e passarão a contar, com a implantação desses sistemas, de água tratada nas torneiras de suas residências”, destacou o secretário de Desenvolvimento Agrário, Dilson Peixoto.

LEIA MAIS

Pernambuco recebe comitiva da ANA para tratar sobre Projeto de Integração do Rio São Francisco

Representantes da Apac, Compesa e Secretaria de Desenvolvimento Agrário participaram do encontro.

O Governo de Pernambuco prossegue com o trabalho para definir as demandas hídricas que serão supridas pelo Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF) em nosso Estado. Nessa quarta-feira (10), a secretária executiva de recursos hídricos de Pernambuco, Simone Rosa, recebeu uma comitiva da Agência Nacional de Águas (ANA) para tratar sobre o tema.

O encontro, composto também por representantes da Apac, Compesa e Secretaria de Desenvolvimento Agrário, tratou sobre as condições de prestação do serviço de adução de água bruta do PISF, como por exemplo, a elaboração do Plano Operativo Anual, que é a formalização da encomenda de água do São Francisco ao Operador Federal.

A partir deste ano, o POA deverá conter uma estimativa da demanda das vazões máxima, média e mínima a serem utilizadas pelo Operador Estadual nos anos de 2020, 2021 e 2022 pelos usuários dos municípios pernambucanos que serão beneficiados pelo projeto.

PL da interligação dos rios Tocantins e São Francisco recebe parecer favorável de relator

Rio São Francisco (Foto: Arquivo)

O projeto de lei (PL 538/19) do deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) que trata da interligação entre o rio Preto (BA) e o rio Tocantins, destinada a assegurar a navegação desde o rio São Francisco ao rio Amazonas recebeu parecer favorável do relator do PL, o deputado federal Pastor Eurico (PATRI).

Gonzaga Patriota explica que o projeto trata-se da reapresentação do Projeto de Lei nº 6569/2013 anteriormente, Projetos de Lei nº 6284/2013; nº 250/1995 4797/1990, de sua autoria, referente à navegação fluvial e suporte de regularização hídrica do rio São Francisco, através do rio Tocantins.

“O PL 6569/2013 foi aprovado nesta Casa parlamentar e, por ter sido arquivado no Senado Federal, estamos o reapresentado, nos ermos da legislação vigente. Essencialmente para um país como o Brasil, e num cenário cada vez mais próximo de escasseamento de recursos energéticos e aproveitamento racional das vias navegáveis interiores, representa condição inarredável para o desenvolvimento econômico e social equilibrado e melhoria de suas condições de competitividade no intercâmbio internacional”, disse Patriota.

LEIA MAIS

Na tentativa de evitar novos desastres ambientais e contaminação do Velho Chico, Alepe promove audiência pública em Petrolina

Lucas Ramos representou Alepe no evento (Foto: Blog Waldiney Passos)

Políticos, técnicos, representantes de entidades e a sociedade civil estão reunidos na manhã dessa segunda-feira (3) na Câmara de Vereadores de Petrolina para discutir o risco de contaminação do rio São Francisco pela lama de rejeitos da barragem de Brumadinho (MG).

A Audiência Pública foi proposta pela Frente Parlamentar da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), a pedido do deputado estadual Lucas Ramos (PSB). Segundo Lucas, esse é importante, já que Petrolina é um polo agricultor.

“Esse rio é do turismo, da pesca artesanal, da geração de emprego. Ninguém quer estar diante da notícia de estar consumindo água imprópria, por isso iniciamos esses debates, passando Cabrobó e Floresta, cidades berços da Transposição do rio. Nós temos que buscar soluções para evitar novos crimes ambientais como Brumadinho e sobretudo, garantir a saúde do rio São Francisco”, destacou em entrevista ao Blog.

Segundo Lucas, torna-se necessário elaborar ações permanentes. Por isso as audiências são importantes. “Essa agenda permitirá que elaboremos um relatório e apresentemos ao Consórcio dos Governadores do Nordeste, precisa um esforço conjunto. Esse relatório será apresentado ao Ministério Público Estadual e Federal”, finalizou.

LEIA MAIS

Evento ‘Eu Viro Carranca Pra Defender o Velho Chico’ será realizado em Juazeiro

(Foto: Maria Akemi)

Nos próximos dias 02 e 03 de Junho serão realizadas em Juazeiro (BA), atividades da campanha ‘Eu Viro Carranca Pra Defender o Velho Chico’. A campanha é uma realização do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco (CBHSF), que instituiu o dia 03 de junho como Dia Nacional em Defesa do Velho Chico. A Prefeitura Municipal é parceira da campanha. Para animar as atividades, o evento contará com apresentações culturais dos Filhos de Zaze, DJ Candite e Rogério Leal, com o projeto Eu Você e João.

LEIA MAIS

Brumadinho: entidades fazem visita técnica e não detectam contaminação da Bacia do São Francisco

(Foto: Polícia Federal/Divulgação)

Um relatório elaborado pelo Instituto Mineiro de Gestão de Águas (Igam) apontou que não há, até o momento, contaminação da Bacia do Rio São Francisco por rejeitos de minério da barragem de Brumadinho (MG). O Igam é uma das entidades que realizou uma visita técnica entre 9 e 16 de maio ao longo dos rios Paraopeba e São Francisco, em Minas.

LEIA TAMBÉM:

Rejeitos de Brumadinho chegam ao São Francisco

Presidente do CBHSF faz alerta sobre rejeitos de Brumadinho no rio São Francisco: “Sem dúvida alguma haverá um impacto”

A expedição técnica foi coordenada pela Polícia Federal e contou com a participação da Universidade de Brasília (UnB), Agência Nacional de Águas (ANA), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Serviço Geológico Brasileiro (CPRM), além do apoio do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Empresa Mineira de Pesquisa Agropecuária (Epamig), Prefeitura Municipal de Felixlância e empresas de consultoria ambiental.

LEIA MAIS

Aumento da vazão na bacia do São Francisco implicará em mais produção de energia

(Foto: Reprodução/Internet)

Maio começou com a ampliação da vazão do rio São Francisco. Desde ontem (1º) a Agência Nacional de Águas (ANA) determinou que a liberação mínima média será de 800 metros cúbicos por segundo (m³/s). Esse número representa um acréscimo de 250 m³/s em relação à menor vazão registrada, em 2017, de 550 m³/s.

Hoje o reservatório opera com 48,76% da capacidade, mas espera-se que ele atinga 60% nos próximos dias. Com a ampliação da vazão será possível ampliar a geração de energia nas usinas hidrelétricas construídas ao longo da bacia do São Francisco.

A decisão foi tomada após a constatação de que os reservatórios voltaram aos níveis do período pré-crise hídrica, em 2012, e aplica-se a todos os reservatórios do sistema hídrico do Rio São Francisco: Três Marias (MG); Sobradinho (BA); Itaparica (BA/PE), também conhecida como Luiz Gonzaga; Moxotó (AL), Paulo Afonso I, II, III e IV (BA); e Xingó (AL/SE). (Com informações da Agência Brasil).

123