Apoiadores de Bolsonaro invadem estúdio de rádio em Pernambuco e ameaçam radialista que criticou o presidente

O caso aconteceu em uma rádio da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco.  O radialista Júnior Albuquerque, estava fazendo seu programa diário quando foi surpreendido por 4 homens que invadiram o estúdio e o ameaçaram, após o comunicador fazer uma crítica a política sanitária adota por Jair Bolsonaro durante a pandemia do novo coronavírus.

Em entrevista ao JC Online, Júnior Albuquerque disse que faz um programa opinativo e que incluiu na pauta as quase 300 mil mortes por covid-19 no Brasil, no dia da invasão ainda não tinha ultrapassado a marca.

LEIA MAIS

Agreste: filho tenta esfaquear a mãe após ser proibido de jogar videogame

Homem já tem passagem pela polícia (Foto: Ilustração)

Um homem de 20 anos foi preso na segunda-feira (27), em Santa Cruz do Capibaribe, região Agreste de Pernambuco, depois de tentar esfaquear a mãe. O motivo da agressão foi o ato de a genitora tê-lo proibido de jogar videogame, afirma a Polícia Militar do Estado.

De acordo com o NE10, o jovem foi até a cozinha da residência após a mãe ter solicitado que o filho parasse de jogar. Em seguida ele pegou uma faca e tentou desferir alguns golpes contra a vítima. Ela conseguiu tomar desarmá-lo e acionou a polícia.

Na delegacia o suspeito teria contado uma outra versão do fato. Segundo a polícia, ele já responde por porte ilegal de arma de fogo na Comarca de Gravatá, também no Agreste do estado, onde teria saído sem autorização judicial.

Incêndio florestal no Agreste Pernambucano atinge área de caatinga preservada

(Foto: Arnaldo Vitorino/Projeto Bichos da Caatinga)

Um incêndio florestal de grandes proporções atingiu uma área da caatinga no final da tarde de quinta-feira (15) em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações do Projeto Bichos da Caatinga, uma grande área de preservação entre o município pernambucano e a cidade paraibana de Barra de São Miguel foi atingida pelas chamas ainda durante a tarde.

Segundo Bruno Bezerra, coordenador do projeto, o fogo se alastrou por volta das 15h, atingindo uma grande proporção da região que é de mata nativa e preservada. “Assim que a gente soube, corrermos para lá e começou uma grande mobilização para que o fogo não aumentasse ainda mais”, explicou.

No início da noite, o Corpo de Bombeiros de Toritama (PE), bombeiros civis de Santa Cruz do Capibaribe, técnicos da Defesa Civil da Barra de São Miguel, juntamente com a mobilização de pessoas dos municípios vizinhos e do projeto, começaram os trabalhos para apagar o fogo. “Além dos bombeiros, uns três carros-pipas também auxiliaram no combate às chamas”, afirmou Bruno.

Após várias horas de trabalho, o incêndio foi controlado durante a madrugada desta sexta-feira (16). Ainda não se tem informações sobre o número de hectares destruídos pelo fogo na região.

Espécies atingidas

LEIA MAIS

Operação Pássaros Livres apreende pessoas que comercializavam aves silvestres em Santa Cruz do Capibaribe

Aves são aprendidas

A operação foi desencadeada nesta segunda-feira(30) pela PM, na ação militar foram apreendidas diversas aves silvestres na feira de Santa Cruz do Capibaribe (PE).

Segundo a polícia mais de 140 aves foram retiradas das mãos de vendedores clandestinos, sendo duas (02) da espécie PINTOR que estão em extinção na fauna brasileira.