Sindsemp realiza visitas em unidades de saúde para averiguar condições de trabalho e resolver demandas dos servidores

A diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos de Petrolina (Sindsemp) realizou nesta quinta-feira (11), visitas em unidades básicas de saúde do município para averiguar condições de trabalho dos servidores e também resolver demandas das categorias da saúde.

O presidente do Sindsemp, Walber Lins, compareceu às Unidades Básicas de Saúde Gildevânia de Oliveira Silva e Dr. Manoel Possídio, localizadas no N5 e Areia Branca, juntamente da diretora financeira, Elizete de Souza; a diretora de assunto extraordinários, Luciedina Batista e o diretor de política sindical e estatística, Edson dos Santos.
Os diretores fiscalizaram o funcionamento das unidades de saúde e averiguaram as condições de trabalho dos servidores, além de atender e procurar resolver demandas solicitadas. Durante a visita, também foi divulgada a campanha contra a violência a mulher, idealizada e promovida pelo sindicato.

“É de suma importância realizar essas visitas no ambiente de trabalho do servidor para que eles entendam que o Sindicato atua em defesa dos direitos deles. Então nós visitamos e averiguamos como estão as condições de trabalho para, se necessário, cobrar os órgãos da gestão municipal. Por isso é importante ir até o servidor, isso faz parte da política de acolhimento e proteção do sindicato, promovendo melhores condições de trabalho, com dignidade e justiça para todas as classes”.

Sindicato dos Comerciários de Petrolina vai reunir categoria para discutir melhores condições de trabalho

(Foto: Ascom/Sintcope)

A assembleia será realizada, de forma presencial, no dia 29 deste mês, na sede do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio de Petrolina (Sintcope), que fica localizada na Rua Marechal Deodoro da Fonseca, nº 947, no Centro da cidade. A primeira convocação será as 8 horas da manhã.

Entre os assuntos em pauta estarão a análise, discussão, deliberação e aprovação da proposta de reivindicações econômicas e sociais a serem incluídas na proposta de Convenção Coletiva de Trabalho para o exercício 2021; análise e discussão da taxa negocial, confederativa e associativa, condições de descontos, prazos de oposição e destinação especifica da aplicação dos recursos arrecadados

Todos os trabalhadores do comércio varejista e atacadista contratados pelo regime celetista são convidados a participar. Para outras informações o Sintcope disponibiliza o número de telefone (87) 3861-5876.

Hospital Universitário suspende almoço de plantonistas e Sindicato precisa comprar as refeições

(Foto: Ascom/Sindsemp)

Servidores municipais de Petrolina lotados no Hospital Universitário (HU), tiveram o almoço do plantão desta segunda-feira (11), suspenso pela direção da unidade hospitalar. De acordo com Sindicato dos Servidores Municipais (Sindsemp), cerca de 12 funcionários não receberam a refeição mesmo estando em regime de plantão de 12 horas seguidas.

Para que os servidores não ficassem sem se alimentar, o Sindsemp comprou as refeições e levou ao hospital no horário do almoço, já que por lei, os funcionários não podem se ausentar do local de trabalho durante o plantão.

LEIA MAIS

Justiça ordena cancelamento do CNPJ do STTR de Petrolina

A decisão da 2ª Vara do Trabalho de Petrolina ordena que a Receita Federal e e o cartório do 1º Ofício de Registro de Pessoas Jurídicas do município cancelem o CNPJ do Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Agricultoras Familiares (STTR), com sede em Petrolina (PE).

Na sentença, a juíza Kevia Duarte Muniz, também condenou o Sindicato a pagar multa por descumprimento de decisões passadas. A decisão é resultado de uma ação movida pelo Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf).

LEIA MAIS

Presidente do STTAR Petrolina testa positivo para o novo coronavírus

Leninha testou positivo para Covid-19. (Foto: Blog Waldiney Passos)

Lucilene Lima, mais conhecida como Leninha do Sindicato, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina (STTAR), encontra-se internada no hospital HGU para tratamento da Covid-19.

A informação foi confirmada pela assessoria do STTAR nesta sexta-feira (26), que ao mesmo pediu aos que estão em casa que se cuidem. O sindicato informou ainda que a situação já era prevista e por isso resolveu afastar do trabalho, metade da equipe.

A entidade confirmou que vai testar todos os colaboradores que estão a serviço para tentar identificar outros possíveis infectados.

Prefeitura de Juazeiro aciona Ministério Público contra Sintrab Saúde

(Foto: Ascom/PMJ)

A Prefeitura de Juazeiro-BA está acusando o Sintrab Saúde de violar o decreto que proíbe aglomerações, em prevenção a proliferação do novo coronavírus. O fato teria ocorrido na manhã desta quinta-feira (23), no Paço Municipal.

De acordo com a gestão municipal, integrantes do sindicato, liderados pela presidente Telma Marineide adentraram o local causando aglomeração.

“O grupo alegava reunião com o prefeito, sem agendamento. A Procuradoria Geral do Município (PGM) vai noticiar ao Ministério Público este descumprimento de Decreto, desobediência civil e causando coação a servidores públicos”, declarou a PMJ.

Ainda de acordo com a gestão, neste período de pandemia, as reuniões no gabinete do prefeito têm acontecido com público reduzido e obedece ao distanciamento orientado pela Organização Mundial da Saúde. “A sindicalista repete o ato, desrespeitando a sociedade, pois já havia promovido ajuntamento de pessoas e tentado invadir a sala da secretária da Saúde, recentemente, sem prévio agendamento”, acrescentou.

O Procurador geral do Município de Juazeiro, Eduardo Fernandes, informou que vai acionar o Ministério Público da Bahia contra o Sintrab Saúde.

“Em mais um oportunidade, a sindicalista usa de um expediente da má política, tentando criar fatos, e pondo as pessoas em risco, pois as aglomerações causam maior risco de contágio. Vamos acionar o Ministério Público para que tome as medidas cabíveis, tendo em vista que a promoção de aglomeração, contrariando o decreto Municipal pode, em tese, configurar crime previsto no CP”, afirmou.

Servidores de vários setores da Prefeitura de Petrolina recebem máscaras faciais doadas pelo Sindsemp

As máscaras faciais produzidas para doação aos profissionais que estão na linha de frente do combate ao coronavírus, foram distribuídas em Unidades de Saúde, Guarda Civil e Ampla.

Na Guarda Civil Municipal foram distribuídas 80 máscaras para os membros que trabalham nas viaturas e nas ruas. A Associação da guarda civil recebeu os equipamentos com alegria, já que foram um reforço para a corporação que fica exposta durante as abordagens.

“A coisa é séria, é grave, tem que ter a união de todos, e nós queremos agradecer ao Sindsemp. Essas máscaras devem contemplar e proteger a todos na guarda”. Agradeceu o presidente da associação dos Guardas Civis Municipais, Jussiê Mendes.

LEIA MAIS

Sindsemp doa macacões e máscaras faciais para servidores e servidoras do SAMU

(Ascom/Sindsemp)

Nessa quinta-feira (9), membros da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsemp) levaram aos condutores do Samu e aos socorristas, máscaras faciais de proteção e macacões impermeáveis para os servidores e servidoras que podem ter contatos com pacientes contaminados pelo coronavírus em Petrolina. 64 unidades de cada produto, para atender também médicos, enfermeiros.

Desde as primeiras medidas preventivas adotas pelo município contra a Covid-19, o Sindsemp tem realizado várias ações para acompanhar de perto o trabalho de servidores e servidoras, principalmente das categorias que estão na linha de frente de atendimento à população, como as equipes de Unidades de Saúde da Família, Hospitais e Samu. A preocupação tem sido a segurança e o bem estar do servidor.

LEIA MAIS

Após descumprimento de ordem judicial, Sintraf pede aplicação de multa no valor de R$ 87 mil contra o STTR

(Foto: Divulgação)

Em novembro do ano passado, uma sentença da juíza Marília Gabriela Mendes, da 2ª Vara da Justiça do Trabalho de Petrolina, anulou a atuação do Sindicato dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (STTR). Agora, dois meses depois, um novo requerimento junto à 2ª Vara do Trabalho de Petrolina cobra a execução imediata e a aplicação da multa de R$ 87 mil por descumprimento de ordem judicial.

O documento, apresentado pelo Sindicato dos Agricultores Familiares (Sintraf), acusa o STTR de permanecer exercendo ilegalmente atividades, como cobrança de mensalidades, realização de assembleias e uso de meios políticos para a apropriação de programas sociais do poder público, uma vez que a existência da entidade “desafia decisão judicial”. A reclamação também solicita a possibilidade de o descumprimento caracterizar crime de desobediência.

“Numa clara afronta às instituições, buscaram [diretores] meios políticos de firmar parceria para entrega de milho na cidade de Petrolina, meses depois da decisão judicial que determinou que os mesmos se abstivessem de representar a categoria”, diz um trecho do requerimento.

LEIA MAIS

Sindesemp realiza assembleia geral nesta quinta-feira (19)

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Petrolina (SINDSEMP), convoca todos os servidores associados, para uma Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada nesta quinta-feira(19), às 8h, no auditório do Hotel Grande Rio, com pauta voltada à Eleição do Conselho Fiscal, triênio 2019/2022.

De acordo com o sindicato, esse é um momento importante para todo o quadro de servidores que trabalham para o melhor funcionamento do serviço público da nossa cidade.

Centrais sindicais alinham pautas da greve geral do dia 14

(Foto: Internet)

A greve geral convocada pelas centrais sindicais para o dia 14 de junho toma força nos bastidores, com a mobilização dos grupos contrários às reformas do presidente Jair Bolsonaro (PSL). De acordo com o Jornal do Commercio, o movimento quer “derrubar” a reforma da Previdência, principal demanda de Bolsonaro.

O movimento sindicalista realizará até o dia da greve uma a agenda dos sindicalistas inclui plenárias estaduais para mobilização e também o apoio à segunda manifestação da União Nacional dos Estudantes (UNE) em resposta às medidas de contingência no Ministério da Educação, marcada para o dia 30.

Hoje (22) dirigentes dos principais sindicatos do país estão reunidos no Rio de Janeiro, para fortalecer a mobilização. Nos estados os representantes também alinham as demandas e um dos itens que ganha força na pauta de reivindicações é o viés ideológico do governo.

Chapa 2 vê “contaminação” no processo eleitoral do SINDSEMP

Segundo Chapa 2, a própria Comissão Eleitoral descumpriu suas determinações (Foto: Blog Waldiney Passos)

Houve irregularidade na apuração e a Comissão Eleitoral do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP) contribuiu para isso. Essa foi a alegação feita pela Chapa 2 durante uma coletiva de imprensa hoje (29), realizada na Câmara de Vereadores.

Segundo o advogado da Chapa 2, Douglas Pires, a Comissão Eleitoral agiu de forma errada ainda na apuração dos votos em 14 de agosto e continuou prejudicando a chapa derrotada também após decisão imposta pelo desembargador Stênio José de Sousa Neiva Côelho, da 2ª Câmara Cível de Recife, publicada no dia 15 de março desse ano quando ficou determinado a “contagem dos votos, determinando o término de preenchimento do mapa, lavratura da ata a proclamação dos eleitos”.

LEIA TAMBÉM:

Chapa 1 é declarada vencedora em nova apuração do SINDSEMP

Justiça de Petrolina determina apreensão de urnas utilizadas na eleição do Sindsemp

A nova apuração aconteceu nessa semana e na quarta-feira (27) a Chapa 1 foi declarada vencedora. Contudo, houve novamente falha da Comissão Eleitoral. “Eles recontaram seis urnas e anularam essas seis urnas. Chegou o momento da contagem dos votos em separado, em arredio do que foi determinado pelo desembargador e do seu próprio ato deliberativo eles não fizeram a recontagem dos votos em separado. Se finalizaram a contagem dos votos, qual é o resultado dos votos em separado?”, questionou Pires.

LEIA MAIS

Chapa 2 aciona Justiça por resultado da nova apuração na eleição do SINDSEMP

Pleito do dia 14 foi anulado por falhas no processo eleitoral, nova apuração teve como vencedor Chapa 1 (Foto: Arquivo)

A eleição do Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINDSEMP) ganhou mais um capítulo. A Chapa 2, encabeçada por Magda Feitoza novamente acionou a Justiça contra o resultado da última quarta-feira (27) que consagrou a Chapa 1 vencedora.

LEIA TAMBÉM:

Chapa 1 é declarada vencedora em nova apuração do SINDSEMP

Para esclarecer os motivos de acionar a Justiça a Chapa 2 realizará uma coletiva de imprensa nessa sexta-feira (29), às 9h na Câmara de Vereadores. Os candidatos do grupo não concordam com o resultado das urnas e denunciam irregularidades na apuração.

Chapa 1 é declarada vencedora em nova apuração do SINDSEMP

Com resultado, Walber Lins se mantém no cargo (Foto: Blog Waldiney Passos)

A apuração da eleição no Sindicato dos Servidores Municipais de Petrolina (SINSEMP) foi concluída na quarta-feira (27), meses após uma celeuma iniciada em agosto de 2018, que foi parar na Justiça. Por decisão do Judiciário os votos foram recontados e com a decisão de ontem a Chapa 1 foi declarada vitoriosa.

Dessa forma o atual presidente Walber Lins se mantém no cargo no quadriênio 2018/2021. Representantes das duas chapas acompanharam a votação realizada pela Comissão Eleitoral do pleito, cujo presidente é Adjones Fernandes.

LEIA TAMBÉM:

Justiça determina recontagem de votos na eleição do SINDSEMP

Sindsemp emite nota confirmando Walber Lins como presidente do sindicato

Apuração de votos na eleição do Sindsemp continua indefinida

Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil de Petrolina (OAB-PE), Agrinaldo Sidrônio de Santana e o oficial de Justiça, Cleido Rodrigues da Silva também acompanharam o o processo. A Chapa 1 foi eleita com 665 votos, contra 635 da chapa 2.

Os votos brancos foram 18 e os nulos 15, totalizando 1.333 votos válidos. As seis com irregularidades comprovadas, foram anuladas. A ata da apuração, segundo o SINDSEMP foi aprovada e assinada por todos os envolvidos na apuração.

Manifestantes se unem contra a Reforma da Previdência, grupo seguirá em marcha por ruas de Petrolina

Grupo seguir[a em marcha por ruas do Centro (Foto: Blog Waldiney Passos)

A sexta-feira (22) é destinada a manifestações populares contrárias a reforma da Previdência. Em Petrolina, a Praça do Bambuzinho, no Centro, foi escolhida como local de concentração dos integrantes de sindicatos, estudantes e servidores estaduais, federais e sociedade no geral.

O ato é nacional, organizado pela Frente Brasil Popular. Segundo o integrante da Frente, Bismarques Augusto o grupo ficará concentrado até às 10h e seguirá em marca por algumas ruas da cidade. “A gente está com o calendário de luta contra a reforma da previdência, esses atos estão acontecendo em todo Brasil. Vamos sair em marcha até o Mercado Turístico”, disse ao Blog Waldiney Passos.

Representando a vereadora Cristina Costa (PT) que está em Brumadinho (MG), Célia Alves afirmou que os trabalhadores devem estar atentos a reforma. “A classe mais afetada será o trabalhador com retirada de direitos, só nós vamos perder com isso”, afirmou.

LEIA MAIS
123