CCZ emite nota sobre resgate de cavalo no Dom Avelar e rebate acusações

(Foto: Ascom)

Uma denúncia dando conta de que o Centro de Controle de Zoonoses de Petrolina (PE) teria se negado a recolher um animal ferido no bairro Dom Avelar, circula nas redes sociais desde o início da tarde desta terça-feira (23).

Segundo a postagem, um cavalo foi atingido por uma bala perdida durante um tiroteio no Dom Avelar, ocorrido na noite de ontem (22), e após o ferimento estaria agonizando. O relato acusa o CCZ de negligência, já que de acordo com o post, o órgão se negou a resgatar o animal, informando que o procedimento só seria feito mediante o pagamento de uma taxa.

Diante das informações, o Blog Waldiney Passos procurou a Secretaria de Saúde de Petrolina, que por meio de nota informou que o animal foi recolhido para o CCZ, onde passa por avaliação. A SESAU rebateu e desmentiu as acusações. Confira a nota na íntegra:

“Com relação a uma notícia que está sendo veiculada pelas redes sociais, de que há um cavalo agonizando após ter sido vítima de bala perdida durante um tiroteio nesta segunda-feira (22), no bairro Dom Avelar, em Petrolina, o Centro de Controle de Zoonoses vem esclarecer que: ao ter ciência do ocorrido, o CCZ destacou uma equipe ao local, conversou com o proprietário do animal, que inicialmente não autorizou o recolhimento do cavalo, se comprometendo a cuidar do mesmo.

Logo depois, o proprietário entrou em contato novamente com o CCZ, solicitando que o órgão fosse recolher o animal. O mesmo foi recolhido e levado para o CCZ para avaliação do caso.
Quanto à afirmativa de que o CCZ cobrou uma taxa para a retirada do animal, trata-se de uma inverdade, pois nunca houve cobrança de nenhuma natureza para recolhimento e /ou resgate de animais nessas situações, pois se trata de uma das atribuições do Centro de Controle de Zoonoses.”

Deixe uma resposta