CDL e Sindilojas apoiam manifestações para retomada do comércio, mas de forma virtual

CDL e Sindilojas apoiam manifestação virtual (Foto: Ascom/Sindilojas)

Enquanto um grupo de manifestantes esteve nas ruas de Petrolina pedindo a reabertura do comércio nessa sexta-feira (22), o Sindicato do Comércio Varejistas de Petrolina (Sindilojas) e a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) emitiram uma nota conjunta e não sinalizam apoio ao ato de hoje.

LEIA TAMBÉM

PM de Pernambuco afirma estar acompanhando manifestação pela reabertura do comércio

Prefeitura de Petrolina afirma estar negociando reabertura do comércio com Estado

Manifestantes vão às ruas cobrar reabertura do comércio de Petrolina

As duas entidades se uniram para protestar, mas virtualmente, cobrando a reabertura do comércio. Foram distribuídos cartazes, os quais foram colados nas portas das lojas do Centro, mostrando a adesão ao movimento.  “Com essa iniciativa, o empresariado acredita que pode passar sua mensagem para os gestores públicos, ao mesmo tempo em que evita aglomerações físicas e manifesta, desta forma, um olhar cuidadoso para com a saúde de colaboradores, parceiros e a comunidade em geral“, destaca a nota.

A favor dos empregos

“O que nos estamos pedindo há algum tempo para os gestores públicos do Município e do Estado é que ao menos avaliem as nossas sugestões de reabertura gradual”, comenta o presidente do Sindilojas Petrolina, Joaquim de Castro.

Já Manoel Vilmar, presidente do CDL afirma que a categoria apoia a retomada do comércio de forma consciente. “Apoiamos a reabertura gradual do comércio utilizando o sistema de distanciamento social, considerando, evidentemente, todas as recomendações dos órgãos de saúde, assim como já está acontecendo em outras cidades. Volto a repetir que hoje, temos fechados em torno de 3 mil postos de trabalho e mais pessoas devem ser demitidas nos próximos meses”, finaliza.

Deixe uma resposta