CDLs e Sindilojas pedem reabertura gradual do comércio; Petrolina tem cerca de 3 mil postos de trabalho fechados, segundo entidades

Comércio está fechado em Petrolina. (Foto: Magda Lomeu)

De maneira conjunta, presidentes de CDLs e Sindilojas das regiões do Sertão do Francisco, Central e Araripe voltaram a manifestar seus posicionamentos favoráveis à reabertura gradual e segura do comércio nas cidades na tarde dessa quarta-feira (13). Em reunião realizada por videoconferência, entidades lojistas clamaram pela sensibilidade dos governantes.

O evento foi mediado pelo presidente do Sindilojas de Petrolina, Joaquim de Castro e contou com as presenças dos deputados estaduais, Antônio Coelho (DEM), Dulcicleide Amorim (PT) e Lucas Ramos (PSB) que ouviram as sugestões e se comprometeram de levar ao governador um documento que foi elaborado a partir desta reunião.

No documento, as entidades disseram reconhecer o trabalho e esforço do governo estadual no enfrentamento à pandemia, mas pediram um “olhar diferenciado” para a “reabertura gradual do comércio com o ‘Sistema de Distanciamento Social'”.

Ainda de acordo com os representantes das entidades, “hoje em Petrolina temos fechados em torno de 3 mil postos de trabalho e mais pessoas devem ser demitidas ao retornarem das férias antecipadas ou coletivas, como também  a suspensão de contratos, modelo optados por 50% das empresas. Esses números poderão ser ainda maiores nos próximos meses”.

Deixe uma resposta