Celebrando a amizade, turma da EUD de Salgueiro realiza encontro em Petrolina

É sempre muito difícil definir o que é ser amigo. Para o pensador Marcelo Batalha, amigo “é quem te dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que te faz falta”. Nos dias atuais a gente observa que as amizades são construídas mais no campo do interesse do que pelo amor e consideração para com o próximo.

A amizade nunca morre, ela pode até se distanciar por muitas razões. Os anos parecem dias, horas, não importa se passaram 10, 20, 30, 40 anos, ao se reencontrarem, os olhos dos verdadeiros amigos brilham, o abraço é fraternal e sincero. Geralmente entre uma cerveja e outra vem as lembranças e quando as recordações são dos anos 80, então haja tempo para celebrar tantos momentos bons. Quando o tempo é curto devido a correria do cotidiano, o jeito então é reservar um final de semana e em cada aperto de mão, abraço, gargalhada, se sentir feliz por ter ao seu lado um ombro amigo para “chorar o teu choro e rir, com o coração, o teu riso” (Clarissa Corrêa).

Essa foi a alternativa encontrada pelo pessoal da União Executiva de Desportos (UED), uma antiga turma, que ao lado de outros grupos de amigos, movimentou a cidade de Salgueiro durante os anos 80. Pelo terceiro ano consecutivo, eles resolveram se reencontrar e matar saudades. Este ano, a cidade escolhida foi Petrolina, às margens do rio São Francisco, no último final de semana. Embalados ao som de Chiclete com Banana, Ritchie, Bee Gees, Fagner, Zé Ramalho e muitos outros cantores e bandas que até hoje são ouvidos e admirados, os amigos reviveram bons momentos, eternizados por uma época mágica em que a “selfie” era o abraço coletivo prazeroso e a “live” era estar juntos praticamente todos os dias compartilhando e celebrando a vida.

De minha parte fica o agradecimento por poder ter participado desse momento, apesar de não ter feito parte da UED, mas tenho certeza que fiz e faço parte da vida de cada um, porque também tive o privilégio de viver está época saudosa. VIVA A AMIZADE!

Deixe uma resposta