Cemafauna participa da VII Semana de Meio Ambiente da Agrovale, em Juazeiro(BA)

O objetivo da Semana é sensibilizar os funcionários através das atividades ambientais/Foto:ASCOM Cemafauna O objetivo da Semana é sensibilizar os funcionários através das atividades ambientais/Foto:ASCOM Cemafauna

‘Afugentamento e resgate de fauna’ foi o tema abordado pela médica veterinária do Centro de Conservação e Manejo de Fauna da Caatinga (Cemafauna Caatinga) Gabriela Felix, durante a VII Semana de Meio Ambiente – Campanha Pegadas Sustentáveis – ‘Quais são as marcas que você quer deixar no planeta’, promovida pela empresa Agrovale, em Juazeiro(BA). O evento segue até o próximo sábado (11), com programação voltada aos oito R’s da sustentabilidade: responsabilizar-se, reduzir, reutilizar, reciclar, respeitar, reparar, repassar e refletir.

De acordo com a analista ambiental da Agrovale Leidiana Coelho, o objetivo da Semana é sensibilizar os funcionários através das atividades ambientais como visitas monitoradas, palestras, sessão de cinema, plantios de mudas, sobre o cuidado e a responsabilidade que cada um possui sobre o meio ambiente. “O nosso objetivo mesmo é convidar os funcionários para praticarem os oito R’s da sustentabilidade e fazemos a pergunta ‘quais são as marcas que você quer deixar no planeta?’ Tentamos sensibilizá-los a cuidar da fauna e flora, fazer uso dos recursos naturais de maneira responsável evitando o desperdício”.

A analista ressaltou ainda a importância de contar com a palestra da médica veterinária Gabriela Felix sobre os procedimentos necessários e cuidados na hora de realizar afugentamento e resgate de fauna, já que a Agrovale possui uma área de 17 mil hectares de plantio de cana-de-açúcar e com um total de 36 mil hectares de fazenda. Durante o período de safra são cerca de quatro mil funcionários e na entressafra são duas mil pessoas desenvolvendo atividades que, algumas vezes, podem prejudicar os animais que habitam o espaço do plantio. “Essa palestra orienta o pessoal como eles devem reagir quando encontrar algum desses animais, qual o comportamento que deve ter e o que fazer caso algum apresente ferimentos ou mesmo retirá-lo do local de risco”, completa.

Para a veterinária Gabriela Felix, a participação do Cemafauna em eventos desse porte é de extrema relevância, visto que o principal objetivo da existência do Centro é ajudar a reduzir os impactos ocasionados pelas obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco com as Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional (PISF) aliando a isso atividades de educação ambiental na região. “Estamos inseridos numa universidade que começa a despertar e intensificar as campanhas de conscientização e educação ambiental. Nós temos a função também de passar à sociedade um pouco do conhecimento que adquirimos através do que desenvolvemos em campo”, disse.

Gabriela observou ainda a necessidade dessa troca de experiências, ainda que algumas metodologias não se encaixem adequadamente ao trabalho realizado por eles na empresa. “Podemos alinhar alguns aspectos, alcançar um consenso e até mesmo gerar novas formas de atuar. A informação que passamos pode servir de base para formular de novas ideias relacionadas à preservação da fauna”.

Com informações da Assessoria

 

Deixe uma resposta