Chegada de Temer facilita acordo com União Europeia, diz governo espanhol

(Foto: Arquivo)

(Foto: Arquivo)

Com a recente retomada das negociações entre o Mercosul e a União Europeia, o governo espanhol avalia que a gestão do presidente Michel Temer facilitará um acordo de livre-comércio entre os dois blocos econômicos.

A Presidência de Mauricio Macri na Argentina também contribuiria a esse cenário. “Houve um salto muito importante, e para melhor, na relação entre Espanha e Brasil. Isso permite que, no plano político, possa haver um avanço mais rápido.”, disse à Folha Jaime García-Legaz, secretário de Estado de Comércio espanhol.

O pulo é significativo porque a Espanha é um dos principais defensores do acordo entre Mercosul e União Europeia, em oposição, por exemplo, à França. O premiê espanhol, Mariano Rajoy, que não tinha relações estreitas com o PT, tem se aproximado de Temer. Ambos se reuniram na China, durante a cúpula do G20, e Temer foi convidado para uma visita oficial à Espanha.

“Os governos anteriores [do Brasil e da Argentina] eram mais relutantes e viam esse acordo com menos entusiasmo”, afirma García-Legaz. “A mudança política foi o fator determinante”

O secretário esteve em Brasília em setembro e reuniu-se com o chanceler José Serra, de quem recebeu “respaldo absoluto” em “uma reunião de mais de uma hora e meia”. “A mensagem de Serra foi muito clara: esse acordo é fundamental”, diz.

García-Legaz diz também que o governo espanhol percebe um novo momento não apenas político, mas também empresarial na América Latina, facilitando acordos.

Deixe uma resposta