Chuvas em Pernambuco deixam 35 mil desabrigados

Várias casas foram destruídas pela força das chuvas. (Foto: Internet)

O secretário executivo da Defesa Civil do Estado, tenente coronel Fábio Rosendo, afirmou nesta segunda-feira (29) que o número de municípios em situação de emergência é muito volátil em Pernambuco. Foi anunciado no início do dia que havia 15 deles em estado de emergência, mas, por volta das 10h, o número mudou para 14. Uma equipe da Defesa Civil foi enviada a Gravatá, no Agreste, que pode aumentar essa lista.

Decretaram emergência até agora: Água Preta, Amaragi, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Gameleira, Jaqueira, Marial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul.

O número de desabrigados e desalojados também vai mudando de acordo com a chegada das equipes da Defesa Civil. às 11h já eram 35 mil. Essas pessoas estão sendo orientadas a se abrigar em escolas municipais e estaduais de cada cidade.

O coronel não tem número de abrigos ainda. Sugere também que as pessoas recorram a parentes e vizinhos em melhor situação. O coronel Fábio Rosendo disse que há duas mortes confirmadas, registradas em Lagoa dos Gatos, que não está na lista das cidades em emergência.

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Chuvas (Apac), as enchentes que ocorreram neste fim de semana (27 e 28) poderiam ter sido amenizadas se tivesse sido concluído em tempo o projeto de construção de quatro barragens depois das enchentes de 2010, que atingiram 68 municípios na região da Mata Sul.

Fonte FolhaPE

Deixe uma resposta