Com mais de 2.500 cisternas entregues, Constesf amplia o acesso a água no norte da Bahia

(Foto: ASCOM)

Mais de 2.500 famílias tiveram suas vidas transformadas em 10 municípios do norte da Bahia, graças ao ‘Projeto Cisternas’, desenvolvido pelo Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf), que está construindo e entregando equipamentos tecnológicos de captação de água de chuva, capazes de armazenar até 500 mil litros de água e garantir a sobrevivência das famílias durante meses de seca.

São 2.564 tecnologias sociais dividas entre cisternas de consumo humano (16 mil litros), cisternas de produção (52 mil litros) e barreiros (500 mil litros) que estão distribuídas nos seguintes municípios baianos: Juazeiro, Sobradinho, Casa Nova, Curaçá, Uauá, Remanso, Sento-Sé, Pilão Arcado, Canudos e Campo Alegre de Lourdes.

Foram beneficiadas famílias de baixa renda, que moram na zona rural atingidas pela seca ou falta regular de água. “O trabalho do Constesf tem proporcionado a essas famílias de baixa renda um sertão diferente para se viver, um sertão vivo e com possibilidades, através de tecnologias sociais de combate à pobreza e de inclusão social produtiva”, explicou o presidente do Constesf e Prefeito de Canudos, Genário Rabelo.

O Projeto Cisternas ajuda famílias garantindo o direito à renda, segurança alimentar e saúde, a partir da captação e armazenamento adequado da água da chuva, para o consumo, a preparação de alimentos, o cultivo agroecológico e a criação de animais. Portanto, gerando saúde, qualidade de vida e renda.

Um Comentário

Deixe uma resposta