Com ocupações nas escolas, 30% dos estudantes ainda não sabem quando farão o Enem

(Foto: Internet)

(Foto: Internet)

Cerca de 2,5 milhões de candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ainda não sabem onde farão a prova neste final de semana, de acordo com balanço divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O número corresponde a cerca de 30% dos 8,6 milhões de inscritos.

O impasse ocorre porque muitas das escolas onde seriam realizadas as provas estão ocupadas, desde o mês passado, por estudantes contrários à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos.

Estudos mostram que a medida pode reduzir os repasses para a área de educação. O governo defende a medida como um ajuste necessário para superar a crise e diz que educação e saúde não serão prejudicadas.

Os estudantes também são contra a reforma do ensino médio, proposta pela Medida Provisória (MP) 746/2016, enviada ao Congresso. Para o governo, a proposta irá acelerar a reformulação da etapa de ensino que concentra mais reprovações e abandono de estudantes. Os alunos argumentam que a reforma deve ser debatida amplamente antes de ser implantada por MP.

Em comunicado à imprensa, o Inep informou que o prazo estabelecido para a desocupação das escolas “visando garantir a segurança” da aplicação do Enem 2016 terminou nesta segunda-feira (31), às 23h59, no horário oficial de Brasília.

Caso as ocupações sejam mantidas, o Inep definirá um nova data de aplicação. Em anos anteriores, candidatos impedidos de fazer a prova por algum tipo de imprevisto prestaram o Enem na mesma data dos candidatos presos ou que cumprem medidas socioeducativas que, neste ano, será nos dais 6 e 7 de dezembro.

Fonte Uol

Deixe uma resposta