Comissão especial das medidas contra a corrupção ouve juristas nesta tarde

(Foto: Internet)

(Foto: Internet)

“O histórico de fracassos brasileiros no combate à corrupção vem, desde muito, desacreditando nossas instituições e solapando o que há de mais sagrado para uma nação: a esperança de um futuro melhor. É notório o desalento do cidadão de bem diante dos sucessivos casos de desvios de verbas públicas”, ressalta Rubens Bueno.

“Só para se ter uma noção do ponto a que chegamos, de acordo com pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), no início deste ano, seis em cada 10 brasileiros acham a corrupção o pior problema do País, à frente da violência e do tráfico de drogas, da saúde e, até mesmo, da inflação e do desemprego”, acrescenta o parlamentar.

“A afluência de bilhões de dólares surrupiados da saúde, da educação, da segurança e da moradia de um povo já tão sofrido, muitas vezes impelido a subsistir nas piores condições de vida, só faz aumentar o sentimento de revolta diante das já corriqueiras manchetes dos jornais, recheadas de denúncias de enriquecimento ilícito daqueles que deviam estar defendendo os interesses da população e zelando pelo patrimônio público”, critica Rubens Bueno.

Convidados:
– o professor de Ética e Filosofia na Universidade de Campinas (Unicamp) Roberto Romano;
– o conselheiro do Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD) Augusto de Arruda Botelho; e
– o professor de Direito Penal da Pontifícia Universidade Católica (PUC de Campinas) José Henrique Torres.

Fonte Agência Câmara Notícias

Deixe uma resposta