Companhia de trânsito de Juazeiro intensifica fiscalização com blitz itinerante

transito juazeiro

Nossas ações acontecem também em parceira com a população que identifica um problema e imediatamente liga para a central. Assim o trabalho de segurança está sendo efetivado, porque as pessoas confiam no nosso serviço”, expôs Jolisene Lins, Comandante da GCM.

A Companhia de Segurança, Trânsito e Transportes (CSTT) de Juazeiro(BA), através da Guarda Municipal realizou durante o fim de semana mais uma blitz itinerante pelos bairros e área central da cidade. Durante a ação 31 condutores foram abordados e um veículo foi apreendido.

O trabalho de fiscalização da Guarda acontece diariamente em parceria também com os fiscais de trânsito e transportes. As abordagens são para verificação de documentos do veículo e pessoal, além de combater também o transporte clandestino.

A ação teve início no Distrito de Carnaíba e percorreu os bairros da Malhada da Areia, João Paulo II, Dom José Rodrigues, Tabuleiro, Itaberaba, Novo Encontro, Quidé, Argemiro Piranga I e II e terminou no centro da cidade. O veículo apreendido se trata de uma motocicleta onde o condutor não portava o CRLV e também não tinha habilitação. O veículo foi levado para o pátio da CSTT, na Rua Oscar Ribeiro. Para a retirada da motocileta será necessário apresentar a documentação e um condutor habilitado.

“Nossas ações acontecem também em parceira com a população que identifica um problema e imediatamente liga para a central. Assim o trabalho de segurança está sendo efetivado, porque as pessoas confiam no nosso serviço”, expôs Jolisene Lins, Comandante da GCM.

Para conduzir um veículo o condutor deve se certificar da documentação, bem como o mesmo ter consciência que só poderá trafegar se possuir habilitação. “A fiscalização é para qualquer prática, seja ela remunerada ou não, uma vez que para quem utiliza-se de um veículo para lucrar e não possui cadastro para isso as penalidades são maiores e para quem trafega sem CNH ou CRLV o veículo é imediatamente apreendido, com isso pedimos mais uma vez a conscientização da população”, pontuou Vilmar ferreira, Diretor-Presidente da CSTT.

Com informações da Ascom

Deixe uma resposta