Concreto cai de viaduto em obra e mata pedestre em Salvador

Cláudio de Oliveira foi atingido por uma barra de concreto na Gamboa de Baixo

O pescador Cláudio Oliveira, 58, morador da Gamboa, morreu na tarde desta terça-feira (27) após ter sido atingido por um pedaço concreto que caiu de uma obra da prefeitura, que está sendo realizado no viaduto da Ladeira da Gamboa, que liga o Campo Grande à avenida Contorno em Salvador (BA).

Taiana Teixeira Santos, 28, filha da vítima conta que ao chegar ao local já encontrou o pai morto e que o local não estava isolado para pedestres. “Quando meu pai passou e morreu tinha um homem utilizando uma britadeira e não tinha ninguém aqui em baixo para orientar”.

Logo após o acidente, a família do pescador convocou o advogado Gabriel Bonfim para acompanhar o caso e possivelmente entrar com uma ação por danos morais. “Testemunhas afirmam que a área não estava de fato isolada, a secretaria diz que estava, mas tempos as provas documentais, como fotografias, inclusive a negação de socorro”, explica.

Após o acidente, um grupo com cerca de vinte pessoas tentou agredir os funcionários da prefeitura que estavam no local.

O caso será investigado pela 1º Delegacia Territorial (Barris). “Solicitamos as perícias no local do crime e começamos a colher os primeiros depoimentos. As informações passadas pelas testemunhas e os laudos explicarão melhor como tudo ocorreu. É prematuro afirmar qualquer tipo de versão”, afirma o delegado Paulo Roberto Guimarães.

Passagem bloqueada

Em nota, a Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) afirmou que já havia identificado que o viaduto estava comprometido, inclusive com soltura de material após um caminhão bater na estrutura, e solicitou interdição completa da via para executar as obras de manutenção.

Com isso, a orientação para os motoristas foi evitar a região, tendo como opções o Campo Grande e Avenida Sete. Além disso, 80% da passagem dos pedestres havia sido bloqueada para o serviço.

A obra contempla a implantação de um limitador de altura, para sinalizar e prevenir que motoristas de caminhões colidam contra o viaduto.

Deixe uma resposta