Conselho de Ética analisará nova representação contra Jean Wyllys

(Foto: R7)

As representações apresentadas à Corregedoria foram transformadas em apenas uma. (Foto: R7)

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, encaminhou para o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar uma representação contra o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), que deverá responder por ato “atentatório ao decoro parlamentar”.

A decisão de enviar o caso para o Conselho de Ética ocorreu em reunião da Mesa Diretora realizada na quarta-feira (14). O documento tem como base seis representações apresentadas na Corregedoria da Casa após Wyllys cuspir na direção do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no dia da votação, em plenário, da admissibilidade do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. 

As representações apresentadas à Corregedoria foram transformadas em apenas uma. Agora, aguarda a escolha do relator. A única diferença com relação aos demais processos é que não há parecer de admissibilidade, já que foi a Mesa que apresentou o pedido, ou seja, já está automaticamente admitido o processo. Caberá ao relator decidir a pena.

Em discurso realizado no dia da votação do impeachment na Casa, Bolsonaro enalteceu o ex-chefe de um dos órgãos de repressão da ditadura militar. Segundo o que disse Jean Wyllys logo após o incidente, no momento em que foi votar acabou insultado por Bolsonaro e decidiu revidar.

Fonte Agência Câmara Notícias

Deixe uma resposta