Covid-19: para driblar a crise Juazeiro realizará 1º Festival Gastronômico Delivery 

Durante medidas restritivas de combate ao novo coronavírus é preciso se reinventar. E para driblar a crise, Juazeiro vai produzir uma variedade de comidas deliciosas para quem está em isolamento social. Está sendo programado, com muito carinho, o 1º Festival Gastronômico Delivery da cidade, ou seja, você pode receber e saborear tudo sem sair de casa.

O evento acontecerá de 15 de maio a 15 de julho de 2020 e poderão se inscrever estabelecimentos da sede, balneário e interior, tais como: restaurantes, lanchonetes, bares, docerias, sorveterias e similares e tem como objetivo divulgar a gastronomia local, bem como movimentar a economia deste setor.

Os estabelecimentos inscritos concorrem em cinco categorias:

a) Regional (buchada, galinha de capoeira, sarapatel, bode cozido e assado, feijoada, etc);
b) Massas (pizza, macarronada, lasanha, entre outros);
c) Sanduíches;
d) Comida Oriental;
e) Sobremesas (doceria, sorveteria, açaí e outros);
As inscrições estão abertas desde o dia 5 de maio, são gratuitas e acontecerão de forma eletrônica através do e-mail: [email protected] Os interessados podem se inscrever até o dia 10 de maio de 2020.

Os documentos exigidos são:

a) Ficha de inscrição (Anexo I) devidamente preenchida e assinada;
b) Cópia dos documentos pessoais: CPF e documento de identificação (RG, Carteira de Trabalho, Carteira Profissional ou CNH);

Os inscritos serão premiados com certificados de participação no I Festival Gastronômico Delivery de Juazeiro e notas de avaliação. Todas as etapas do Festival serão publicadas no site institucional da Prefeitura de Juazeiro, bem como no Diário Oficial do Município, podendo também ser utilizadas outras ferramentas como mídias sociais, rádios, jornais, televisão. O resultado será divulgado no dia 16 de julho e o festival terá continuidade até o dia 30 de setembro.

O projeto é desenvolvido pela Prefeitura Municipal de Juazeiro, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes (SECULTE), em parceria com a Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária (ADEAP).

Para o secretário Sérgio Fernandes, titular da pasta da Seculte, o turismo talvez tenha sido o setor mais impactado, sendo este um forte atrativo em nossa região. “Nosso objetivo é garantir que as pessoas continuem a produzir as iguarias a partir do peixe e do bode, a pizza, os doces e tantas outras guloseimas que a nossa cidade pode oferecer para quem mora e para quem irá nos visitar após este período”, declarou.

Parceira da inédita iniciativa na região, a ADEAP, através da sua diretora-presidente Elayne Cristina Borges, enfatiza a importância do evento. “O festival vem para ajudar todos os empreendedores desse importante setor da nossa economia”, diz Elayne.

Deixe uma resposta