Cristina Costa critica projeto de lei que define estrutura orgânica do município de Petrolina

(Foto: Arquivo)

A vereadora Cristina Costa (PT) criticou o Projeto de Lei nº 001/2017, que define a estrutura orgânica do município de Petrolina (PE), como, por exemplo, as secretarias, superintendências e diretorias, e que está sendo apreciado para votação neste momento na primeira sessão extraordinária de 2017 na Câmara Municipal da cidade.

Segundo a vereadora, seria mais interessante o prefeito Miguel Coelho se inteirar sobre a real situação do município e só depois propor a reforma administrativa que está sendo apreciada na Casa Legislativa. “Por quê não a gente [os vereadores] trabalhar, o prefeito aproveitar esse mês de janeiro para tomar pé da prefeitura, conhecer realmente a situação e depois manda a reforma administrativa?”, disse.

Outro ponto questionado por Cristina foi o fato do Projeto criar as secretarias sem dispor sobre as suas atribuições. “No parágrafo 8, do artigo 6º do projeto, ele apenas renomeia a secretaria, mas a estrutura continua a mesma em todos os sentidos. Nas atribuições ele não altera nada, mas ele cria as secretarias. Como é que pode criar uma nova secretaria sem as atribuições definidas?”.

Deixe uma resposta