CSTT faz trabalho educativo nos novos semáforos da área central

(Foto: ASCOM)

A equipe de Educação para o Trânsito da Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT) esteve nesta quinta-feira (08) nos dois novos semáforos da área central da cidade para orientar pedestres e motoristas.

Os dois novos semáforos, localizados na Avenida Santos Dumont e na Avenida Raul Alves, começaram a funcionar na última segunda-feira (05) e desde então, a equipe de Engenharia de Tráfego vem monitorando e realizando ajustes para atender toda a demanda de veículos desta área.

O condutor José Jonivaldo Oliveira, conhecido como Vavá, gostou das novas mudanças. “Ontem eu cheguei em casa comentando com minha esposa como tinha sido bom a instalação desses novos semáforos. Melhorou para o motorista, que antes precisava disputar para ter acesso ao pontilhão. E melhorou para o pedestre, porque quase nenhum motorista respeitava essa faixa que já existia antes do semáforo. A mudança foi positiva, cada um vai ter seu espaço e ainda vai diminuir os riscos de acidentes”, afirmou José.

O estudante Wesley Sousa estava viajando e retornou hoje a cidade. Ao tentar atravessar a faixa de pedestres da Avenida Santos Dumont – seu trajeto diário -, foi surpreendido ao perceber o semáforo.

“Estou muito feliz com a instalação desse semáforo, era algo necessário, principalmente, para o pedestre. Esse cruzamento era muito perigoso, eu já presenciei muitos ‘quase acidentes’. Oferecia riscos tanto para pedestres, quanto motoristas. Foi uma mudança positiva e necessária”, declarou Wesley.

O diretor-presidente da CSTT, Damião Medrado, esclarece que todas essas mudanças têm o objetivo de melhorar o trânsito de Juazeiro, proporcionando fluidez e segurança.

“A implantação desses novos semáforos teve um estudo técnico como embasamento. E nossa equipe está monitorando e realizando ajustes durante toda essa semana para aperfeiçoar o sistema semafórico desta área. Solicitamos aos condutores que tenham atenção e paciência durante o período de adaptação. Nossa intenção não é prejudicar e sim, oferecer um trânsito mais seguro”, salientou Damião.

Deixe uma resposta