Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

“Demagogia” e “falta de seriedade”: vereadores reagem à proposta de Cícero Freire de criar mais um dia de sessão

(Foto: Blog Waldiney Passos)

Nenhum projeto foi colocado em pauta na sessão de ontem (6) na Câmara de Vereadores de Petrolina, já que foi realizada uma audiência pública sobre o trabalho infantil. Apenas com demandas de Indicações e Requerimentos, a manhã foi marcada por críticas à postura de Cícero Freire (PR) e um projeto de sua autoria.

O edil pretende apresentar um Projeto de Lei solicitando a ampliação do número de sessões na Casa Plínio Amorim, o que no entanto, segundo os colegas, não é necessário. Um dos mais críticos à proposta de Cícero foi o líder da oposição, Paulo Valgueiro (MDB).

“Talvez o que a gente precise aqui não seja três dias de sessão, o que a gente precisa aqui na Casa é mais seriedade. As horas que a gente tem na terça e na quinta, que sejam utilizadas para defender assuntos e temas de interessa da população e não, muitas vezes, como Vossa Excelência usa o tempo para ficar brincando. Aqui essa Casa não pode nunca ser confundindo com o circo”, disparou Valgueiro.

Colegas da base criticam postura de Cícero

As críticas vieram também da base de Cícero, com Ronaldo Silva (PSDB) e Rodrigo Araújo (PSC). Ronaldo discursava na Tribuna Livre a respeito do Petrolina quando Rodrigo pediu uma parte na fala, mas foi atrapalhado por Cícero.

Segundo Rodrigo a atitude de Cícero no plenário “Tira a concentração da gente, estamos falando coisa séria”. Ronaldo também ficou incomodado e somou voz a Rodrigo: “Toda as vezes que os colegas estão falando ele fica berrando e gritando”, disse.

Citando o “discurso demagogo” de Cícero, Domingos de Cristália (PSC) citou os atrasos do colega no Plenário o que configura incoerência do edil. Cícero se defendeu e disse cumprir seu horário na Câmara. “9h estou aqui, eu passo no gabinete e venho [ao plenário]”, afirmou.

Deixe uma resposta