Diocese de Petrolina publica texto na rede social sobre o Caso Beatriz e rebate leitor    

Catedral Petrolina 1

A diocese de Petrolina (PE) disse em texto publicado em sua página no Facebook nesta sexta-feira (18), estranhar uma nota de repúdio direcionada ao Bispo Dom Manoel dos Reis de Farias e à Diocese de Petrolina, de autoria do Sr. Tales Kalil, em relação às investigações sobre o crime que ceifou a vida da pequena Beatriz, nas dependências do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, a no texto a Diocese pontua que:

  1. O Bispo Diocesano, D. Manoel dos Reis de Farias, no seu programa na Rádio Emissora Rural, a Voz do São Francisco, em diversas ocasiões expressou sua solidariedade à família na busca da elucidação dos fatos.
  2. Embora o Colégio Nossa Senhora Auxiliadora seja uma instituição católica, é mantida e administrada pela Congregação Religiosa Filhas de Maria Auxiliadora, não sendo subordinada administrativamente à Diocese de Petrolina.
  3. A Diocese, bem como os católicos em geral, é solidária ao sofrimento da família e às Irmãs Filhas de Maria Auxiliadora, na Nota, responsabilizadas injustamente pelo trágico acontecimento ocorrido nas dependências do Colégio. É sempre necessária a prudência nos comentários ou na veiculação de notícias, a fim de que pessoas e instituições não sejam difamadas. Esse fato lamentável poderia ter ocorrido em qualquer estabelecimento de ensino. Ninguém está imune à violência, que ameaça e inferioriza a dignidade humana.

Comungamos a mesma indignação da comunidade petrolinense, pela impunidade reinante no país e pela lentidão com que vem se arrastando as investigações. Portanto, a Nota de Repúdio é injusta ao atribuir ao bispo e à Diocese responsabilidade pelo trágico acontecimento e por falta de apoio. Em nenhum momento fomos procurados para que nos disséssemos em quê e como os católicos, a Diocese e o bispo poderiam colaborar.

Apelamos para o bom senso e pedimos que nos coloquem a situação e como podemos ser úteis nesse processo. Nós o faremos com todo o empenho possível e colocamos a Rádio A Voz do São Francisco, da Diocese de Petrolina, à disposição para colaborar na divulgação que a família achar conveniente.

Com sentimento de profunda solidariedade cristã, abraçamos a família da pequena Beatriz, a comunidade educativa e as queridas irmãs do Colégio Nossa Senhora Auxiliadora. Que Deus, rico em misericórdia, conforte os que choram e ilumine os que trabalham para a solução desse caso.

Diocese de Petrolina-PE

Petrolina, 16 de fevereiro de 2016

Deixe uma resposta