Dioceses de Petrolina e Juazeiro realizam Audiência Pública com lema: saneamento básico e rio são francisco

audiencia

Amanhã (14) às 18h30, no Centro de Cultura João Gilberto será realizada a 2ª audiência pública com o tema: “construindo juntos: paz com a natureza”. O evento reunirá representantes dos poderes executivo, legislativo e judiciário de Juazeiro, Petrolina e entidades da sociedade civil que discutirão o lema: “saneamento básico e rio são francisco”.

A realização da audiência diz respeito à campanha da fraternidade 2016, que traz para o centro dos exercícios espirituais uma situação da vida cotidiana, a qual conclama a mudança de mentalidade com ações que colocam, na posse da vida, a prática da justiça com o tema: “CASA COMUM, NOSSA RESPONSABILIDADE” – Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca.

A audiência terá a participação de representantes da Câmara de Vereadores e da Diocese de Petrolina e buscará fazer com que cada instituição reflita sobre o papel que cada órgão precisa assumir com o objetivo conscientizar a sociedade a preservar melhor a natureza e a revitalização do Rio São Francisco.

Dr. Alexandre Lamas, promotor de meio ambiente de Juazeiro, conduzirá o encontro  com a participação da promotora do meio ambiente de Petrolina Ana Rúbia, além da participação do prefeito e vice-prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho e Francisco Oliveira, do bispo da Diocese de Petrolina, Dom Manuel dos Reis e do bispo Coadjutor da Diocese de Juazeiro, Dom Frei Beto Breis.

Haverá ainda uma gincana ecológica, na qual organizações da sociedade civil, igrejas, representantes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE), escolas, militares e toda a população deverão realizar três tarefas até o dia 20 de novembro: A primeira tarefa é recolher óleo de cozinha usado, depois plantar 10 mil mudas e a terceira atividade é uma brincadeira, mas importante para a sociedade que sofre com o Zika Vírus e outras doenças transmitidas pelo mosquito: trazer o maior número de mosquitos mortos.

Deixe uma resposta