Disque Denúncia é novo aliado da polícia para desvendar o caso Beatriz em Petrolina

Recompensa

“Não existe crime perfeito” é o que afirma o cartaz de divulgação do Disque Denúncia, uma nova ferramenta utilizada para ajudar a encontrar o autor no assassinato da garota Beatriz Angélica Mota, de 7 anos. A menina foi morta a facadas no dia 10 de dezembro em uma escola de Petrolina, no Sertão do estado, e o crime continua sem solução. Está sendo oferecida uma recompensa de até R$ 5 mil para quem fornecer informações que auxiliem na investigação.

Quem desejar contribuir com a investigação do Caso Beatriz pode denunciar pelo telefone fixo (81) 3719-4545, o custo é de uma ligação interurbana, ou gratuitamente no site da organização. Outra alternativa é fazer a denúncia via WhatsApp: (81) 9 9119-3015. Segundo o coordenador, as pessoas que estiveram no local no dia do crime, por exemplo, não precisam temer qualquer tipo de represália. (Com informações do G1)

Um Comentário

  • eliza de souza candeias

    10 de dezembro de 2016 at 13:21

    o que me deixa intrigado é um caso de uma amiga minha que estudou alguns anos atrás cerca de quinze anos e ela sempre me contava que tinha muito medo quando estudava naquela escola demoníaca maria auxiliadora,e ela era muito danada e queria entrar em todos os lugares daquela escola e uma vez ela muito curiosa quis entra em uma sala privada que so as freiras podia entra, e nesse dia a freira viu ela tentando entrar pegou no braço dela e apertou e disse as seguintes palavras ,se eu te pegar tentando entrar aqui novamente vc nunca mais vai ver seu pai e sua mae muito estranho nao ,esse caso de Beatriz com certeza foi um ritual satânico.

    Responder

Deixe uma resposta