Edinaldo Lima: confira a entrevista do candidato ao blog Waldiney Passos

edinaldo-lima

Edinaldo Lima busca a sucessão do governo Julio Lossio./ Foto: Giomara Damasceno

Nascido em Ipubi, cidade pernambucana, Edinaldo Lima chegou a Petrolina em 1986, aos oito anos de idade, com os pais e os irmãos. É casado com Ingride Lima e pai de uma filha.  O candidato do PMDB integrou e coordenou o Fórum de Reforma Urbana e foi o primeiro representante de Petrolina no Conselho Estadual das Cidades, no Estado de Pernambuco, onde trabalhou na elaboração do Plano Nacional de Habitação e das Políticas Regionais de Desenvolvimento Urbano, representando o Sertão pernambucano na Política de Desenvolvimento Urbano e de Habitação.

Foi membro do Conselho Gestor de Habitação na Secretaria de Planejamento e Urbanismo da Prefeitura Municipal de Petrolina. Assumiu, em 2009, a Diretoria de Habitação da Secretaria de Planejamento e Urbanismo e Meio Ambiente (SEPUMA). No segundo do mesmo ano, assumiu a Superintendência de Habitação da recém-criada Secretaria de Planejamento e Urbanismo (SEPUMA).

Em 2012, foi eleito para o primeiro mandato de vereador. Licenciou-se do cargo de vereador em fevereiro de 2013 e assumiu a Secretaria Extraordinária de Habitação da atual gestão. Em 2016, reassumiu o cargo de vereador e passou a ocupar a Liderança do Governo na Câmara de Vereadores de Petrolina.

Confira a entrevista com o candidato a prefeito de Petrolina, Edinaldo Lima:

*** áudio disponível no final da matéria

** Por decisão do blog Waldiney Passos, os áudios só serão editados em caso de ultrapassar o tempo de 2 minutos de cada pergunta, assim como foi apresentado na reunião com os assessores.

1. Por que o senhor acha que deve ser eleito pelo povo de Petrolina?

– Eu tenho uma história há 20 anos em Petrolina de luta pelas causas sociais, pelo desenvolvimento urbano, nos últimos sete anos eu tive a oportunidade de colocar em prática tudo aquilo que eu defendi no governo Júlio. Nós conseguimos investir em torno de um bilhão de reais na infraestrutura para quem mais precisava obras que garantiam moradia, porque não tinha, reduziu o déficit habitacional, praticamente acabamos com as ocupações que era uma vergonha para nossa cidade as pessoas morarem a baixo da linha de pobreza em situação degradantes que eram as ocupações e algumas eram ocupações internas de políticos da cidade e isso deixaria tudo mais feio para nossa sociedade para a nossa cidade então a minha escolha para ser o candidato a prefeito vem trazendo a minha história de luta em Petrolina a minha realidade social. Eu sou filho de um trabalhador que tive a oportunidade de chegar aqui, tenho hoje conhecimento técnico e experiência administrativa, administrei um orçamento quase que bilionário, tive zelo com os recursos públicos num momento em que, infelizmente, vivemos grandes atos de corrupções no país com pessoas que eram para estar administrando o dinheiro do povo nesse momento tudo é importante e o nosso projeto para assumir a prefeitura de Petrolina é continuar avançando, com uma infraestrutura que atenda toda a sociedade, toda  a cidade para permitir que a cidade tenha mais desenvolvimento econômico e uma melhor distribuição de renda para as pessoas. Então, será um mandato que vai estar com o povo e trabalhando para o povo garantindo que todos possam ganhar incentivando o desenvolvimento econômico apoiando a iniciativa privada sendo parceiro dos governos estadual e federal e assim garantindo uma cidade que cresça sempre com desenvolvimento econômico e com cidadania.

2. Diariamente Petrolina como um todo sofre com esgotos estourados, dejetos jogados de modo irregular no Rio São Francisco, em que parte do seu plano de governo entram as discussões atinentes ao meio ambiente e a preservação do Rio São Francisco?

– No nosso programa de governo, que você pode acompanhar no site, pode-se observar que tem uma parte do plano destinada a fazer a “cidade verde”. Nós vamos dar continuidade ao que prefeito Júlio está fazendo para ter uma cidade mais arborizada. Com relação ao rio são Francisco, nós vamos trabalhar, no nosso programa “Petrolina Saneada”, a universalização do serviço de água e esgoto. O prefeito já garantiu a retomada do serviço na justiça, e, com essa retomada, nós vamos criar a empresa municipal “Águas do São Francisco” e, através dessa empresa, garantir a execução do nosso programa com um investimento na ordem de R$ 200, R$ 350 milhões em quatro anos. Vamos levar águas tratadas para as comunidades das áreas irrigadas, de sequeiro e ribeirinha, que ainda não tem, e vamos, também, garantir que Petrolina possa melhorar na parte urbana, onde foi feito saneamento no passado, mas que foi mal feito, com obras ruins, e que a Compesa não conseguiu dar uma boa manutenção. Fazer e concertar o que não está prestando, garantir uma manutenção mais adequada e algo que é muito importante para as comunidades: as famílias que moram nos residenciais, que tem uma condição social menor, com salário ruim, vamos garantir, para estes, uma taxa de serviço de água e esgoto social, dentro da realidade econômica dessas pessoas e família. Com a empresa municipal e o investimento que nós vamos fazer, vamos mudar essa realidade, preservando o meio ambiente, com zero de esgoto no rio são Francisco. Eu sou o único candidato que defende esse modelo no qual a Compesa não vai atuar mais, e sim a nossa empresa municipal.

3.Ruas esburacadas, trânsito caótico e vias perigosas em todos os sentidos, isso tanto na cidade quanto nas vias de acesso a Zona Rural. Esse é o cenário de boa parte das vias de Petrolina. A situação demonstra a ausência de grandes investimentos em projetos que auxiliem na melhoria da mobilidade urbana e da infraestrutura, não é privilégio apenas de zonas periféricas da cidade. Como o senhor pretende administrar este problema?

– Nos últimos 20 anos o governo que mais pavimentou foi o governo de Júlio. De 2001 a 2008 foi feita muita pouca pavimentação. Tiveram recursos para fazer, fizeram financiamento, o recurso veio, mas não fizeram as obras. O nosso programa mais importante será o “Minha Rua Pavimentada”, vamos pavimentar, fazer o planejamento, criar um fundo municipal de pavimentação e vamos avançar muito. Se Petrolina precisar pavimentar 1.500 ruas, nós vamos pavimentar todas, se precisar pavimentar 2.000 ruas, nós vamos, também, pavimentar todas. Eu posso dizer isso porque quem garantiu o investimento que trouxe para Petrolina algo em torno de 15 mil moradias, que beneficiou cerca de 60 mil famílias, pode conseguir pavimentar o que falta. E com relação a mobilidade urbana, um outro programa nosso importante será usar o plano de mobilidade urbana, que já existe, e garantir, através do nosso programa “Caminhos Abertos”, a duplicação de avenidas, a criação de novas avenidas, fazer parceria com o governo federal e do estado, mas principiante o federal, para trabalhar as BR’s que cortam a cidade, fazendo a sua duplicação, e, para isso, vamos elaborar projetos, fazer a parcerias, oferecer ajuda e garantir a essa cidade, que nos últimos sete ano mais que dobrou a sua frota de carros por causa do seu desenvolvimento, vamos garantir que essa dinâmica de crescimento de veículos, de pessoas que melhoram de renda, possa ter facilitada a sua mobilidade na cidade, mas, principalmente, nas comunidades mais populares, para que possam ter um bairro com mais qualidade de vida e pavimentação.

04. O transporte deixa a desejar, recebemos constantemente reclamações no blog. De que forma seu projeto de governo irá tratar os usuários do transporte público? Existe no seu plano de governo proposta para novas concessões de empresas de transporte público?

Esse problema de Petrolina é um desafio que existe na maioria das cidades brasileiras. Parte da culpa devemos reverter para o governo federal e ao congresso, que não desenhou política de subsídios para o transporte coletivo. Foi dado subsídio para venda de carros novos, IPI, mas não foi feita nenhuma política de subsidio. O governo Júlio resolveu parte dos problemas quando melhorou o transporte escolar, criou os mototáxis, melhorou o transporte alternativo, mas o transporte público urbano é um desafio. Por isso que nós vamos garantir a contratação da nova empresa de transporte público. É um processo que se inicia agora no governo Júlio e será finalizado no nosso governo, aumentando o número de veículos, dando mais qualidade, veículos que vão prestar seus serviços em nova avenidas e em vias de circulação de veículos com qualidade e a nova pavimentação, com uma obra de R$ 30 milhões que o governo Júlio está investindo. Então, vamos garantir um serviço de transporte público com muito mais qualidade e vamos criar o ticket 24 horas, no qual o cidadão vai ter, naquele bilhete, um tempo de 24 horas para usá-lo e ter menos preocupação durante o dia para o uso do transporte público. Juntando aos novos modais de transporte que nós vamos trabalhar, vamos garantir, a médio prazo, uma cidade que vai ser bem servida pelo transporte público. Eu digo isso para o blog do Waldiney com uma experiência não apenas política-administrativa que tenho, mas também de um cidadão que mora na periferia de Petrolina, que por muitos anos usou o transporte público e ainda hoje tenho meus pais que moram no João de Deus, já tem quase 70 e usam o transporte público. Então, eu conheço a necessidade de melhorar o transporte púbico e sou o único prefeito que vai, com certeza, melhorá-lo.

05. A violência que estamos vivenciando nos últimos meses em nossa cidade tem causado pânico nos munícipes de Petrolina. Qual a proposta para inibir a criminalidade e proporcionar mais segurança para a sociedade?

– Petrolina precisaria de 20 delegacias, até hoje só tem duas. Nós não tivemos apoio dos nossos deputados estaduais para que pudéssemos, junto ao governo do estado, melhorar essa realidade. Pelo contrário, o serviço ficou muito ruim nos últimos anos. Por isso que nós vamos dar continuidade ao que o prefeito Júlio já iniciou no seu governo, que é garantir um novo papel para a guarda municipal que vai ser o trabalho de agente público de segurança pública. Nós vamos abrir concurso público para esses homens e vamos contar com a tecnologia para levar para todas as comunidades da cidade em parceria com a iniciativa privada que vai ser o mercadinho, os condomínios, as ruas que têm câmeras instaladas e, aquelas que ainda não tem, nós vamos dar incentivo para instalar câmeras que serão ligadas em uma grande central de monitoramento, garantindo que o cidadão tenha mais conforto, mais segurança para andar, principalmente o jovem, os estudantes e as mulheres que são as maiores vítimas da violência na nossa cidade. Vamos garantir a criação da delegacia móvel, vamos oferecer toda a estrutura e logística para o governo do estado ter uma agilidade maior no atendimento de qualquer tipo de violência e que a população tenha um sentimento e perceba que em qualquer ato de violência praticado o poder público e o estado irão corresponder com o serviço de segurança, para que este serviço de segurança e justiça aconteça. Então, o nosso governo vai permitir essa parceria com a polícia do estado, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal. Vamos garantir os nossos programas de iluminação pública e áreas de lazer e continuar avançando com o serviço de limpeza pública. Garantir nas nossas comunidades, aqui mesmo para as famílias que moram no centro da cidade, o sentimento de segurança, porque a segurança pública precisa de um rol de ações por parte do governo e nós vamos garantir serviços urbanos e agentes na rua para garantir esses serviços.

06. Como o senhor pretende incentivar programas de educação de base, garantir treinamento profissional e melhoras na qualidade de trabalho de professores, garantir bolsas de estudo e cuidados para os filhos de pais que trabalham e acesso igualitário à educação em todos os estágios escolares?

– Hoje, Petrolina tem a melhor educação do Brasil. Nossa educação é melhor que a de são Paulo e que a do Recife e quem diz isso é o IDEB que saiu agora. O programa “Nova Semente” garante uma melhor educação infantil aqui na nossa cidade. Eu sou o único candidato que vai garantir a continuação desse programa, porque faço parte desse governo. Quem quer ser governo, já foi, e quando saiu garantiu um resultado de educação infantil e fundamental muito ruim. Mais da metade dos meninos não saiam alfabetizados. A educação infantil praticamente não existia, era um modelo que era uma unidade montada a cada ano. No governo Júlio, nós avançamos e criamos um modelo onde permite que se tenha 9 mil crianças nas creches e nós vamos universalizar entre 15 a 18 mil crianças para 2020 no programa “Nova Semente”. Com relação ao ensino fundamental, vamos começar um novo movimento. Quero criar a educação fundamental integral, garantir que a criança que saiam do “Nova Semente” e entrem no fundamental, passando o dia na escola. Assim, nós vamos garantir o futuro dessa criança com mais educação, mais conhecimento, cultura. Também ligado a isso, as atividades de esporte, cultura e lazer na própria escola. Tudo isso dentro de um plano de educação pedagógica. Um novo modelo que nós vamos trabalhar respeitando o que já existe, pegando essa experiência do governo Júlio e dando continuidade. O nosso plano municipal de educação foi considerado pelos próprios órgão públicos estaduais como o melhor plano de educação do estado de Pernambuco. Então, já temos todas as ferramentas necessária e principalmente o quadro de profissionais que foram sempre muito valorizados no governo Júlio, professores e técnicos que continuarão sendo valorizadas do ponto de vista de salário e capacitação.

07. A questão de saúde pública é um dos grandes desafios dos governantes e uma das maiores preocupações da população. No Brasil, o SUS (Sistema Único de Saúde), que tem como função atender à população, tem cada vez mais apresentado falhas, e isso é cada vez mais notório através das filas de esperas  para marcação de exames e consultas em muitas especialidades, bem como a dificuldade para contratação  de mão obra qualificada, ocasionado muitas vezes pela falta de prestador de serviço, já que a tabela SUS está defasada.  Outro grande problema, considerado pelos especialistas do SUS, como um dos grandes nós para gestão em saúde, é a falta de recurso e o subfinanciamento do sistema.  Diante dessa realidade e da atual situação do País, como o senhor, se eleito for, pretende governar e quais as principais ações no seu governo voltadas para melhoria da saúde no município?

– Os meus adversários querem mudar o modelo de saúde básica que existe. Quando chegamos no governo encontramos nove médicos, hoje estamos com 115 médicos. Uma saúde básica que cobria apenas 13% da população. Isso quer dizer que a nossa saúde básica, que atende 80% dos pacientes e que precisam do SUS, tem tido uma atenção de 96% e nós vamos continuar avançando. Vamos universalizar a saúde básica principalmente com esse modelo das AME’s. Hoje, nós estamos com 20 AME’s e vamos chegar a 21 com a que será inaugurada na próxima semana, no Nova Petrolina, e vamos continuar fazendo a nossa parte e cobrando dos deputados, para que possam também fazer a sua parte. A urgência e emergência tem sido um grande gargalo em todo o Brasil. São poucos que tem atuado na saúde como Petrolina. Dos 55 municípios que usam o Hospital do Traumas e o Dom Malan, Petrolina é o único que participa financeiramente, com orçamento de R$ 4 milhões. São 120 servidores que atendem no Hospital de Traumas, mas não recebemos essa contrapartida dos demais municípios, a exemplo de Afrânio, que só manda os pacientes para cá. Então, é muito importante que possa ter essa participação. Estamos com candidato a prefeito que tem o mandato de deputado e que poderia colocar emenda parlamentar para beneficiar o Hospital de Traumas e não coloca. Então, nós vamos continuar fazendo a nossa parte cobrando do governo do estado e federal para que possam fazer a sua parte. O SUS continuou funcionando porque o município e o estado entram com sua participação, mas já são 14 meses que o estado não manda a sua parte com relação ao atendimento do SAMU. Então, é fortalecer essas políticas de urgência e emergência, garantir a universalização da saúde básica e nós vamos garantir que a população seja melhor assistida nas suas comunidades e necessidades de saúde básica.

08. O Brasil sediou as Olimpíadas e o que se viu foi uma reclamação geral por parte dos atletas no que se diz ao incentivo. Petrolina sofre com a ausência de projetos públicos direcionados para o esporte e lazer com qualidade, principalmente para os jovens. O senhor tem algum projeto voltado para o esporte? Quais?

– Nós priorizamos o trabalho no esporte de base, que foram os jogos da integração, criado pelo governo Júlio. Dentro desse plano que já temos e a proposta que recebi no meu governo, proposta pela APA, vamos desenvolver o esporte comunitário, o esporte escolar e de alto rendimento. Naturalmente, desses atletas dos esportes comunitários e escolar, vai sair aqueles que tem vocação para o esporte de alto rendimento. Hoje, Petrolina já oferece para o Brasil e para o mundo atletas na modalidade paratletismo. Isso é fundamental que tenha o apoio do nosso governo e nós vamos criar as condições para que, através desse projeto nosso de governo, esses atletas, principalmente esses que vem das comunidades populares, mais carentes, possam ter essa atenção. Vamos ter o orçamento, vamos garantir essas atividades e vamos garantir algo fundamental, pois eu sou o único candidato que enxerga isso que é não se limitar ao orçamento do governo, ir atrás de fazer projetos, por isso que nós temos a usina de projetos. Essa usina vai estar aberta para os grupos culturais, aqueles que praticam atividade de esporte, que militam nessa área do desenvolvimento do esporte, para que tenham o apoio técnico do governo através da usina e buscar recursos de outras fontes. Foi assim que eu fiz com o programa “Minha Casa Minha Vida” e garantimos esse orçamento bilionário para a nossa cidade, que gerou empregos, desenvolveu economia e garantiu moradia para quem precisava. Vamos fazer também pelo esporte de Petrolina, que vai ser um grande exemplo do esporte amador e de alto rendimento em várias categorias diferentes, pois o nosso governo vai garantir o desenvolvimento do esporte. Nós vamos mudar a realidade dos nossos jovens nas comunidades. Então, através do esporte, nós vamos, com certeza, avançar na qualidade de vida e evitar que os jovens entrem no mundo do crime das drogas e tenham uma vida mais saudável.

09. Qual a avaliação o senhor faz dessa entrevista?

– Eu acho importante! Eu queria parabenizar o blog Waldiney Passos, jornalista e comunicador social que eu conheço há décadas aqui em Petrolina, desde da Emissora Rural. Quero aproveitar esse espaço para apresentar o meu programa de governo, mas não só o programa, porque fazer o programa de governo é fácil, tem muito candidato que andou por Petrolina por dez meses e fez um plano de governo, mas o registro de candidatura apresenta uma proposta de três folhas. O meu programa de governo vem da minha experiência de estar a 20 anos em Petrolina. Moro aqui há 30 anos e 20 atuando de forma muito intensa nas políticas sociais. No governo Júlio pude desenvolver muito do ponto de vista de experiência de administrar a coisa pública, com zelo, responsabilidade. Vir aqui ao blog de Waldiney apresentar o meu programa de governo, apresentar a minha história, a minha capacidade técnica de administrar Petrolina, principalmente o meu amor pelas pessoas, pela cidade, a minha dedicação pelas comunidades que eu morei a vida toda e ainda moro. Sei que é possível fazer muito pela nossa gente e fugir da política tradicional, daqueles que querem ser candidatos, que já tiveram a oportunidade de administrar Petrolina, mas não conseguiram trazer “Nova Semente”, trazer habitação, políticas públicas que pudessem atender a população. Então, vim me apresentar no blog de Waldiney e contar toda a nossa história, do nosso programa de governo, do que queremos para Petrolina. Para mim é muito importante, nós vamos garantir para a nossa cidade um futuro cada vez melhor, porque, para esse futuro, nós já temos uma base importante de políticas públicas e sociais e não vou ter desculpa para, a partir de janeiro, os nossos programas que estão no nosso projeto de governo já começarem a ser colocado em prática e garantir uma qualidade de vida melhor para a população.

Considerações Finais

– Quero agradecer a vocês, dizer que nossos projetos, a exemplo do “Caminhos Abertos”, que vai garantir uma política de mobilidade urbana, o nosso programa “Minha Rua Pavimentada” que vai garantir a pavimentação de todas as comunidades populares de Petrolina, que ainda não tem pavimentação. O nosso programa “Petrolina Saneada” que vai fazer muito pelo saneamento, vai universalizar, vai respeitar o rio São Francisco, são projetos importantes que vai melhorar a vida do cidadão petrolinense, mas, principalmente, quem vai executar esses programas será um prefeito que vem do meio do povo, que é do povo, que traz as evidências dos últimos 20 anos aqui em Petrolina de intensamente ter lutado por essas comunidades, pelo trabalhador. Eu que sou filho de um trabalhador, de uma mulher que trabalhou sua vida de forma importante, nas feiras, e que trago aqui a minha experiência de vida, a minha luta pelas comunidades que mais precisam e, principalmente, a minha honestidade, a minha forma de governar, trazendo as evidencias de quem administrou um orçamento bilionário e que teve zelo pela coisa pública, que respeitou o recurso público, principalmente, nesse momento no qual a o Brasil debate e a sociedade fica triste com a corrupção, com lava jato, com turbulência, que tiram dinheiro de quem mais precisa na saúde na educação, no saneamento. Então, estou aqui candidato a prefeito. E garantir uma eleição, eu que sou o candidato que mais cresce nas pesquisas, para garantir que Petrolina possa ter um futuro melhor. Me apresento à população de Petrolina mostrando toda a minha vida, minha história, minha dignidade e a minha vontade de trabalhar por Petrolina, a minha experiência de vida. Queria contar com todos que vão ler essa entrevista no blog de Waldiney Passos e que aqueles que estão indecisos possam conhecer a minha história e meu programa de governo, uma história limpa e de trabalho pela nossa cidade, para que possam votar no 15 e mudar Petrolina cada vez mais.

Deixe uma resposta