Em cima da notícia, a coluna mais esperada da semana

Luz amarela 1

Confronto militantesO Brasil virou um caldeirão fervilhando desde que as investigações da Operação Lava-Jato chegaram literalmente às portas do ex-presidente Lula. A luz amarela acendeu com os confrontos entre petistas e seus adversários políticos nas ruas de diversas capitais e cidades do país, os ânimos estão a flor da pele, de um lado aqueles que lutam contra o que consideram uma organização criminosa instalada no governo, do outro os que acreditam que os fatos políticos advindos da Lava-Jato são um “golpe” das elites e da grande imprensa nacional “Rede Globo” contra o PT por ter implementando o maior programa de inclusão social da história. Argumentos à parte estamos vivendo um momento de tensão máxima sabendo que a qualquer momento novos confrontos deverão acontecer entre brasileiros e brasileiras e o desfecho pode ser pior.

Luz amarela 2

As instituições militares, que pelo artigo 142 da Constituição têm a missão de garantir a ordem pública, ficaram em alerta máximo na última sexta-feira (04) quando dos confrontos pelo país entre petistas e adversários. Na realidade os militares não estão dispostos a uma intervenção como muitos propagam, mas se dispõem a auxiliar as autoridades civis em caso de necessidade.

A mosquita

A presidente Dilma não está perdida apenas nas palavras, seu segundo mandato virou casa de ninguém, o país está acéfalo. Há poucos dias houve até mesmo a proposta para que ela rompesse com o PT e partisse para uma nova coalizão partidária, que poderia contar até mesmo com setores da oposição, numa tentativa de salvar seu governo e o país, infelizmente as negociações foram atropelaram pelos fatos, restando agora a Dilam e Lula o abraço dos afogados, a única maneira dos dois tentarem sair vivos politicamente dessa crise.

Para aonde vamos?

downloadEm um momento em que o mundo político precisa encontrar saídas constitucionais para a crise que estamos imersos, o Congresso Nacional que deveria ser o único caminho para uma solução democrática, encontra-se paralisado em sua própria crise: um presidente da Câmara que é réu no Supremo Tribunal Federal, um presidente do Senado que responde a seis processos e diversos deputados e senadores envolvidos de alguma maneira em problemas com a Justiça e tantos outros sujeitos ao imponderável das delações premiadas da Operação Lava-Jato.

Enquanto isso em Petrolina

O senador Fernando Bezerra disse que sonha ter um filho prefeito da cidade (praticamente lançou o nome de Miguel Coelho), Guilherme Coelho  está cada vem mais distante de Júlio Lossio (o prefeito não apoia sua pré-candidatura), Júlio  mantém o mistério sobre quem será seu candidato (enquanto isso os secretários Tolentino, Lúcia Giesta e Cel Leite estão loucos correndo para se fortalecerem na disputa),  Odacy Amorim vai mesmo desafiar a lei da gravidade e manter sua pré-candidatura pelo PT e o ministro Armando Monteiro ficou em cima do moro quando questionado sobre quem o PTB iria a poiar para prefeito em Petrolina, Adalberto Cavalcanti ou o candidato de Júlio Lossio com quem participou da inauguração da AME do N8, ele simplesmente saiu pela tangente.

Hosterninho prefeito de Afrânio

imagesO simpático e humilde Hosterninho do Acordeon vive uma momento de Glória. Oriundo de família pobre o cantor e sanfoneiro que já foi destaque no Domingo Show da TV Record e que está com um documentário sendo produzido sobre sua vida, agora recebeu o convite do deputado Odacy Amorim para entrar na vida política de Afrânio, município em que reside.  A proposta foi feita em público durante a solenidade em que Hosterninho recebeu a medalha de Honra ao Mérito om Malan no Distrito de Rajada.

Antidoto contra Adalberto

A candidatura do deputado Adalberto Cavalcanti a prefeito de Petrolina pode lhe custar caro em sua terra natal Afrânio, onde sua esposa Lúcia Mariano é a atual prefeita e candidata a releição. As forças políticas contrárias ao deputado prometem fortalecer a pré-candidatura do jovem Rafael, filho do líder político Peron, há quem aposte inclusive na Chapa Rafael e Carlinhos para derrotar Adalberto.

CURTAS:

Domingos Sávio parece está de volta aos braços de Júlio Lossio, ele participou da inauguração da AME do N-8 e se posicionou ao lado do prefeito.

Secretária Lúcia Giesta vai mesmo se desincompatibilizar ela tem a simpatia de muitos servidores da prefeitura, a quem aposte inclusive que ela vai ser a escolhida por Lossio.

Secretários Tolentino e Heitor Leito não perdem nem aniversário de boneca, estão em todas, também sonham com o apoio de Júlio.

Vilmar Cappellaro é só felicidade, embora ainda não queira admitir publicamente, mas é sim o nome mais forte das oposições na cidade de Lagoa Grande.

O vereador Geraldo da Acerola acredita que o discurso do bom pai ainda pode tirar PT do fosso em que se encontra.

 

 

Deixe uma resposta