Em estado de greve policias civis realizam protesto contra aumento da violência em Petrolina.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Áureo Cisneiros – Presidente do  Sinpol  

Visando protestar contra o que acredita ser “desdém” do governo de Pernambuco em menosprezar as condições precárias e os baixos salários pagos aos policiais, o Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol) estará realizando na manhã desta terça-feira (01), na praça Dom Malan, Centro, Petrolina-PE, Sertão do São Francisco, um ato de protesto contra o aumento da violência no Estado.

Em entrevista ao programa Bom Dia Vale, Rádio Jornal FM, o presidente do sindicato, Áureo Cisneiros, afirmou que Petrolina é a segunda cidade mais violenta do interior Estado, com um índice altíssimo de assassinatos, perdendo apenas para a cidade de Caruaru – PE. “Aqui em Petrolina a gente quer contribuir também com esse debate sobre a insegurança pública que está ocorrendo na cidade”, salientou.

download (2)Como aconteceu na praia de Boa Viagem no Recife-PE e na cidade de Caruaru -PE o ato constará da colocação de 3.500 (três mil e quinhentas) cruzes, simbolizando o número de assassinatos no Estado somente neste ano de 2015.

Na última sexta-feira (27) os policiais civis de Pernambuco decidiram em assembleia decretar estado de Greve “um aviso ao Governo do Estado que a categoria pode paralisar as atividades em uma greve geral dos policias civis de Pernambuco, mas também para dizer que estamos prontos para dialogar e negociar com o governo”, salientou.

“Até agora o Estado continua intransigente, tratando o movimento da gente com desdém, não dando a devida atenção aos pleitos da categoria”, alfinetou Cisneiros.

Caso não haja um acordo com o governo os policias civis poderão paralisar as atividades durante o carnaval.

Deixe uma resposta