Em jantar, governo quer garantir que base esteja em Brasília para votar PEC

(Foto: Internet)

(Foto: Internet)

Na semana que antecede o segundo turno das eleições municipais, o governo Michel Temer oferece um jantar à base aliada na noite desta segunda-feira (24) visando garantir que os deputados estejam em Brasília nesta terça para aprovar em segundo turno a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece um teto para o gasto público.

Por se tratar de uma PEC, são necessários os votos favoráveis de 308 dos 513 deputados. Como algumas cidades terão segundo turno no próximo domingo (30), há parlamentares envolvidos diretamente com as campanhas municipais, o que poderia esvaziar a votação no plenário da Câmara.

O jantar será realizado na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e contará com a presença de Michel Temer. A ideia do governo é aprovar a proposta já na noite desta terça.

“É um jantar mais informal. É mais para termos a base toda hoje já em Brasília para que possamos votar a PEC amanhã o mais cedo possível”, disse o líder do governo na Câmara, André Moura (PSC-SE).

A PEC do teto estabelece que por até 20 anos a despesa pública cresça no máximo o equivalente à taxa de inflação do ano anterior. No primeiro turno, o texto recebeu apoio de 366 parlamentares. O líder do governo disse esperar um placar semelhante na votação desta semana.

Fonte G1

Deixe uma resposta