Em Petrolina, candidato autuado após tentativa de fraude no concurso da Polícia Civil

concurso-policia-civil-pe-2016

Durante a aplicação da prova do concurso público das polícias Civil e Científica do Estado, foram registradas três ocorrências de acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS).

Com todo o esquema de segurança e inteligência da Polícia Civil de Pernambuco montado para fiscalizar o último concurso para preenchimento de vagas da própria instituição, teve candidato que mesmo assim se arriscou a fraudar o certame, foi o que aconteceu em Petrolina, Serra Talhada e Caruaru.

Contudo, a  Secretaria de Defesa Social – SDS-  informa que o concurso público, para provimento de cargos nas Polícias Civil e Científica, ocorreu com tranquilidade em todos os locais de prova, neste domingo (12/06). As avaliações foram para os cargos de auxiliar de legista, auxiliar de perito, perito papiloscopista, agente de polícia e escrivão.

Durante a realização do certame, a SDS através da Polícia Civil de Pernambuco, desencadeou ações de monitoramento para evitar tentativas de fraudes no concurso público, que resultou nas seguintes autuações por local de realização de prova:

 Na cidade de Petrolina um candidato foi  autuado em flagrante delito por tentativa de fraude em concurso público com utilização de aparelho celular, tendo o mesmo sido autuado após confessar o crime. O autuado foi liberado após o pagamento de fiança;

Em Serra Talhada, houve abertura de Inquérito Policial visando investigar suspeita de utilização de documento falso, tendo um candidato sido encaminhado à delegacia local para prestar esclarecimento;

Já em Caruaru, ocorreu uma autuação em flagrante delito de um candidato pela prática de falsidade ideológica e utilização de documento falso. O suspeito confessa a prática do delito e foi recolhido ao sistema prisional.

Por fim, informamos que a taxa de abstenção foi de 21,42%, para os cargos da Polícia Científica e de 12,74% para os cargos da Polícia Civil. De acordo com o Cebraspe o índice é considerado normal em aplicações de provas objetivas.

Com informações da Ascom

Deixe uma resposta