Empresa da qual Moro se tornou sócio apresentou provas de que Lula não era dono do Tríplex do Guarujá

(Foto: Arquivo)

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) apresentou documentos em 2017, atestando que o tríplex do Guarujá não pertencia a Lula e sim à construtora Odebrecht. Curiosamente o informação foi protocolada na Justiça Federal pela Alvarez & Marsal, empresa de consultoria que hoje tem Sergio Moro como um dos sócios.

A documentação foi apresentada em 19 de abril de 2017, justamente a Moro que era o responsável por julgar os casos da Operação Lava-Jato. A informação foi divulgada pela Band, com base em informações colhidas pelo colunista da BandNews FM, Reinaldo Azevedo.

O Tríplex foi utilizado como prova para condenar Lula na Lava Jato. Ademais, a Alvarez & Marsal tem como cliente justamente a Odebrecht. Depois de se tornar sócio, Moro foi notificado pelo Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-SP para que não exerça atividades de consultoria ou estará sujeito a medidas administrativas.

Deixe uma resposta