Esquema de ‘cola’ via WhatsApp é investigado na USP

2134916

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. (Foto: Internet)

A Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) está investigando estudantes do 1º ano de engenharia por suspeita de um esquema de fraude por meio de um grupo do WhatsApp. Os universitários planejaram uma forma engenhosa para colar nas provas da faculdade, criando um grupo com mais de 200 participantes no WhatsApp.

Durante a aplicação de uma prova, na última segunda-feira, em diversas salas para cerca de 800 alunos, um aluno, de 19 anos, foi pego usando o celular. O professor responsável pela aplicação da prova pediu o celular do jovem e informou aos demais professores.

Ao analisarem o celular, encontraram uma mensagem enviada pelo aluno em um grupo, chamado de “Honestidade”, que teria mais de 200 pessoas, conforme apurou a polícia.

O aluno teria enviado uma foto da prova para o grupo para que outros membros respondessem as questões, sem que estivessem fazendo a prova.

Foram encontradas também respostas aos problemas. Uma sindicância interna foi aberta para apurar o caso. Há suspeitas que de o esquema foi utilizado para fraudar outras provas

O curso de Engenharia na Poli é um dos mais disputados no vestibular da Fuvest, tendo sido a 5ª maior nota de corte de todo o vestibular.

Com informações do Estadão

Deixe uma resposta