Estou vivendo aqui algo inaceitável, diz Daniel Alves após eliminação

Daniel Alves

Daniel Alves vem colecionando campanhas frustrantes com a camisa da Seleção Brasileira e acredita que é preciso ter calma para reverter o quadro e recolocar o Brasil no lugar que merece.

Daniel Alves foi o centro das atenções após a eliminação da Seleção Brasileira na Copa América neste domingo. Após o confronto, o lateral-direito falou com os jornalistas e tornou público seu descontentamento com a atuação da equipe comandada pelo técnico Dunga. Segundo o ex-jogador do Barcelona, a desclassificação ainda na primeira fase é algo inaceitável.

“Como uma pessoa muito competitiva, estou vivendo aqui algo inaceitável para mim, não aceito esse tipo de situação. Estamos dando 100%, mas não está sendo o suficiente para ajudar a Seleção a sair desse momento delicado. Tentaremos das 200% da próxima vez”, disse.

Acostumado a vencer tudo com a camisa do Barcelona. Daniel Alves é o jogador brasileiro mais vitorioso na história do futebol. Entretanto, com a camisa da Seleção Brasileira vem colecionando campanhas frustrantes e acredita que é preciso ter calma para reverter o quadro e recolocar o Brasil no lugar que merece.

“Temos que ter a calma justa para poder seguir trabalhando e dar um pouquinho mais, cada um dar um pouquinho mais. Somos todos responsáveis, o momento da Seleção Brasileira não é o ideal e hoje somos os responsáveis porque estamos representando. Com esse momento delicado que a gente está vivendo não podemos estar satisfeitos. Tem que tentar fazer algo diferente porque somos os primeiros a não estar contentes com essa situação”, completou.

Por fim, Daniel Alves falou em rever conceitos para que o Brasil volte a alçar voo. Ele também lembrou que a Seleção não vive um bom momento há tempos, já que também foi eliminada na Copa do Mundo de 2014 com uma goleada e da Copa América do ano passado nas quartas de final para o Paraguai.

“É um momento muito delicado, não é a primeira vez que acontece esse tipo de coisa. Temos que entender onde estamos errando e onde queremos chegar. Para isso, temos que pensar que o que estamos fazendo não é o suficiente. É dato que não estamos atravessando o melhor momento como futebol, como Seleção Brasileira, e é frustrante para a gente também. Tanta dedicação, tanto trabalho duro que não está sendo suficiente”, finalizou.

Deixe uma resposta