‘Eu não posso recuar, sou candidato”, disse Ronaldo Silva sobre candidatura à presidência na Casa Plínio Amorim

O parlamentar afirmou, ainda, que deve haver lealdade no processo de escolha do candidato ao cargo de presidente da Câmara. (Foto: blog Waldiney Passos)

O vereador Ronaldo Silva (PSDB) falou sobre as articulações que vêm sendo realizadas para a sua candidatura à presidência da Câmara Municipal de Vereadores de Petrolina. O parlamentar aproveitou para comentar as conversas que são mantidas com os grupos formados na Casa.

“Minha expectativa é das melhores, vou focar no trabalho, nos projetos, nas emendas e levar o melhor para a população de Petrolina que é o trabalho que o povo sempre cobra da Câmara de Vereadores”, declarou Silva.

Ronaldo foi enfático ao afirmar que é um dos candidatos ao cargo e lembrou que é necessário haver a alternância no poder, mencionando o fim da reeleição para os próximos presidentes da Câmara.

“Eu não posso recuar, sou candidato. É uma prerrogativa nossa, qualquer um dos vereadores eleitos deve concorrer a eleição na Câmara, pois a alternância de poder tem que existir. É a oportunidade para outros vereadores se candidatar para Presidente da casa, então eu vou até o fim, estou trabalhando, conversando com os pares e vamos vê o que vai dá”, afirmou.

O parlamentar afirmou, ainda, que deve haver lealdade no processo de escolha do candidato e que o mais votado no grupo para concorrer ao cargo ganhará seu apoio, caso não seja ele.

“Quem me conhece sabe que sou leal. Hoje, somos um grupo de onze, digo a eles e já coloquei na mesa isso. Conversei com Osório Siqueira, o qual é pré-candidato, e outros também do grupo da situação para que a gente escolhesse no grupo o mais votado e os que perdessem apoiasse o primeiro. Eu sou dessa forma, apoiaria eles, eu num sei se eles me apoiariam. Mas isso é uma pergunta difícil e tem que perguntar a eles”, disse.

Deixe uma resposta